Planejamento Estratégico Financeiro: Saiba como aplicar em seu negócio

O Planejamento Estratégico Financeiro é essencial para qualquer tipo de negócio e para a sua sobrevivência.

Isto porque, uma ideia de negócio só é validada quando se tem a certeza de que as reservas financeiras e investimentos serão capazes de suprir as atividades da empresa.

Desta forma, é preciso que os gestores estejam atentos a cada detalhe deste importante instrumento da gestão financeira.

Acompanhe neste artigo tudo sobre o planejamento financeiro e como aplicá-lo no seu negócio.

Entendendo o Planejamento Estratégico Financeiro

O Planejamento Estratégico Financeiro é uma das partes integrantes do Plano de negócios de uma empresa.

Esta metodologia importante, é essencial à medida que dá ao plano de ação uma segurança financeira para que ele possa ser desenvolvido.

Além disso, é a partir desse planejamento que se consegue desenvolver as estratégias da empresa para os obter bons resultados a curto, médio e longo prazo.

O planejamento financeiro da empresa deve ser pensando em concordância com as metas e objetivos que a mesma possui.

Ele deve ser feito também, pensando nos diferentes cenários possíveis em que a empresa pode atuar.

Como realizar o planejamento?

O planejamento estratégico financeiro pode ser realizado de diversas maneiras e com a utilização de diversas técnicas.

Uma das formas mais conhecidas e exitosas, para realizar o planejamento financeiro é por meio do Ciclo PDCA.

Esta metodologia é desenvolvida a partir das cinco palavras em inglês, que dão forma à sigla: Plan, Do, Check, Act.

As palavras significam respectivamente: planejar, fazer, checar e agir; e designa na mesma ordem a aplicação da metodologia para as ações empresariais.

Tal técnica se mostrou extremamente eficiente ao longo do tempo, em especial, para o serviço de planejamento estratégico.

E é assim, que comumente se desenvolve um planejamento das finanças de uma empresa, cuja finalidade é levantar as capacidades econômicas do negócio para as suas atividades.

Lembrando, que o PDCA é um ciclo, portanto, sua aplicação não tem um fim e sim uma repetição a fim de melhorias e aperfeiçoamentos.

Montando o planejamento estratégico

Para montar o seu planejamento estratégico financeiro, você deverá se basear nos quatro passos do ciclo PDCA.

1 – Planejamento

É preciso inserir na sua empresa uma chamada cultura do planejamento, para assim garantir segurança para os negócios.

O planejamento é a base para todo o processo, e é preciso pensar em todas as possibilidades acerca das economias do negócio.

Por esse motivo, é preciso manter um excelente controle financeiro que pode ser realizado por meio do fluxo de caixa que registra as receitas e despesas do negócio.

A partir disso, o gestor têm em mãos todas as capacidades financeiras de sua empresa.

É preciso então, definir um orçamento anual que possa suprir as atividades que serão desenvolvidas no período.

Lembre-se, que o orçamento definido precisa ser capaz de suprir todos os gastos e custos de todas as estratégias que serão adotadas.

2 – Fazer

Chegou a hora de colocar a mão na massa, é preciso traçar as melhores estratégias de ação para o seu negócio.

Neste passo, junte-se às equipes de vendas e marketing e estude as melhores práticas para o mercado.

Ou seja, levante todos as possibilidades, custos, gastos, investimentos e as projeções de vendas da empresa.

Somente com estes dados em mãos será possível ter um planejamento das finanças que atue de maneira estratégica.

Não se esqueça de colocar algumas projeções a mais para fins de segurança, em caso de possíveis problemas ou imprevistos.

3 – Checar

É preciso pensar em dois elementos essenciais ao se falar em planejamento estratégico:

  • Os cenários possíveis de atuação;
  • E as políticas diversas;

O gestor precisa ter uma visão empresarial que possibilite à empresa estar preparada para todos os ambientes de atuação.

Ou seja, é preciso tanto, pensar em ambientes positivos onde tudo acontece de maneira eficiente; como também, em ambientes não tão favoráveis.

Isto porque, situações em que as estratégias não saiam como o esperado, ninguém é pego desprevenido e se evita prejuízos.

É essencial também que a empresa elabore e estruture todo o tipo de política da empresa: de recebimentos, pagamento e divisão de lucros.

Todas estas políticas garantem ao empreendimento segurança de atuação, ao saber como irá girar o dinheiro.

Com essas políticas bem estruturadas e claras na mente do empreendedor, ele tem maior segurança financeira em relação ao orçamento.

4 – Agir

É o momento de revisar todo o processo e verificar a eficácia do planejamento realizado, e para isso, é importante possuir excelentes ferramentas de controle.

Isto porque, só é possível saber como anda o orçamento quando há uma forma de controle e acompanhamento.

Este passo é o momento de realizar análises, e tomada de decisões importantes para manutenção do planejamento.

Uma vez que é a partir disso que se saberá se a estratégia está obtendo sucesso e gerando lucro para a empresa.

É importante ressaltar, que o planejamento é vivo e está sujeito a alterações e mudanças a todo momento.

Contudo, é preciso muita organização e cuidado ao se tomar qualquer tipo de decisão acerca de mudanças ou alterações de orçamento.

Invista na Gestão Financeira

O planejamento estratégico é só uma das inúmeras ferramentas de controle e acompanhamento da saúde financeira do negócio.

O mercado empresarial vêm evoluindo cada dia mais, e investir em ferramentas tecnológicas tem sido um excelente caminho.

Sistemas de gestão fiscal e administrativa são uma excelente forma de controlar tanto o setor financeiro como o estoque, comercial e fiscal do seu negócio.

Isto porque, tais sistemas contam com controle no modelo ERP que integra diversas áreas da empresa.

Invista então nas melhores ferramentas tecnológicas para o seu negócio e tenha sucesso nas suas estratégias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *