Qual a origem da porcelana

A porcelana é uma variedade de cerâmica, marcada pela dureza e resistência. É, também, conhecida por sua pureza, ausência de porosidade, impermeabilidade e cor branca, por vezes translúcida.

Essas características lhe dão um caráter de refinamento e sofisticação. Por isso, quando arrumamos uma mesa, um jogo de jantar de porcelana ou um lindo vaso de flores fazem toda diferença. 

Esse material ocupa lugar de destaque não só na mesa dos brasileiros, mas de famílias de todo o mundo. Você conhece sua origem e do que ele é feito?

A porcelana nasceu na China, por volta do século VII, durante a dinastia Tang (618–907). Na verdade, a história de seu surgimento ainda é incerta. Uma das teorias é que durante a fabricação de cerâmica, com argila branca, o forno tenha ultrapassado a temperatura usual, dando origem, acidentalmente, a esse novo material.

Foi na China da era Song (960–1275) que a massa de fabricação passou a ser mais fina. As formas se tornaram mais elegantes, delicadas e novas cores foram introduzidas. A época de ouro da porcelana chinesa foi durante o período do reinado Ming (1368–1644), quando foram feitas as peças que hoje são consideradas as mais belas e refinadas.

Como pode-se ver, durante séculos a China desenvolveu artefatos com esse material, chamado por eles de yao. Sofisticaram a técnica de produção, as formas e os elementos decorativos, como pinturas à mão. Itens de porcelana se tornaram verdadeiras obras de arte, sendo exportadas pelo Oriente e ganhando as mesas das realezas.

Foi o viajante e explorador italiano Marco Polo (1254 – 1324) que levou pela primeira vez esse material à Europa, após uma viagem à China. Também foi ele que deu seu nome ocidental. Porcelana vem do italiano porcellana, termo que denominava, até então, um molusco de concha branca, brilhante e translúcida, do qual Marco se lembrou ao entrar em contato com a yao.  

Por séculos os povos europeus tentaram imitar a fabricação de porcelana chinesa, produzindo materiais similares, mas que não apresentavam a dureza da original. Apenas no início dos anos 1700, os químicos alemães Johann Friedrich Bottger e Ehrenfried Walter von Tschirnhaus conseguiram elaborar uma fórmula que reproduzia a dureza da real porcelana chinesa. Atualmente, ela é feita de uma junção de argila com os minérios quartzo, caulim e feldspato.

Vários países da Europa se tornaram referência na produção de porcelana. Destaque para a França e suas porcelanas refinadas, para a Dinamarca, país do “design” e para a Inglaterra, onde a porcelana se popularizou junto ao chá da tarde, hábito criado pela rainha Vitória (1819 – 1901), no século XIX.

Usos da porcelana

Por ser elegante e atemporal, a porcelana se tornou sucesso em projetos de “design” e decoração de interiores. Seu principal uso é nos utensílios de mesa, como xícaras, bules, pratos, jarras, travessas e sopeiras, que podem ganhar formas clássicas ou modernas, além das mais variadas cores. 

Além de compor as mesas, a porcelana também pode ocupar outras partes da casa, pois é excelente para decorar ambientes, com jarros e vasos que podem ter formatos, tamanhos e pinturas diversas. A porcelana também pode estar nas superfícies: o porcelanato é um tipo de revestimento para paredes e pisos. É resistente, versátil e sofisticado. 

Outro uso da porcelana é em banheiros, desde exuberantes e luxuosas banheiras a utensílios para organizar sabonete, pentes e escovas de dente, que podem ganhar um estilo clean e moderno, com formatos retos e quadrados. Em museus, relíquias de jogos de jantar e de chá, vasos e outros artefatos de porcelana se tornam atrações por sua beleza, delicadeza e requinte.

Texto: Gear Seo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *