Quando ir ao psicólogo?

Nas últimas décadas, a imagem do psicólogo esteve intimamente ligada à de um profissional voltado exclusivamente para a terapia de pacientes com transtornos mentais graves. Essa vaga imagem sobre o papel do psicólogo como profissional de saúde não desapareceu completamente hoje, e isso pode fazer com que as pessoas que precisem desse auxílio psicológico, não ousem dar o passo, não saibam quando ir um psicólogo ou, quem dá o passo, o faz de forma oculta. 

Mas os profissionais da psicologia são muito mais do que “psiquiatras”, e o trabalho desses profissionais é mais parecido com o de um professor que ensina habilidades e habilidades emocionais do que com o de um personagem que aplica eletrochoque ou veste camisa de força.

Não é necessário ter um transtorno mental grave para que seja bom ir ao psicólogo. 

Portanto, se você se pergunta “como saber se preciso de um psicólogo” ou “quando devo ir ao psicólogo”, a resposta é simples: você deve procurar um psicólogo se você se encontrar em um momento da sua vida com uma dificuldade que você não consegue resolver sozinho.

Da mesma forma que alguém vai ao médico quando sofre uma lesão ou possui alguma doença, as pessoas podem ir a um profissional de psicologia para tratar ou enfrentar problemas e situações que sentem que estão fora de seu controle, que não podem resolver por conta própria si próprios e que geram um desconforto acentuado. 

Outra razão pela qual é cada vez mais comum buscar ajuda psicológica é o autoconhecimento ou o desenvolvimento pessoal; quanto mais me conheço, melhor me relaciono comigo mesmo e com os outros.

Talvez você ainda esteja se perguntando “como um psicólogo me ajuda” ou “por que devo procurar o psicólogo”. Bem, aqui explicamos, de forma mais esquemática, 6 razões pelas quais buscar ajuda psicológica e a maneira de alcançar o seu bem-estar.

 

6 RAZÕES PELAS QUAIS IR AO PSICÓLOGO REALMENTE AJUDA

1. Nosso problema afeta nossa qualidade de vida

Quando “o problema” é um obstáculo intransponível que nos impede de alcançar os objetivos que nos propusemos, de trabalhar bem ou de aproveitar o dia-a-dia e uma vida social e familiar saudável, percebemos que a situação está nos ultrapassando. 

Todos nós temos momentos ruins, mas quando o tempo passa e vemos que a situação não melhora, que não podemos no sentir melhor, é hora de considerar o que está falhando e o que pode ser feito para resolvê-lo.

 É aí que é bom ir ao psicólogo, pois, como um especialista em comportamento e emoções humanas, você pode fornecer a ajuda e os recursos necessários.

2. Recorremos ao uso de substâncias para adiar / evitar um problema

Há momentos em que o problema que nos atinge pode nos deixar completamente sobrecarregados, tornando-nos mais vulneráveis ​​ao uso de substâncias (o álcool é um dos mais frequentes, mas também o tabaco, a cocaína, a maconha e até alguns tipos de medicamentos) e, consequentemente, a possíveis problemas de dependência no futuro. 

Se você recorrer a essas substâncias para escapar dos problemas ou evitá-los, esse é outro motivo pelo qual você deve procurar um psicólogo.

3. A dor emocional se transforma em dor física

Nosso corpo é muito inteligente e não fica para trás quando quer nos comunicar algo, só que por não poder nos enviar um WhatsApp , o faz através de um meio de comunicação chamado somatização. 

Dores de cabeça crônicas, dores musculares, problemas gastrointestinais, sono, tensão ou fadiga (entre outros), que não são explicados por problemas médicos, são alguns dos exemplos mais comuns de manifestações do nosso corpo onde nos avisa que algo não está indo bem (algo no nível familiar, profissional, social ou do parceiro que não está sendo resolvido). 

Se for este o seu caso, um psicólogo é o profissional de que necessita.

4. Você vê tudo preto

Um dos fatores mais claros para saber quando ir ao psicólogo é a presença do que se conhece na psicologia como Tríade Cognitiva Negativa (uma visão negativa permanente que temos de nós mesmos, do mundo que nos cerca. e nosso futuro). 

Essa Tríade, que é uma das características da depressão, é um claro indicador de que existe algum tipo de problema ao qual não estamos prestando toda a atenção que deveríamos ou que não temos estratégias eficazes de enfrentamento para enfrentá-lo.

5. Você não sente vontade de nada

Outro grande problema que costuma ser motivo de consulta é a desmotivação generalizada que pode abranger as áreas laboral, familiar, social e de parceria, entre outras. 

Essa desmotivação pode estar presente há muito tempo ou pode ter se manifestado mais recentemente, e se reflete no desinteresse pelas atividades de que antes gostava ou na dificuldade de realizar as atividades da vida diária. 

Se a falta de motivação está focada em uma área específica e não se torna um obstáculo, não há problema (em princípio). 

O que realmente necessita de assistência é aquela desmotivação que permeia todas as áreas da nossa vida e / ou que interfere no nosso adequado desempenho profissional, familiar ou social. Esse é outro motivo pelo qual é importante ir ao psicólogo.

6. Você não encontrou a ajuda de que precisava

Como já mencionamos acima, a psicologia não se concentra exclusivamente no tratamento terapêutico de transtornos mentais ou problemas graves.

 O psicólogo também pode se encarregar de nos orientar quando há dúvidas ou falta de informação sobre um determinado aspecto da nossa vida (como, por exemplo, a identidade sexual), e não temos conseguido obtê-la nem por nossos próprios meios nem com a ajuda de outras pessoas. 

Mesmo com a grande quantidade de informações a que temos acesso hoje, ainda existem situações em que é mais do que interessante ir a um profissional.

Esperamos ter lançado alguma luz sobre as “sombras” que a figura do psicólogo profissional ainda hoje desperta. E caso ainda tenha dúvidas, teremos o maior prazer em esclarecê-las.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *