Como escolher o melhor plano de internet residencial?

Ao escolher um plano de internet residencial, o primeiro passo é analisar qual é a utilização principalmente da rede.

Seja para fins pessoais ou profissionais, cada uso exige uma velocidade e capacidade de rede, o que faz com que pesquisa e análise sejam essenciais antes da contratação. 

Assim, o usuário pode optar por um plano que ajude a conectar ao que ele precisa com o melhor custo benefício.

A seguir listamos algumas dicas para você escolher o melhor plano de internet residencial. 

Quantas pessoas utilizam a rede?

Essa deve ser a primeira pergunta a ser feita

Se várias pessoas se conectam ao mesmo tempo para atividades diárias, como checar emails, acessar redes sociais e responder mensagens instantâneas, você pode optar por um plano que contemple todos ao mesmo tempo e garanta estabilidade.

Esse uso básico pode ser considerado até 5MB por pessoa. Então, para quem mora sozinho é suficiente. 

Caso contrário, é só multiplicar pelo número de pessoas e pesquisar nas operadoras as diferentes opções.

Trabalho em casa e as novas exigências

Em tempos de home office, a demanda por uma internet banda larga de qualidade aumentou para residências. 

Enquanto antes muitas pessoas optavam por utilizar a rede em casa só para tarefas básicas, agora exigem conexões que suportem compartilhamento e download de arquivos.

Quem trabalha em equipe e precisa transmitir informações pode precisar de até 10MB. Se muitas pessoas na mesma residência trabalham remotamente, essa velocidade deve ser ainda maior. Assim, evita-se o lag e a demora de downloads e uploads importantes.

Se a pessoa faz uso de arquivos pesados, como fotografias e vídeos, essa velocidade deve ser aumentada, chegando a até 25MB/pessoa

O mesmo vale para serviços de webconferência e reuniões remotas: se a rede não é estável porque perde velocidade, o lag atrapalha o aproveitamento da plataforma e o desempenho profissional.

Diversão e lazer conectados

Na maior parte das casas, o uso da internet não está restrito somente ao profissional

O entretenimento e a socialização estão cada vez mais online e isso faz toda a diferença na hora de instalar banda larga.

Se o usuário pretende assistir a vídeos online, utilizar serviços de streaming e jogar conectado, isso, é claro, exige uma conexão mais potente

É estimado que cerca de 10MB da banda larga devem ser dedicados a essa atividade e somados às outras demandas da casa.

Necessidades diferentes exigem redes diferentes

Pode ser um desperdício e gasto financeiro contratar um plano de internet residencial acima do seu uso recorrente. 

Além desses planos geralmente serem mais caros, se a conexão não está sendo usada, qual seria a vantagem? 

E apesar do cálculo do número de pessoas e uso padrão ser um guia, ele deve ser aplicado considerando todos os moradores. 

Uma casa de 4 pessoas que fazem home office pode precisar de internet menos potente do que alguém que produz conteúdo nas redes sociais, por exemplo.

Se um morador precisar fazer videoconferência enquanto outro assiste aulas remotas, é uma taxa de consumo maior do que uma casa com 4 ou 5 pessoas que somente utilizam a rede no celular para mandar mensagens.Tudo isso deve entrar em conta.

Como descobrir a velocidade de sua internet

O usuário também deve ficar atento para a velocidade de sua internet. Mesmo quando o plano contratado atinge as expectativas, é possível que alguns fatores impeçam a performance da rede.

Um deles é a queda na velocidade ou latência da conexão, o que faz com que ela apresente falha e prejudique o desempenho. Para saber se isso ocorre com a sua rede, é importante realizar testes periódicos. 

O site Minha Conexão oferece uma ferramenta que auxilia o usuário: o teste de velocidade busca servidores próximos e calcula taxas de download e upload. 

Se a internet estiver de acordo, atente para outros fatores, como posição do roteador, atualização dos softwares de rede e proteção contra sequestro de redes. 

Se um dos moradores utilizar excessivamente a conexão, é possível configurar o aparelho para impedir que isso aconteça.

Um plano que contemple sua realidade

Agora, se a banda de internet em si é baixa para o consumo, pode ser hora de contratar um plano de internet residencial de maior potencial

Algumas residências, principalmente quando há vários moradores, exigem conexões de 100MB ou mais.

É claro, para ter acesso a conexão eficiente para estudo, trabalho e diversão, é necessário investir um pouco mais. 

Mas para fazer esse investimento com segurança e qualidade, é preciso buscar tanto as ofertas quanto as referências de qualidade de cada operadora.

Outra funcionalidade do Minha Conexão é o ranking de prestadoras de serviços de internet. Por meio dele, o usuário pode avaliar cada empresa de acordo com sua localização. 

O ranking é atualizado trimestralmente com dados confiáveis de velocidade e estabilidade.

Assim, é possível visualizar cada plano disponível e se ele cumpre o prometido, tornando a escolha mais consciente na sua casa, não importa qual internet você precise.

Gostou das dicas apresentadas aqui? Aproveite para conhecer outros assuntos relacionados a tecnologia no blog do Minha Conexão

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *