Empresas que trabalham com criação de animais

A criação de gado é um importante motor econômico no Brasil.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que o país tem mais de 220 milhões de cabeças de gado em seu território, o que o torna o segundo maior rebanho do mundo.

Além de suprir a demanda interna, a criação das cabeças de gado ainda é exportada, gerando um retorno interessante para os criadores.

No caso da piscicultura, o país também se destaca.

Em 2013, foram produzidos mais de 390 mil toneladas de peixe em cativeiro, gerando pouco mais de R$ 2 bilhões de retorno ao Brasil.

Por mais que o negócio da criação de animais possa parecer atrativo, ele, assim como qualquer outro, também exige certos cuidados, bem como equipamentos específicos para que as rotinas de trabalho sejam mais produtivas.

Confira alguns deles a seguir:

Oxigenador para tanque de peixe

Boa parte dos seres vivos existentes na natureza precisa de oxigênio para sobreviver.

Esta substância serve de base para um série de reações que acontecem no interior de suas células, com o objetivo de gerar a energia necessária à manutenção de suas funções vitais.

Por conta disso, quem cria peixes deve assegurar que o nível de oxigênio da água esteja dentro do nível adequado.

A boa notícia é que há um equipamento projetado especialmente para exercer esta função: o oxigenador para tanque de peixe.

Como o seu próprio nome diz, este item, que fica na superfície da água, tem como função captar o oxigênio presente naturalmente no ar e fazer com que ele possa ser diluído na água, de modo que seja efetivamente aproveitado pelos peixes.

Por mais essencial que o item seja para a criação, é preciso tomar alguns cuidados antes de adquiri-lo.

O principal deles é verificar tanto a extensão do tanque quanto a quantidade de peixes: quanto maior a área e os seres que a habitarem, mais potente deve ser o aparelho.

Para dar conta de tais situações, deve-se preferir modelos duplos ou triplos, que maximizam a distribuição de oxigênio pelo espaço.

Aerador para tanque de peixe

aerador para piscicultura é fundamental para assegurar que os peixes estejam sempre saudáveis – e, consequentemente, que a sua carne seja de qualidade, fidelizando os compradores.

Ao contrário do oxigenador, que apenas inserir oxigênio na água, o aerador tem a função de fazer com que ele se espalhe pelo tanque de modo homogêneo, chegando aos peixes que estão em todas as partes.

Consequentemente, ele faz com que a taxa de mortalidade da criação caia consideravelmente.

Assim como no caso do oxigenador, o cálculo do uso aerador para tanque de peixe é feito com base na biomassa do local, da seguinte forma:

  • Abaixo dos 400g/metro quadrado: é indicada, mas não obrigatória;

  • Acima dos 400g/metro quadrado: é necessária;

  • Acima de 600g/metro quadrado: é necessária até durante a noite;

  • Acima de 800g/metro quadrado: a água também deve ser renovada.

Pese à sua importância, o aerador chafariz para piscicultura tem um mecanismo de funcionamento muito simples: como o seu próprio nome diz.

Ele nada mais é do que um chafariz que, ao movimentar a água, espalha o ar ao longo de toda a extensão do tanque.

Além disso, ele deve ser usado independentemente da raça do peixe criado. Entre os mais comuns no Brasil, estão:

  • Tilápia;

  • Tambaqui;

  • Tambacu;

  • Pintado;

  • Carpa;

  • Camarão.

Cocho para gado

O gado bovino é, de longe, o carro chefe da indústria de criação de animais no Brasil.

O alto número de cabeças criado ao longo do território nacional torna o país um dos principais players mundiais deste mercado.

Boa parte deste progresso não seria possível sem o uso de técnicas para a preservação da saúde e a aceleração da engorda dos animais enquanto estão confinados.

O cocho para gado é um dos mais importantes: trata-se do recipiente onde está a ração oferecida aos animais.

Projetado de maneira anatômica, ele permite que os animais se alimentem de maneira simples e confortável.

Por mais simples que este item pareça, ele está disponível em diversos modelos.

Entre todos, o cocho movel coberto é um dos mais recomendados – afinal, como o seu próprio nome diz, ele fica protegido dos elementos do tempo, como a chuva e a incidência direta do sol, preservando a qualidade da ração por mais tempo.

Por mais que existam modelos fixos, que podem ser instalados junto a uma estrutura pré-existente.

cocho para gado movel é muito mais interessante, tendo em vista que ele pode ser colocado em outra região do criadouro, caso seja necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *