Veja como os consultórios médicos particulares estão crescendo com a crise dos planos de saúde

Nos últimos anos, muitas famílias sofreram com a perda de renda e tiveram dificuldades em manter as contas básicas em dia. Com isso, o plano de saúde foi um dos principais cortes no orçamento dos lares brasileiros, causando uma crise no setor.

Trata-se de uma crise em plena expansão, e que não dá sinais de melhora. Pelo contrário, somada à perda de renda causada pela Covid-19, vem o alto aumento nas tarifas anunciado pelos planos. 

Com isso, uma evasão ainda maior é esperada pelos próximos anos.

Mas isso não quer dizer que essas famílias deixaram de cuidar da saúde. A grande mudança está na forma de se relacionar com o cuidado médico. 

Se antes preferiam a segurança de um plano de saúde, agora se tornou mais vantajoso arcar com consultas e exames particulares, já que podem investir de acordo com a necessidade e economizar nas despesas mensais. 

Essa nova forma de se associar à saúde traz ainda mais autonomia ao paciente, que pode escolher o melhor médico para consultas, tratamentos e exames.

Mas, e para o médico? Como fica esse cenário? É isso o que vamos explicar a seguir.

Entenda a nova realidade

A ascensão dos consultórios particulares também mudou a realidade dos médicos, e pode ser benéfica tanto para profissionais quanto para os pacientes. 

Entretanto, é preciso entender o ponto mais fundamental para conseguir fazer parte dessa transformação de maneira positiva, ao invés de perder pacientes no meio do caminho.

Os consultórios precisam se preparar para receber essa nova demanda e aprender como conseguir pacientes particulares para consultório médico. 

Vamos falar agora sobre as principais mudanças da área e sobre os melhores caminhos para não ficar para trás.

O que mudou para o paciente

A tendência para o paciente que migra do plano de saúde para o atendimento particular é a fidelização. 

Uma vez que experimentam a liberdade de escolher seus médicos, laboratórios e clínicas, dificilmente voltam a contratar um plano de saúde, e isso pode ser explicado por dois pontos fundamentais: o financeiro e a experiência. 

Quando não está em um contrato com plano de saúde, as famílias podem organizar seus gastos com despesas médicas de acordo com sua necessidade, sem precisar desembolsar altas quantias todos os meses, inclusive naqueles em que não usam o serviço.

Além disso, o atendimento particular permite que o paciente adeque suas necessidades de atendimento à sua realidade financeira, podendo optar por clínicas populares, clínicas intermediárias ou de alto padrão. 

Pelo lado da experiência, o atendimento particular proporciona uma experiência mais personalizada. 

Já que não há vínculo contratual, o paciente pode selecionar um consultório mais próximo da sua casa, por exemplo, e escolher o médico que lhe parece mais adequado ou que tenha mais afinidade. 

Por outro lado, caso não fique satisfeito com a experiência, não precisa passar por longos processos burocráticos para troca de atendimento.

O que mudou para o médico

Não dá para falar nas mudanças causadas nos últimos anos para médicos e pacientes sem falar da importância da internet nesse processo. 

Os médicos que estão acompanhando as transformações causadas pela ascensão da internet na área da saúde acabam saindo na frente e obtendo muito mais liberdade em suas carreiras. 

Um consultório particular bem sucedido e com a agenda cheia de pacientes faz com que esse profissional não dependa das regras rígidas dos planos de saúde, que mudam o tempo todo e oferecem um retorno financeiro baixo. 

Além disso, a dependência dos planos de saúde dificulta a consolidação de vínculo entre médico e paciente, tão importante para as relações de saúde.

Isso porque, com tantas mudanças nas regras dos planos, fica difícil para médico e paciente manterem-se com a mesma operadora por muito tempo.

Hoje, é possível lotar uma agenda médica por conta própria, usando técnicas de marketing médico que custam muito menos e trazem muito mais resultado, e esse é o ponto chave da mudança de comportamento observada no setor. 

Como se destacar e crescer em tempos de crise 

Para não depender dos planos de saúde para conseguir novos pacientes, principalmente em época de crise, o médico precisa ter muito claro quais são as mudanças de comportamento que precisam ser feitas e entender a jornada do paciente.

Todas as transformações passam pela internet, e é por isso que não dá mais para ignorar a presença online, seja qual for a especialidade do médico. 

Os consultórios que crescem e têm sucesso na crise dos planos de saúde são aqueles que aprenderam como fazer propaganda médica para se tornarem acessíveis a esses novos pacientes. 

Se antes as pessoas buscavam indicações de parentes, amigos ou mesmo buscavam um médico na lista dos planos de saúde, hoje essa busca é feita pela internet, mais especificamente no Google. 

O médico pode contar com o apoio de uma agência de marketing médico para guiá-lo no processo e ajudar nas transformações necessárias para esse período de transição. 

Conclusão

A crise financeira gerada pela pandemia do Covid-19 fez com que diversas famílias deixassem os planos de saúde, causando uma grave crise no setor. 

Entretanto, médicos que entendem a importância de mudar o comportamento na busca de pacientes, utilizando a internet para isso, estão absorvendo essa nova demanda.

Crescendo seus consultórios e experimentando a liberdade de não depender de planos de saúde para conseguir pacientes. 

Para ter sucesso nesse sentido, precisam entender a jornada do paciente e saber que, atualmente, ele passa muito mais tempo buscando por profissionais online e o consultório precisa estar preparado para não deixar esse cliente passar.

Texto desenvolvido pela Agência Médico. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *