As vantagens do home office e como implantá-lo em sua empresa

Você provavelmente já ouviu falar desta modalidade, mas já parou para pensar em quais são, realmente, as vantagens do home office?

Essa é uma tendência que só vem ganhando força nos últimos anos, com grandes expectativas de crescimento em um futuro próximo. Por isso, é fundamental falarmos mais sobre o assunto.

É evidente que o trabalho, seja em qual segmento for, vem passando por transformações. Os profissionais vêm mudando seu foco e concepção de carreira, as empresas vêm mudando seus modelos de gestão e até as formas de trabalhar em si vêm se multiplicando, com novas propostas.

O home office é uma das possibilidades nesse cenário, sendo uma opção com muito a acrescentar à organização.

Quer saber mais sobre os benefícios desse tipo de trabalho e como ele pode ser implantado na sua empresa? Então é só continuar lendo! 

O que é home office e como isso funciona na prática?

Chamamos de home office a modalidade de trabalho realizada fora das instalações da empresa. Nela, o colaborador não precisa ir todos os dias, ou nenhum dia, à organização, efetuando todas ou a maioria das suas atividades a distância.

Esse tipo de prática tem se tornado comum em diferentes áreas, sendo as artes e a publicidade apenas alguns exemplos.

O trabalhador do home office pode prestar seus serviços de casa, em cafeterias ou em diversos outros ambientes, reforçando a flexibilidade. Existem, porém, normas a serem seguidas, tanto por ele quanto pela companhia, não deixando as coisas “soltas”. Dependendo do cargo e da função podem ser necessárias algumas idas periódicas até a empresa.

Quais são as vantagens do home office?

Não é importante atentar a esse modelo apenas por ele ser uma tendência dos próximos tempos. A verdade é que o home office pode oferecer uma série de benefícios, tanto para a empresa quanto para o profissional, desde que bem implantado.

Separamos cinco dessas vantagens para explicarmos melhor. Confira!

Redução de custos

O home office permite que a empresa economize em uma série de encargos sociais, além de poupar recursos como energia elétrica, por exemplo. Os profissionais, por sua vez, também encontram essa redução de custos, pois não precisam gastar tanto com o transporte, a alimentação fora de casa, o vestuário para o trabalho e por aí vai.

Flexibilidade

Os colaboradores ganham muita flexibilidade com o home office, podendo organizar seus horários de trabalho de uma melhor forma para si. Fica mais fácil, por exemplo, trabalhar na parte do dia em que você se sente mais concentrado ou disposto, ou ainda conciliar melhor a vida profissional com outros objetivos e compromissos. A organização, por sua vez, se beneficia pois essa flexibilidade contribui para a produtividade do profissional.

Otimização do tempo

Por não precisar se deslocar até o trabalho, o profissional também economiza tempo, ampliando a disponibilidade de horários para realizar as atividades. Isso pode tornar diversos trabalhos mais otimizados, trazendo também benefícios para a empresa.

Qualidade de vida

Essa flexibilidade, economia e controle de tempo do home office permitem que o colaborador invista em sua qualidade de vida. Além da praticidade de trabalhar em casa, pode se tornar mais fácil equilibrar a vida profissional e a pessoal e encontrar tempo para atividades de saúde e lazer. Vale lembrar que, com o aumento do bem-estar do profissional, a empresa ganha em fatores como engajamento, motivação e retenção de talentos.

Acessibilidade ao trabalho

O home office permite que a empresa alcance uma gama maior de profissionais. Essa pode ser uma ótima oportunidade, inclusive, para pessoas com deficiência ou questões que dificultem a ida diária à companhia.

Além disso, em modalidades em que não se precisa ir ao negócio semanalmente, por exemplo, é possível contratar pessoas de outras cidades e até estados. Assim, você fortalece a diversidade de seus times e agrega novos pontos de vista, ideias e experiências enriquecedoras à organização.

Como implantar o trabalho home office na sua empresa?

Para que o home office proporcione essas e outras vantagens à sua empresa, é importante que ele seja implantado e mantido de maneira adequada, nas funções certas e com os cuidados necessários. Separamos algumas das dicas principais para obter sucesso nessa modalidade. Confira!

Conheça a legislação sobre o home office

A CLT já reconhece o home office desde 2017, regulamentando-o de maneira bem parecida com o trabalho presencial, a não ser por alguns fatores de divergência. Os profissionais contratados têm os mesmos direitos nessas modalidades e algumas mudanças se referem ao vale transporte e ao número de horas trabalhadas. 

Para não ter problemas e garantir que tudo corra bem nessa prática em seu negócio, é preciso conhecer a fundo as leis. Assim, tudo fica dentro dos conformes.

Avalie o perfil do profissional e da função

Nem todas as funções dentro de uma empresa seriam otimizadas ou mesmo funcionariam no modelo home office. Alguns cargos precisam do trabalho presencial, mas muitos também podem se adaptar a essa modalidade.

É o caso, por exemplo, de quem atua com projetos, tecnologia e criação. Portanto, é preciso avaliar em quais áreas a opção será implantada.

Ao possibilitar o home office em uma área, todos os profissionais dela passam a ter o direito de atuar dessa maneira. No entanto, é preciso ficar atento, pois talvez nem todos os perfis se encaixem nesse tipo de trabalho. 

Quem gosta do contato direto com os colegas, por exemplo, pode se sentir prejudicado. Se parecer que a pessoa terá grandes dificuldades ou se sai melhor no modelo presencial, pode ser indicado conversar com ela, oferecer recursos que a apoiem na mudança de modalidade ou tentar chegar a um acordo.

Providencie os materiais e equipamentos necessários

O profissional não vai utilizar as instalações da empresa, mas vai continuar precisando de alguns recursos. Dependendo da função, será preciso fornecer as ferramentas necessárias, como softwares, por exemplo. Além disso, é preciso observar qual computador será usado (o do colaborador ou da empresa). 

Os benefícios também podem sofrer algumas mudanças nesse processo. O vale transporte pode passar a ser fornecido apenas nos dias em que a pessoa precisa ir à companhia, por exemplo. Por outro lado, é interessante incluir um auxílio para as contas de luz e internet, já que o profissional utilizará a energia e a rede de sua própria casa para trabalhar.

Atente à saúde e à segurança dos colaboradores

No modelo home office, a empresa continua precisando garantir a saúde e a segurança de seus colaboradores, assim como outros direitos. Assim, é importante pensar em medidas que vão garantir essas condições, mesmo no trabalho a distância.

Uma das ações a serem tomadas é o envio de uma equipe especialista ao local onde as atividades serão realizadas. Ela deve avaliar tudo, como:

  • ergonomia dos móveis;
  • fios de energia;
  • luminosidade;
  • entradas e saídas do ambiente;
  • circulação de ar. 

Atenção à saúde mental também é essencial.  Além disso, é interessante pensar em práticas que valorizem a alimentação e evitem o isolamento dos profissionais, ajudando-os a se sentir integrados mesmo não estando sempre na companhia.

Fora esses cuidados, vale reforçar a importância de atentar à motivação e à satisfação profissional, traçar objetivos realistas e sempre acompanhar e mensurar os resultados do home office.

Dessa maneira, cria-se uma política adequada para essa modalidade e se garante que ela será eficiente para o seu negócio. 

Esperamos que tenha gostado de conhecer essas vantagens do home office! Se este post te ajudou, não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais!

Texto desenvolvido por Reachr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *