Qual a importância de fazer a análise do perfil comportamental no processo seletivo

Atualmente, um dos maiores desafios do RH é realizar um processo seletivo eficaz, de forma a identificar o colaborador certo para a vaga. 

Afinal, como apontado pela pesquisa do G1, 9 em cada 10 colaboradores são contratados pelo currículo e demitidos pelo comportamento. 

Desse modo, é necessário que durante um processo seletivo, o RH identifique não somente as competências técnicas de um candidato mas também as comportamentais. 

Dessa forma, ele saberá se esse candidato, além de ser qualificado, se adaptará às exigências da vaga e do ambiente em que estará trabalhando.  

Neste artigo, explicaremos qual o impacto do perfil comportamental no processo seletivo e como identificá-lo. Boa leitura!  

Perfil comportamental: o que é 

Entender o comportamento humano é algo bastante debatido há séculos, afinal, ele se baseia na possibilidade de identificar características similares e as separar por grupos. Tais características se relacionam na forma como cada um reagirá perante a situações diversas. 

Principalmente no âmbito profissional, isso têm sido uma questão muito discutida. A partir do momento em que você compreende o que é perfil comportamental, é possível mapear e selecionar um candidato para um ambiente e na vaga certa a partir das suas características.

Com base em estudos e teorias, sistemas como o Profiler utilizam-se de quatro perfis predominantes, que são eles o Comunicador, Executor, Analista e Planejador

Cada um desses perfis possui características específicas que são utilizadas para traçar a base do comportamento de um profissional em situações e condições específicas.

Trabalhar com o teste de perfil comportamental nas empresas trará reforço nos processos seletivos, principalmente por trazer um passo lógico, atraindo candidatos certos e direcionando-os para as vagas compatíveis com os perfis.  

Ou seja, basicamente, utilizar o perfil comportamental e people analytics como tendência dentro do RH. 

Benefícios de aplicar o perfil comportamental no processo seletivo

Todo ser humano têm características específicas de comportamento. Cada perfil permite analisar aspectos e tomar atitudes perante a diferentes situações.

Desse modo, identificar o perfil de um candidato permitirá detectar qual a vaga mais adequada a ele. Ou seja, tornando-se uma das ferramentas mais eficientes para a gestão e para o recrutamento. 

Como citado, aplicar o teste de perfil comportamental será um grande possibilitador para a área do RH, pois identificará a pessoa certa para determinada vaga.

Ao entender qual o perfil, seja ele comunicador, executor, analista ou planejador, o RH saberá a partir da análise de dados em qual local a pessoa se encaixará melhor. 

Vale lembrar neste ponto que as competências técnicas também devem ser levadas em consideração. Afinal, elas são importantes para a análise do perfil adequado para a vaga.

Além desse benefício, o perfil comportamental e o clima organizacional se encontram alinhados. 

Quando um colaborador está em um ambiente no qual suas características se assimilam e ele consegue ser produtivo com uma equipe que irá desenvolvê-lo, o ambiente torna-se mais harmônico.    

Selecionando um software de perfil comportamental

Para mapear o perfil comportamental de um profissional, é necessário selecionar um sistema com inteligência para identificar qual será o perfil de cada pessoa. 

A questão é: como escolher um software de perfil comportamental eficaz? 

  1. Analise todas as opções de Profiler no mercado. Afinal, existem diversas para contratar. É fundamental fazer um estudo sobre a empresa e a metodologia que o produto está oferecendo e conversar com clientes sobre a qualidade da solução; 
  2. Avalie o software antes de adquiri-lo. Deve-se primeiro fazer um teste para ter acesso a como ele analisará os dados, como são os gráficos e textos, ou seja, como o relatório é em geral;
  3. Considere o preço. Apesar de ser totalmente eficaz e necessário para as empresa, deve-se considerar diversas propostas sobre a entrega do produto e o que a empresa poderá pagar.

Em um primeiro momento, é extremamente importante realizar um teste do sistema para saber se têm as informações necessárias para uma análise completa do comportamento dos candidatos e a sua usabilidade.

Além disso, com relação ao preço,  o software deve ter um custo menor do que os benefícios que trará. Desse modo, os preços devem condizer com os serviços. 

Mapeando o perfil comportamental

Após selecionar um software de perfil comportamental, você poderá mapear o perfil comportamental de seus candidatos e ter uma contratação mais eficaz. 

Veja o passo a passo de como realizar o mapeamento: 

  • Mapeie todos os colaboradores individualmente;
  • Analise os dados obtidos;
  • Aplique em seu processo seletivo;
  • treine e desenvolva.

Com relação ao mapeamento, os colaboradores deverão responder ao questionário comportamental pelo computador.

Em seguida, com as informações obtidas, chegou o momento de estudar os resultados e criar associações entre os perfis e as áreas. 

Alguns RH’s optam por um software de gestão que os auxiliam a fazer essa comparação entre os cargos e os perfis dos colaboradores. Nele, é possível selecionar qual perfil se adequa a cada vaga;

Após analisar os dados e entender quais são os perfis que mais se adequam a uma determinada vaga, você identificará de forma mais eficaz o candidato com o perfil certo para ela. 

Por fim, após selecionar e contratar um candidato, é necessário que o RH trabalhe as competências do colaborador para que ele consiga se desenvolver cada vez mais. Para isso treinamentos devem ser realizados.

Entender a correlação de perfil comportamental no processo seletivo foi o primeiro passo para desenvolver uma gestão cada vez mais eficaz, aumentando a produtividade, retendo talentos e reduzindo a rotatividade das empresas. 

O próximo passo é entender definitivamente o que é gestão comportamental. Quer saber mais? Entenda agora o que é gestão comportamental e como ela impacta diretamente na sua empresa.

 

Este conteúdo foi desenvolvido originalmente por Renata Araújo, analista de marketing da Sólides, empresa que oferece plataforma completa de Gestão de Talentos com People Analytics e Gestão Comportamental.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *