Boas práticas de segurança digital no setor financeiro

Atualmente, vivemos uma transformação significativa no setor financeiro mundial. As fintechs se destacam, descomplicando processos. Boa parte das empresas grandes e tradicionais já se adaptaram e começam a alavancar seus serviços mobile. 

Nesse cenário, investir em boas práticas de segurança digital é vital. Afinal, os canais digitais são a grande plataforma em que os serviços operam. Com um ambiente no qual canais e plataformas podem ser múltiplos, os cuidados com os riscos de segurança devem ser redobrados. 

Boas práticas de segurança digital já são recomendadas por associações do setor financeiro no Brasil, almejando-se um padrão mínimo de medidas a serem seguidas. Neste artigo, falaremos mais sobre algumas dessas práticas. 

Continue a leitura e saiba como se prevenir de ataques e agir de maneira estratégica em relação à segurança digital e adequação às normas de proteção de dados. 

1. Mantenha a integridade dos dados de sua empresa

Quando se lida com sistemas digitais e com integração cada vez maior, boas práticas de segurança digital devem ser hábitos corporativos consistentes. Um desses hábitos está na rotina de tratamento dos dados, como backups e sistemas de redundância.

No setor financeiro, implantar sistemas e tecnologias que reforcem essas boas práticas de segurança é essencial para se manter dentro das novas necessidades do mercado e dos riscos cada vez mais amplos e complexos a que esse tipo de negócio está exposto.

Com isso, soluções de backup pensadas nas rotinas financeiras precisam ter implementações bem planejadas. Assim, a integridade das informações pode ser reforçada, garantindo o bom andamento de seus processos e a proteção aos dados.

2. Entre as boas práticas de segurança, invista em soluções de automação de processos

Otimizar processos e automatizar operações não se trata somente de uma iniciativa econômica para as empresas.

Ao diminuir tarefas manuais e investir em soluções inteligentes de automação, uma organização financeira tem maior controle estratégico, reduzindo a manipulação dos dados e a exposição desses a erros humanos. 

Portanto, além de permitir maior escalabilidade na produção, trata-se de uma boa prática de segurança digital.

3. Incentive camadas extras de segurança para seus clientes

Boas práticas de segurança digital não se resumem somente a processos internos. É preciso que se busque educar seus clientes para que eles possam realizar transações de forma segura e livre de possíveis golpes.

Soluções que garantam maior segurança aos dados de login, como biometria, mensagens de verificação e extensões autenticadoras são recomendadas para isso.

4. Tenha uma rotina de avaliação de riscos

As estratégias de ataques realizados nos canais digitais mudam constantemente. Soluções eficientes de meses atrás não necessariamente têm a mesma eficácia hoje.

Por isso, entre as boas práticas de segurança digital, especialmente para empresas que lidam com serviços e produtos financeiros, está a avaliação de riscos.

Atualizar sistemas e revisar possíveis brechas em novas tentativas de ataque deve ser algo programado e constante. Assim, boas práticas de segurança digital podem ser aperfeiçoadas e adaptadas para proteção contra possíveis novas tentativas de ataques hacker.

5. Garanta tecnologias poderosas para sua equipe de compliance

Em uma instituição financeira, é essencial o trabalho de compliance. A partir dele, a empresa pode garantir o cumprimento de legislações e regulações.

Legislações essas que já exigem uma política de segurança digital, com um conjunto de boas práticas em relação à coleta e processamento de dados.

Determinações como a Resolução nº 4.658, divulgada pelo Conselho Monetário Nacional, mostram que a operação das instituições financeiras deve ter sua segurança reforçada. 

E, por meio de tecnologias de coleta e análise de dados, é possível detectar ilicitudes com antecedência e agir contra possíveis fraudes.

6. Conte com apoio especializado

Empresas que atuam no ecossistema do setor financeiro têm um alto nível de cobrança em relação ao padrão de segurança de:

  • Serviços;
  • Soluções;
  • Processos;
  • Entre outras ações.

Isso se dá tanto por esse ser um setor que é alvo constante de ciberataques quanto pela complexidade das operações realizadas. Por esse motivo, é vital contar com um parceiro especializado que garanta a segurança dos dados e dos seus canais digitais.

É importante lembrar de que o custo de internalizar operações focadas em boas práticas de segurança digital pode ser alto. É necessário não só uma equipe dedicada, como também um grande investimento em tecnologias e sistemas para garantir a segurança.

E se isso não for feito, o custo para lidar com um eventual ataque pode ir além do monetário e prejudicar de forma definitiva a operação da empresa e sua credibilidade no mercado.

Já ao contar com o apoio de um parceiro especializado, você pode ter um planejamento de segurança pensado no escopo e nas necessidades específicas de sua instituição financeira.  Dessa forma, garante-se segurança para sua empresa e para os dados de seus clientes.

Como a InCuca pode ajudar a implementar boas práticas de segurança digital em sua empresa?

A InCuca é uma empresa especialista em segurança digital. Entre nossas soluções, está o monitoramento 24 horas por dia e segurança e apoio constantes para que seus canais e os dados dos seus clientes permaneçam protegidos contra novas ameaças.  

Em nossa equipe, há programadores com ampla expertise em análise de problemas de segurança, que ajudarão seu negócio financeiro a adotar uma abordagem preventiva para se proteger contra invasões, ataques hacker, roubo de dados, entre outras ocorrências cada vez mais comuns. 

Este serviço de segurança digital oferece benefícios significativos para empresas do setor financeiro de todos os portes, ajudando a garantir que suas operações não sejam interrompidas por problemas de segurança, o que contribui para elevar sua competitividade no mercado. 

Converse com um de nossos especialistas para descobrir mais sobre como a InCuca pode impulsionar a segurança digital de sua organização financeira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *