Como fazer análise de concorrência? Saiba agora as melhores estratégias!

Como fazer análise de concorrência é uma dúvida muito comum no meio empresarial.

Principalmente, quando estamos inseridos em um mundo com tantas informações.

Mas, calma! Você veio ao lugar certo para aprender as melhores estratégias para fazer uma análise de concorrência completa e eficaz.

Primeiro, é essencial que você saiba, exatamente, o que é uma análise de concorrência.

Fundamental também que entenda quais as vantagens para o seu negócio. Vamos lá? Continue a leitura!

A análise de concorrência é um estudo detalhado sobre o que as empresas concorrentes (diretas ou indiretas) oferecem ao público, como elas fazem sua gestão comercial e, principalmente, como são vistas por clientes e prospects.

É uma prática importantíssima para o planejamento e gerenciamento de vendas, bem como para as estratégias de comunicação e marketing.

Afinal, a análise de concorrência permite identificar riscos e oportunidades e a tomada de decisões.

Ela deve ser feita com base em dados concretos, apoiada por uma extensa pesquisa em meios on-line e também fora das redes.

Quanto maior o número de variáveis analisadas, mais completo será o resultado final. O que acarretará em um plano de negócios direcionado.

Saber como fazer análise de concorrência capacita o gestor a entender a situação do seu mercado, a competir de forma saudável, ética e, claro, traz muitos aprendizados práticos.

Enfim, a análise de concorrentes vai servir como um termômetro sobre o que deve ou não ser realizado na sua empresa.

Uma outra dúvida muito comum que pode surgir: “fazer análise de concorrência é correto?”. A resposta é muito clara: sim.

Além de correto, é extremamente necessária para o seu negócio. Desde que seja feita respeitando os limites éticos e legais.

Por isso, leia o nosso passo a passo, abaixo, e aprenda as melhores estratégias de como fazer uma análise de concorrência eficiente.

Como fazer análise de concorrência: melhores estratégias

#1 – Conheça a sua empresa

Quer saber como fazer análise de concorrência eficaz? O primeiro passo é começar olhando para dentro da sua empresa.

E esta deve ser minuciosa: quais as qualidades e os defeitos, o tamanho, se atende a todos os clientes e se os produtos estão no mesmo nível ou acima dos da concorrência.

Assim, fica mais fácil identificar o que você quer analisar dos concorrentes e direcionar da melhor maneira a sua pesquisa.

#2 – Entenda quem são seus concorrentes

Pronto! Você já entendeu todos os aspectos da sua empresa.

Agora, sim, tem os parâmetros para fazer as comparações necessárias com a concorrência. Mas, você sabe quais são todos os concorrentes?

Há dois tipos de concorrentes: os diretos e indiretos.

O primeiro diz respeito àqueles que têm um produto igual ao que você oferece, portanto, disputam o mesmo mercado.

Já o segundo grupo, concorrentes indiretos, cujos produtos são semelhantes ao seu.

Tendo definido isso, fica mais fácil identificar com quais empresas a sua compete de forma mais acirrada.

E traçar os objetivos da análise de concorrência é mais simples.

#3 – Defina os objetivos

Para qualquer tipo de pesquisa que se propõe a fazer, o primeiro passo para dar início é a definição dos objetivos.

Essa dica vai te ajudar a procurar pelos dados e informações corretas. E evitará que você desperdice tempo e investimento procurando o que for irrelevante.

Portanto, pense na pergunta central que deseja responder com a análise de concorrência.

Se você quer saber quais soluções em preços, melhorar o posicionamento da sua marca, conquistar novos clientes, lançar um novo produto ou qualquer outra questão.

O importante é ter esse objetivo em mente ao traçar a estratégia para a pesquisa de concorrência.

Essa questão deve nortear o estudo que será realizado e estar bem alinhadas com as conclusões que serão apresentadas.

#4 – Escolha as variáveis

O segundo passo de como fazer análise de concorrência eficiente é a definição das variáveis que serão analisadas.

E elas só poderão ser escolhidas após o item anterior, ou seja, tendo o (os) objetivo (s) da pesquisa muito bem definido.

Por exemplo: se você é dono de uma escola de cursos livres profissionalizantes e deseja melhorar o posicionamento de marca no mercado, alguns critérios que podem ser analisados da sua concorrência são:

  • Quais estratégias de comunicação seus concorrentes utilizam?
  • Quais estratégias de marketing?
  • Utilizam o marketing digital ou apenas as mídias off-line?
  • Como lidam com o branding da marca?

#5 – Colete os dados

Hora de colocar a mão na massa! Nesta etapa, a estratégia já está desenhada e os objetivos são claros. Portanto, comece a pesquisa.

Utilize a internet a seu favor: redes sociais, bancos de dados públicos, ferramentas de análise de concorrência.

Mas, não deixe o off-line de lado. Se você deseja uma pesquisa de concorrência completa, não abra mão de conversar com ex-clientes, fornecedores e parceiros.

O importante é reunir o maior número de dados relevantes possíveis de forma ética e organizada.

Onde conseguir as informações necessárias:

A) Sites e redes sociais

Procure saber se seus concorrentes possuem um site institucional.

Caso haja, é um ótimo local para coletar informações importantes e entender o posicionamento digital dele.

Outra dica é descobrir em quais redes sociais os seus concorrentes estão presentes.

Assim, você tem noção do tipo de estratégia de marketing digital que eles possuem e do engajamento do público com essas marcas.

B) SEO

Você já ouviu falar de SEO (Search Engine Optimization)?

É um conjunto de técnicas que as marcas utilizam para posicionarem seus sites e conteúdos de forma orgânica (não paga) em mecanismos de buscas como o Google.

Sabe por que ele é importante na pesquisa de concorrência? Pois, através desse mecanismo você consegue definir quais as palavras-chave seus concorrentes estão trabalhando nos sites deles.

Assim, você consegue medir se precisa turbinar suas estratégias de marketing digital ou fazer algo novo.

C) Avaliações e comentários

Sites como o Reclame Aqui são excelentes para ver o que os clientes falam sobre a concorrência: se o produto é bom, quais os tipos de problemas que apresentam e, principalmente, como a empresa se posiciona em relação às questões ali apresentadas.

E) Imprensa

Outra forma de como realizar análise de concorrência é na imprensa.

Se o seu concorrente tem um serviço de assessoria de comunicação, certamente, será muito fácil encontrar releases e notícias a respeito dele na mídia.

Nelas, é possível ver que tipo de estratégia de comunicação possui e também informações sobre o dia a dia da empresa.

F) Publicidade

De que forma os seus concorrentes fazem anúncios publicitários? E em quais mídias?

Essas outras questões que também devem ser levadas em conta na pesquisa.

Afinal, o mercado está cada vez mais acirrado e investir em publicidade não é mais uma opção, mas necessidade.

#6 – Reúna os dados

Essa é a parte mais trabalhosa da análise de concorrência. Porém, uma das mais importantes.

O primeiro passo é inserir todos os dados e informações coletadas numa planilha de Excel, de forma organizada.

Em seguida, é hora de pensar na apresentação dessas informações para os seus colaboradores. Sendo assim, faça um documento visual.

Dentro do próprio Excel há outros formatos de apresentação de dados como gráficos ou diagramas.

#7 – Análise e apresente sua pesquisa

Após essa longa jornada de pesquisa e construção de uma análise de concorrência, entenda tudo o que foi coletado.

Já que você, provavelmente, até criou um documento onde essas informações estão organizadas detalhadamente.

Lembre-se de deixar suas emoções de lado, agora, e se concentrar em fazer uma análise minuciosa dos dados coletados.

Deixe que os informações lhe mostrem o caminho.

Por fim, apresente suas conclusões. Marque uma reunião com as equipes às quais essa pesquisa pode impactar diretamente e apresente o que achou interessante.

Juntos, montem novas estratégias.

Esse conteúdo foi originalmente publicado no blog Ensino Interativo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *