Entenda o quanto ainda vale a pena investir em imóveis

O investimento em imóveis sempre foi sinônimo de segurança de patrimônio no mercado. Com crise econômica e juros baixos, muitos se perguntam se nesse momento ainda vale a pena investir em imóveis. Aqui vamos mostrar se realmente é uma boa opção investir em imóveis em 2021. 

Com o crescimento de diversos tipos de investimentos como previdência privada, CDBs, Tesouro Direto, ações e muito mais, o investimento em imóveis ficou em 2° plano, principalmente, porque 2020 por todas as circunstâncias se tornou um ano difícil para o mercado imobiliário.

Porém, ao contrário do que muitos podem pensar, o investimento em imóveis ainda pode ser vantajoso, de acordo com os objetivos e as oportunidades que aparecem no mercado. Confira abaixo alguns motivos que mostram que investir em imóveis ainda vale a pena:

Potencial de valorização 

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) do relatório Análise das Necessidades Habitacionais e suas tendências para os próximos dez anos, mostram que o Brasil possui um déficit habitacional de 7,7 milhões de residências. O que com o aumento populacional tende a crescer, tanto para o mercado de vendas como para a locação de imóveis. 

A maior procura gera a valorização de imóveis já que as empresas do setor imobiliária não possuem capacidade para atender toda a demanda, ou seja, não conseguem cobrir o déficit habitacional por inteiro, isso faz com que os imóveis que já existem fiquem mais valorizados e tenham mercado. 

Estes números mostram que há uma demanda consistente por imóveis no mercado a médio ou longo prazo. Dessa maneira, dependendo da localização do imóvel e dos demais fatores que envolvem a precificação, é possível encontrar boas oportunidades para rentabilizar com o imóvel por meio da venda ou da locação.

Investimento protegido da inflação 

Os valores do financiamento imobiliário, dos aluguéis e de outras operações ligadas ao mercado imobiliário são atualizadas pelo INCC (Índice Nacional de Construção Civil), que regula a inflação de preços do setor. Dessa forma, um imóvel se torna um investimento protegido da variação de preços do mercado. 

Com isso, investir em imóveis e rentabilizar com aluguéis, por exemplo, é uma forma de proteger o seu dinheiro da inflação. Em outras palavras, você consegue manter o seu poder de compra, fazendo com que as chances de perdas do investimento sejam pequenas. 

Renda passiva 

O investimento em imóveis é uma boa maneira de ganhar dinheiro sem trabalhar. Conseguir dinheiro com aluguéis, por exemplo, é uma forma de investir e conseguir uma renda passiva deste investimento, tendo um capital todo mês sem precisar se esforçar. 

Sempre há procura de imóveis para alugar no mercado, dificilmente não há demanda para isto, mesmo na crise. E claro, ainda é possível diversificar os investimentos em apartamentos e casas residenciais e salas comerciais, por exemplo, para que você abranja os dois lados do mercado e possa lucrar ainda mais passivamente com imóveis. 

Expectativa de valorização 

Dependendo do local e da situação econômica do setor imobiliário, os imóveis são investimentos com expectativa de valorização. Se você mapear o mercado, você pode comprar um apartamento por X em um local que tende a se valorizar com a construção de um parque ou um shopping em volta, por exemplo, e vendê-lo por 4X após alguns anos. 

Os juros para financiamento imobiliário também são baixos porque estamos em tempo da taxa Selic mais baixa da história. Até 2025, haverá uma demanda de 14,5 milhões de novas moradias, segundo estimativa da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Além disso, como já falamos acima, os imóveis acompanham a inflação, o que mantém o poder de compra do investimento. 

Baixa volatilidade 

Com a pandemia podemos notar que diversos segmentos de mercado sofreram bastante no mercado nacional. A volatilidade de ações, a baixa nos juros e o surto de COVID-19 contribuíram para que a Bolsa caísse quase 40% em dois meses, por exemplo. 

E o investimento em imóveis está protegido contra essa volatilidade. Na pandemia, por exemplo, o preço dos imóveis praticamente não se alterou, pelo contrário houve um aumento de demanda em alguns perfis como o de segunda residência em locais próximos à natureza, por exemplo. 

Segurança do seu patrimônio 

Depois de registrar em cartório, dificilmente você irá perder o seu imóvel. A única forma de ele deixar de ser seu, depois de estar totalmente quitado, é pelo confisco pelo não pagamento de impostos. Ações judiciais de diferentes fins dificilmente farão com que você perca o bem. 

E se você utilizar o seu imóvel para locação, você também tem garantias contra o inquilino. Nos contratos de locação, há cláusulas que indicam os direitos e deveres do inquilino e multas pelo descumprimento dos deveres, é possível entrar com ordem de despejo para reaver o imóvel sem tanta dificuldade. 

Como podemos perceber, investir em imóveis ainda vale a pena em 2021. Obviamente que você não deve concentrar todo o seu capital em imóveis, mas ter investimentos nessa área é fundamental numa estratégia de diversificação da sua carteira de investimentos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *