Como melhorar uma auto peças?

Devido à paixão do brasileiro por carros, abrir uma loja de auto peças é uma das opções mais seguras que há para quem sonha em abrir o próprio negócio.

Entretanto, esse segmento não ficou imune à crise: graças ao aperto financeiro,  boa parte das famílias cortou gastos não essenciais – o que, muitas vezes, significa trocar o carro pelo transporte público.

Isso, por sua vez, significa que os empreendedores da área precisaram se reinventar, buscando maneiras de reduzir seus custos operacionais, mas sem prejudicar a satisfação do cliente.

A boa notícia é que há diversas maneiras de melhorar uma loja de autopeças, tornando-a mais competitiva e, consequentemente, se destacando perante a concorrência.

Confira, a seguir, algumas medidas que podem te ajudar a levar o seu estabelecimento ao próximo nível:

Invista em consultorias

Ainda há muitos empreendedores que relutam ao contratar consultorias. O motivo é que, para eles, ninguém conhece melhor um negócio do que seus proprietários.

Sob essa ótica, a contratação de uma consultoria comercial, de RH ou mesmo financeira seria um desperdício dos preciosos recursos do negócio.

Isso, porém, não é verdade. Na realidade, essa visão externa trazida pelo consultor pode ser extremamente benéfica:

Ela pode ajudá-lo a ter insights que os próprios proprietários não seriam capazes de visualizar, justamente por estarem sempre imersos no universo do negócio.

Deste modo, a contratação de um profissional da área pode ser o que a sua loja precisa para chegar ao próximo nível.

Contudo, antes de formalizar qualquer coisa, é preciso que os donos da loja saibam que tipo de serviço lhes trará mais benefícios.

Entre os mais populares, estão:

  • Consultor de vendas;

  • Consultor de recursos humanos;

  • Consultor de tecnologia;

  • Consultor de finanças.

Caso o negócio tenha dificuldades para fazer o controle de seu fluxo de caixa, por exemplo, esse último serviço pode ser o melhor.

Agora, caso o principal obstáculo seja fechar vendas, é preciso contratar um profissional da área comercial.

Especialize-se

Especialistas de diversas áreas têm apontado que a especialização é um dos principais caminhos para se destacar perante a concorrência.

O motivo por trás disso é o fato de que o consumidor tende a ver uma loja que se concentra em uma atividade ou produto específicos com muito mais credibilidade do que outra que oferece de tudo um pouco.

No setor de autopeças, isso pode significar se especializar tanto em um veículo de modelo específico, como uma Hilux, ou em um tipo de componentes para veículos, como os hidráulicos ou peças para motor.

Além de um portfólio de produtos mais restrito, isso exige a contratação de profissionais igualmente especializados, que tenham um vasto conhecimento sobre aquilo que vendem.

Vale ressaltar que, nesse caso, a localização da loja também é importante.

Uma revenda de peças para Hilux, por exemplo, deve estar próxima a concessionárias que comercializem o veículo, bem como de oficinas que realizem reparos neles.

Do contrário, o fluxo de clientes – e, consequentemente, a rentabilidade – deixarão a desejar.

Firme parcerias

Já dizia o ditado: a união faz a força. Ao contrário da crença popular, essa máxima também é válida para o mundo dos negócios:

Em alguns casos, parcerias entre dois ou mais estabelecimentos são vantajosas para todos os envolvidos.

No caso do segmento de autopeças, por exemplo, vale a pena firmar uma parceria com oficinas mecânicas: os clientes de um ganham descontos em outro, e vice-versa.

Deste modo, o fluxo de clientes e a rentabilidade se mantêm em um nível mais satisfatório.

Faça um controle de pessoal mais eficaz

Normalmente, empreendedores veem a contratação de pessoal como um mal necessário: é preciso contar com outras pessoas, já que o dono não pode estar em vários lugares ao mesmo tempo.

Entretanto, empresas com uma visão mais avançada de recursos humanos tendem a ter um time mais motivado, e, consequentemente, que traga mais resultados.

Assim, é interessante criar diferenciais para quem trabalha na loja, como a possibilidade de horários flexíveis no ponto eletronico.

Ao mesmo tempo, é muito importante realizar um controle rígido dos horários de entradas e saídas.

De modo a verificar se os funcionários cumprem a sua carga horária corretamente: do contrário, a loja pode acabar remunerando um empregado que se atrasa ou sai mais cedo constantemente sem nem dar-se conta disso.

Mais uma vez, um registro eletrônico de ponto é a saída.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *