Como fazer manutenção em seu site WordPress?

Você acabou de instalar o WordPress pela primeira vez e não ficou mais empolgado com os resultados. Tudo é simples, intuitivo e você publica ótimos conteúdos regularmente – tudo com a facilidade de um webmaster experiente.

Então, coisas inesperadas começam a acontecer.

No início, é apenas um plug-in solicitando uma atualização. Então outro. Em seguida, seu tema está aparentemente desatualizado. 

Finalmente, todo o software WordPress em si precisa ser atualizado. Uma atualização não corre tão bem e agora você tem erros.

Você começa a se perguntar se precisa fazer backup de seus posts – afinal, escreveu milhares de palavras valiosas que consumiram horas e horas do seu tempo. 

E não deseja que um desses blogueiros pergunte ao fórum do WordPress como restaurar um blog – mas também não sabe por onde começar com a manutenção regular do WordPress.

Por isso, se a intenção é criar site ou melhorar o desempenho do seu blog atual, reunimos algumas dicas para tornar a manutenção do WordPress fácil, intuitiva e eficaz.

Como simplificar a manutenção do WordPress desde o início

Se você deseja manter seu site ou blog WordPress corretamente, precisa de duas coisas. Primeiro, você precisará das ferramentas e táticas certas que tornarão o backup e o monitoramento do site WordPress o mais simples possível.

Segundo, você precisará incutir alguns bons hábitos. Afinal, você não deseja que a manutenção do WordPress ocupe mais tempo do que o absolutamente necessário.

Táticas e ferramentas de manutenção do WordPress

Portanto, para ajudar na realização de uma estratégia de manutenção do WordPress que preserva o seu site, confira as táticas e ferramentas que podem ajudá-lo.

1. Faça um backup do seu site WordPress

Acabamos de publicar um detalhado sobre como fazer backup de seu site WordPress, no entanto, se você estiver com pressa, aqui está uma solução rápida.

Existem várias maneiras de fazer isso (por exemplo, você pode fazer backup manualmente através do cPanel do seu host), mas não temos interesse em várias maneiras. Queremos uma maneira simples e eficaz: um plug-in para WordPress.

2. Limpe seu banco de dados WordPress

Você pode dizer pela dica anterior que gostamos de bons e simples plug-ins WordPress que fazem a maior parte do trabalho para você. 

O WP Optimize é uma ferramenta de limpeza de banco de dados que lida com tudo, desde a remoção de revisões obsoletas de postes até a remoção de lixo acumulado de postagens. 

Além disso, adicione um lembrete de que você deseja remover regularmente plug-ins que não são mais usados ​​nas tarefas de manutenção do WordPress.

3. Verifique se o seu site está indexado nos mecanismos de pesquisa

Se você deseja que as pessoas encontrem o seu website, verifique se ele é indexado ou listado em mecanismos de pesquisa, como o Google.

Fazer algo tão simples quanto digitar “site: seusite.com” no campo do mecanismo de pesquisa do Google é uma maneira rápida de verificar se o seu conteúdo está indexado e pronto para ser exibido nos resultados de busca.

Uma opção mais avançada é usar a ferramenta Screaming Frog SEO Spider gratuita para analisar seu site. 

Essa ferramenta identifica links quebrados, descobre conteúdo duplicado e realiza algumas outras tarefas essenciais relacionadas à otimização SEO para ajudar a garantir que seu site ofereça uma experiência positiva ao usuário e seja amigável ao mecanismo de pesquisa.

Outra tarefa que você pode executar é pesquisar no Google algumas das palavras-chave que você está direcionando em seu conteúdo. 

Essa tarefa pode ser realizada de tempos em tempos, apenas para verificar sua visibilidade nos mecanismos de pesquisa.

4. Execute uma verificação de segurança

A verificação de malware no blog do WordPress pode não parecer importante agora. No entanto, é algo que você deseja que tenha feito no dia seguinte à invasão ou infecção do site. 

Você pode achar que não é alvo de hackers, mas o malware tem vida própria e não se importa com quem você é.

Lembre-se que é crucial manter seu site sempre seguro e em pleno funcionamento, logo, a manutenção nunca deve ser deixada de lado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *