5 dicas para usar o inbound marketing no seu negócio

Leads qualificados, custos mais baixos e maior conscientização da base. Esses são alguns dos fatores que levam muitos empreendedores a utilizar o inbound marketing como principal ferramenta para promover seus negócios. Assim como outras técnicas relacionadas à mídia digital, isso a tornou cada vez mais popular.

No entanto, é preciso lembrar que para que o inbound marketing produza todos os resultados prometidos, ele deve ser feito da maneira correta. A boa notícia é que as melhores práticas são as mesmas em todos os segmentos de negócios, desde a indústria com serviço de corte a laser em acrílico até bares ou restaurantes sofisticados.

Quer saber mais? Então continue lendo e conheça algumas dicas valiosas para usar o inbound marketing no seu negócio:

Crie personalidade

Enquanto a publicidade tradicional trabalha com o conceito de público-alvo, o Inbound marketing é baseado no conceito de personalidade. Este é um personagem semi-ficcional que é o arquétipo do seu cliente ideal. Este perfil é criado com base em características como:

Idade;
Ocupação;

Dores e Desejo;
Poder de compra.

Por exemplo, no caso de uma gráfica que produz camisas de silicone a pronta entrega, não é um absurdo pensar que o personagem seria um empresário cuja dor está associada à gestão das pessoas da organização. No entanto, vale ressaltar que o protótipo não pode ser montado com base em simples suposições: é fundamental que seja confirmado por investigações e estudos.

Segmente seu público

Assim como as mídias tradicionais de publicidade, como impressão em chapa de acrílico, tendem a atingir mais pessoas , sem garantia de que esse público tenha maior probabilidade de comprar o produto ou serviço anunciado. Em outras palavras, a segmentação é muito mais difícil.

Por outro lado, no inbound marketing isso não só é possível como desejável. É possível decidir quem vai ver o seu conteúdo através de técnicas como SEO e audiências personalizadas nas redes sociais, então mesmo que o número de pessoas que vão entrar em contato seja menor, as chances de conversão são baixas.

Produzindo conteúdo relevante

Assim como a implementação de uma estratégia de inbound marketing exige o uso de diversas táticas, também é importante lembrar que uma determinada tática é essencial para o sucesso do seu negócio: produção de conteúdo, blog corporativo. Dessa forma, é possível engajar e educar o público, além de prospects qualificados.

Normalmente, a preparação dos artigos é feita com base na sucursal do estabelecimento a declarar. Por exemplo, no caso de uma empresa de gravação e corte a laser acrílico SP, é possível criar conteúdo sobre as vantagens desse método em relação aos demais, bem como as contraindicações para realizá-lo.

Invista em automação de marketing

Não existe inbound marketing sem leads qualificados e nutridores. O problema é que, à medida que o conteúdo usado para envolver o público se torna onipresente, torna-se quase impossível lidar com essas tarefas totalmente manualmente.

Felizmente, existe uma alternativa: automação de marketing. É um software que realiza tarefas como enviar e-mails e modificar feeds automaticamente, permitindo que o especialista responsável pela campanha tenha mais tempo para se dedicar a atividades reais, como segmentação de público, criação de personalidade e produção de conteúdo relevante.

Não se esqueça da fidelidade do cliente

Algumas pessoas pensam que o único papel do inbound marketing é simplesmente atrair novos clientes e sua missão é então cumprida. Todavia, de acordo com Philip Kotler, considerado o pai do marketing, reter um cliente existente é cinco a sete vezes mais acessível do que comprar um novo. Portanto, investir na retenção de clientes é crucial para o sucesso do negócio.

Por sorte, o inbound marketing pode ser usado para esse fim. É relativamente simples: basta criar um feed de alimentação para onde os clientes são enviados após a conclusão da compra. As chances dessa técnica se tornar uma maior fonte de renda recorrente, portanto, tornam seu negócio mais competitivo que a concorrência.

Qual a importância de um site nos dias atuais?

Uma empresa que planeja captar leads ou desenvolver novos negócios nem de longe pode se imaginar fazendo isso sem uma presença digital ancorada por um site próprio. E isso ficou ainda mais claro depois da Pandemia de Covid19.

Continuar lendo Qual a importância de um site nos dias atuais?

A importância do briefing para o marketing digital

O universo do marketing digital possui um extenso vocabulário para todos os profissionais que atuam nesta área. Desse modo, para quem não possui familiaridade com o tema, pode parecer mais complicado entender palavras da área, por exemplo: Continuar lendo A importância do briefing para o marketing digital

Como a IA está redefinindo a gestão financeira

Com a crescente adoção de tecnologias digitais, a inteligência artificial está revolucionando a forma como as organizações tomam decisões e automatizam tarefas. 

Continuar lendo Como a IA está redefinindo a gestão financeira

Plataformas de e-commerce mais populares do mundo: prós e contras

Conheça os prós e contras das plataformas de e-commerce mais populares do mundo para conseguir decidir qual é a melhor opção para sua empresa, considerando tamanho, momento e necessidades do seu negócio. Continuar lendo Plataformas de e-commerce mais populares do mundo: prós e contras

Brindes para inauguração de loja: confira as 5 melhores opções

O lançamento de uma nova marca precisa impressionar o público logo de cara. Diante disso, oferecer brindes para inauguração de loja representa um divisor de águas no relacionamento criado com o consumidor. O segredo envolve caprichar no primeiro contato para que aconteça uma série de associações positivas. Continuar lendo Brindes para inauguração de loja: confira as 5 melhores opções

Você sabe o que são chatbots?

Para as empresas que querem acompanhar a modernidade e não querem perder nenhum cliente, o chatbot é o tipo de ferramenta indispensável para quem já tem um site. Continuar lendo Você sabe o que são chatbots?