5 dicas de planejamento estratégico para marketing digital

Atualmente, com a facilidade de iniciar um negócio online e postar conteúdos na internet, ter um planejamento estratégico para marketing digital pode ser o que fará você se destacar dos demais. 

Se você não quer ser mais uma marca criando conteúdo nas redes sociais e tentando fazer o blog da empresa tornar-se referência de forma amadora, é preciso tratar com profissionalismo e seriedade o espaço onde a maior parte de seu público estará hoje em dia: a internet.

Sendo assim, selecionamos 5 dicas para você começar o seu planejamento estratégico de marketing na era digital. Boa leitura!

O que é um planejamento estratégico para marketing digital?

Antes de tudo, um planejamento estratégico remete à ação de definir onde sua empresa está, aonde ela pretende chegar e como fará isso. 

Em outras palavras, é organizar e formalizar as tomadas de ação de sua empresa com base em um diagnóstico estratégico para atingir o sucesso. 

Primeiramente, faz-se um “raio-X” da empresa para conhecer sua situação atual. Após isso, visualiza-se o destino desejado e as informações relevantes para garantir que a empresa esteja no trajeto certo. Por fim, determina-se o necessário para implantar ações assertivas.

Sem dúvida, estamos em uma era cada vez mais tecnológica e inovadora, em que exige-se, sobretudo dos micro e pequenos empreendedores, uma mente aberta e pronta para moldar-se ao que o mercado pede. 

Isto é, quem antes imaginaria que fazer compras online nos mais diversos setores se tornaria parte de nossa rotina? Ainda, qual empresa imaginaria que estar na internet seria um requisito para o crescimento de seu negócio?

Já não é mais uma novidade o impacto da tecnologia na performance das marcas e, muito menos, que na internet também é preciso agir estrategicamente para garantir êxito nas vendas. 

Para um panorama mais detalhado sobre o assunto, indicamos fortemente a leitura do blog post: O impacto do Marketing Digital na visibilidade de pequenas empresas.

Por onde começar seu planejamento estratégico?

1. Entenda a sua posição no mercado

Em primeiro lugar, é necessário entender a sua posição no mercado para estabelecer aonde deseja chegar.

De acordo com esse propósito, responda às seguintes questões:

  • Qual é a sua relação com o cliente hoje?
  • Quais recursos você já possui para movimentar o seu negócio?
  • Como é o seu pós-venda?
  • Quem gerencia os diferentes setores da empresa?
  • Aonde você planeja chegar e por quê?

Faça um diagnóstico profundo e coerente das respostas que obter e, a partir disso, elabore um resumo objetivo e claro.

Só para exemplificar, imagine uma produtora de vídeos animados em Santo André que, por um lado, já possui loja física, identidade visual e uma clientela fiel.

Por outro lado, ela deseja investir na criação de uma presença digital a fim de expandir o seu público, bem como suas vendas — afinal, seu concorrente direto já está na internet e ela corre o risco de ficar para trás caso não se adapte ao mercado. 

De acordo com as informações acima, seria possível ter uma ideia da situação atual da produtora de vídeos e em que ela precisaria investir.

2. Foque nas informações relevantes ao seu negócio 

Em seguida, foque nas informações relevantes para o crescimento da empresa, como quem é a persona do seu negócio e quais os KPIs que você acompanhará.

Os “KPIs” (Key Performance Indicators) são os indicadores-chave de performance; números que mostram o êxito das suas estratégias de acordo com as ações praticadas. 

Em outras palavras, são eles os responsáveis por orientar o plano tático da empresa. Afinal, somente com o acompanhamento das métricas e indicadores será possível identificar quais estratégias devem permanecer e quais devem ser melhoradas.

Uma loja varejista de roupas infantis que deseja aumentar sua visibilidade diante dos comerciantes do mesmo ramo, por exemplo, poderia mensurar seu crescimento ao definir o número de compartilhamentos e salvamentos em seus posts como KPIs.

Dessa forma, ao ver que seu post de mais sucesso dentro de tais requisitos foi um em que ensinava-se como aumentar as vendas de produtos infantis, já saberíamos o que mais chama a atenção da persona deste negócio. Igualmente, como tornar seu conteúdo mais assertivo também.

Considerando que um dos objetivos de sua marca seja desenvolver uma presença digital, indicamos a leitura do blog post: Como criar uma estratégia de marketing nas redes sociais.

3. Defina metas SMART

A saber, as metas SMART baseiam-se em 5 fatores, tornando o processo para alcançá-las mais eficiente.

Fato é que a palavra “SMART” significa “inteligente” em português, mas nesse contexto, ela torna-se basicamente uma sigla, em que cada letra remete a um dos fatores citados. Confira abaixo.

  • S: específico;
  • M: mensurável;
  • A: atingível;
  • R: relevante;
  • T: temporal.

Ao definir metas SMART de forma estratégica, é possível definir as etapas necessárias para atingir os objetivos da empresa. Por exemplo, estudar o impacto do branding para pequenas e microempresas, técnicas de venda e/ou como melhorar seu ranqueamento no Google a fim de fornecer uma melhor experiência de compra ao cliente.

Quanto mais SMART forem as suas metas, mais elas te ajudarão a montar um plano tático e atingir os KPIs desejáveis.

4. Aposte nas ferramentas digitais

Já que estamos falando de um planejamento estratégico para marketing digital, por que não utilizar ferramentas digitais a seu favor também?

Hoje em dia, é possível fazer anotações, planejar-se e até mesmo agendar publicações por meio das ferramentas digitais. Selecionamos algumas das mais conhecidas e que possuem versões gratuitas, assim, não há desculpas para não se organizar.

  • Evernote

Em síntese, com esta ferramenta é possível fazer anotações de forma catalogada, salvar conteúdos para ler depois, pesquisar arquivos etc. Além disso, o Evernote é acessível a todos os sistemas operacionais, ou seja, para Android, iOS, Windows, Linux e outros.

  • Trello

Da mesma forma, com o Trello é possível monitorar times, tarefas e projetos. A ferramenta permite fazer anotações em blocos e uma de suas funcionalidades mais interessantes é conseguir visualizar o que está sendo trabalhado, quem está trabalhando em quê e em qual etapa cada atividade está. 

  • Asana

Com efeito, o Asana ajuda na organização do trabalho por meio da administração de tarefas, criação de grupos entre a equipe e divisão de atividades de acordo com os projetos — com prazos e horários definidos. Ainda, o aplicativo está disponível para os sistemas Android e iOS e possui versão para PCs.

  • Facebook Studio Creator

Ou “Estúdio de Criação do Facebook”, em português, a ferramenta é voltada aos criadores de conteúdo. Portanto, se entre as suas metas está criar uma presença digital nas redes sociais, vale a pena conferi-la. Com ela, é possível agendar e publicar posts, além de analisar métricas importantes do Instagram e do Facebook (pois o Facebook Studio Creator pode ser vinculado às duas redes).

  • Google Calendar

Por último, este é um serviço de calendário fornecido pelo Google com o fim de ajudá-lo a gerenciar seu tempo e agendar compromissos. Basicamente, é um calendário digital onde você consegue marcar datas importantes e definir horários para as tarefas tanto do âmbito profissional, quanto pessoal. Tudo isso com direito a lembretes do Google para você não se esquecer dos compromissos. 

Sem dúvida, implementar as ferramentas digitais no seu dia a dia tornará as tomadas de decisões, a execução de projetos e a comunicação entre equipes mais ágil e prática. 

Aliás, se você conhecer outra(s) ferramenta(s) relevante(s), deixe aqui nos comentários para mais pessoas as conhecerem!

5. Você precisará de ajuda?

Por fim, após identificar de quanto será o seu orçamento para realizar o plano tático, bem como suas prioridades, é a vez de analisar quais parcerias são bem-vindas.

Afinal, é normal não estarmos 100% preparados ou não termos o conhecimento necessário para executar todas as funções dentro de uma empresa, por esse motivo as relações com fornecedores e colaboradores são tão importantes.

Caso sua empresa esteja tendo dificuldades com a criação de sites, por exemplo, você pode pedir a ajuda de profissionais especializados no assunto. 

Sob o mesmo ponto de vista, caso você tenha começado a empreender agora e ainda está indeciso quanto ao nome de seu empreendimento, há empresas que oferecem o serviço de Naming, isto é, a criação do nome ideal para sua marca, visando critérios estratégicos e criativos.

Conclusão

O consumidor da era digital está cada vez mais exigente e reter a sua atenção é um dos grandes desafios das marcas que investem na criação de conteúdo nas redes sociais e em blogs hoje em dia.

Por isso, desenvolver um plano estratégico assertivo para suas ações no marketing digital é fator determinante na hora de mostrar autoridade na internet e crescer da forma almejada. 

Esperamos que a leitura deste blog post tenha sido agradável e as dicas tragam bons resultados para seu empreendimento.

Esse texto foi originalmente elaborado pela equipe do blog Sagitta Digital, onde você encontra dicas de como alavancar sua marca online.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *