Tesouro direto: o que é e como investir

Nos últimos anos, o Tesouro direto tem se tornado uma das formas mais pesquisadas e desejadas, para poupar dinheiro entre os brasileiros.

Grande parte dessa pesquisa se deve ao fato de que, possui uma rentabilidade maior e mais atraente do que a poupança e a facilidade de operação e investimento, mesmo para aqueles que estão iniciando.

Uma das maneiras mais comuns de guardar dinheiro antigamente era a poupança, enquanto que investimento em bolsas de valores, por exemplo, era algo exclusivo para as pessoas com patrimônios maiores além de autoconhecimento.

Nos dias de hoje o tesouro Direto é a opção mais rentável para quem deseja aumentar o seu patrimônio, mesmo para aqueles que possuem pouca quantia em dinheiro e desejam iniciar uma forma de investimento.

Confira nesse artigo quais são as principais informações para entender sobre o que é o tesouro direto, além de verificar o que é necessário para começar a investir.

O que é o tesouro direto

Título público de renda fixa, essa é a definição do tesouro direto.

Esse é um título emitido pelo tesouro nacional, órgão do governo federal junto com a Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o que abre a possibilidade de qualquer pessoa realizar um empréstimo para o governo.

O tesouro direto possui fácil acesso e operação desde o ano de 2002, com o principal objetivo de tornar acessível para qualquer pessoa o acesso para realizar esse investimento.

É importante explicar que uma pessoa não irá realizar os seus investimentos simplesmente em Tesouro Direto, mas sim, em títulos públicos. Qualquer pessoa que tenha o interesse em iniciar os seus investimentos, poderá realizar essa atividade a partir do valor de R$30,00.

Ter opções de investimentos que são mais rentáveis não é apenas uma opção para quem possui grandes quantias de dinheiro, pode ser uma excelente opção até mesmo para as pessoas que desejam iniciar no mundo dos investimentos, ainda que possuam poucas quantias. 

Dessa forma o Tesouro Direto é 100% seguro e garantido, sendo considerado um investimento conservador, uma vez que possui baixo risco.

O baixo risco dessa modalidade de investimento se caracteriza dessa forma uma vez que, para que uma pessoa perca o seu dinheiro, seria necessário que o país quebrasse completamente.

No entanto, para chegar a essa situação, os principais bancos e outras instituições financeiras, também teriam que chegar a falência.

Como essa situação específica pode ser considerada quase que impossível de acontecer, os papéis de Tesouro Direto são altamente confiáveis. De qualquer forma, é interessante entrar em contato com um Gestor de investimentos, que é o profissional responsável por gerir as aplicações de seus clientes.

Como investir no tesouro direto

De forma simples e rápida de ser entendida, o dinheiro que uma pessoa empresta para o governo será devolvido ao final do vencimento de um determinado título, sendo aplicada à quantia da taxa de retorno, o que pode ser prefixada ou pós-fixada.

Antes de realizar o investimento em cada papel dentro da carteira de títulos, é necessário estudar profundamente sobre o assunto e, além disso, identificar os possíveis riscos de acordo com cada título público.

De forma intuitiva é possível acessar a plataforma e iniciar as aplicações nessa modalidade.

Confira rapidamente, quais são os passos mais importantes para conseguir realizar o seu cadastro e iniciar os seus investimentos:

  • Para iniciar é preciso ter um CPF e conta corrente em uma instituição financeira;
  • Selecione uma instituição financeira para intermediar suas transações com o Tesouro Direto;
  • Solicite o seu cadastro com a instituição que deseja iniciar os seus investimentos;
  • Você irá receber uma senha provisória BM&FBovespa para receber o primeiro acesso ao Tesouro Direto, para realizar as operações necessárias.
  • É possível realizar a troca da senha para uma senha pessoal;

A partir desse momento, você terá acesso à plataforma para conseguir realizar os investimentos.

Confira abaixo quais são os principais títulos de tesouro que são possíveis para iniciar os seus investimentos:

  • Tesouro Selic (LFT);
  • Tesouro Prefixado (LTN e NTNF);
  • Tesouro IPCA+ (NTNB).

Para aqueles que já possuem mais conhecimento sobre as formas de investimentos que podem ser realizadas, é possível conquistar uma carteira inteligente e diversificada, podendo multiplicar as chances de obter altos rendimentos através de investimentos com excelente retorno.

Muito mais do que possuir excelentes investimentos, essa prática consegue proporcionar oportunidades para conseguir realizar sonhos e conquistar objetivos a qualquer pessoa.

Lembre-se que é preciso organizar as suas finanças para identificar a melhor forma ou ainda a quantia que será possível iniciar ou dar continuidade para a realização dos investimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *