Por que investir no Marketing Digital para o mercado hospitalar

Aprenda a construir estratégias para atrair novos pacientes e divulgar o hospital.

Assim como em qualquer segmento, se você deseja alcançar um objetivo, o melhor caminho é através do planejamento. E na área da saúde não é diferente. Se o propósito for desenvolver presença digital, atrair novos pacientes e ainda divulgar o hospital ou clínica, a dica é investir em planejamento e estratégias no marketing digital. 

Uma parte das instituições de saúde possuem uma certa resistência em adotar esse tipo de estratégia, isso porque acreditam que os meios tradicionais, como televisão e rádio, trarão mais resultados. Porém, a realidade tem mudado nos últimos anos e clínicas e empresas da área de saúde que têm utilizado Marketing Digital em suas estratégias têm conseguido se destacar.

E para você não ficar de fora desta tendência do mercado, este artigo busca te orientar no assunto. Indicamos cinco passos iniciais para investir no marketing digital na área da saúde. Mas lembre-se: os resultados não são imediatos. Confira:

Conheça o seu público

A primeira dica é conhecer o seu público alvo e definir para quem o seu trabalho será destinado. No marketing digital, denominados isso de persona, que resumidamente é uma representação fictícia do seu cliente com perfil ideal. Ela é baseada em dados reais sobre comportamento, características demográficas, histórias pessoais, objetivos e preocupações.

Com a persona definida fica mais fácil definir a identidade da marca e criar os conteúdos que sejam de interesse do público.

Crie um site 

Para que o seu público alvo consiga chegar até você, encontrar e entender o seu serviço, nada melhor do que um site. Através dele, você pode mostrar serviços, tratamentos e especialidades, apresentar os profissionais e postar conteúdos relevantes para seus pacientes dentro da plataforma. A dica é construir um site enxuto que passe a informação de forma clara e concisa. 

Invista em marketing de conteúdo

Como dito no tópico anterior, através do site você pode postar no blog conteúdos relevantes para os pacientes. Também conhecido como Inbound Marketing, esta estratégia é capaz de atrair, converter e fidelizar clientes através de materiais como artigos, podcasts, vídeos, e-Books, newsletters, SEO, CTA e outras formas de marketing de conteúdo. Quando falamos de Marketing Digital, o foco é geração de valor para o usuário final – nesse caso, o paciente – através de conteúdo de qualidade. Ao se posicionar como autoridade dentro do seu segmento a chance de captar pacientes interessados no seu serviço é maior.

Gerenciamento das redes sociais

Consumidores procuram estar mais próximos das marcas que consomem, isso também é válido para a área da saúde. Para isso, as redes sociais são uma ótima estratégia. As pessoas usam as redes para informar-se e certamente adorariam ver conteúdo mais confiável e relevante.

Estar presente nas redes sociais como Instagram e Facebook é uma estratégia para humanizar a empresa e trazer uma comunicação mais assertiva.

Tráfego pago

Os anúncios pagos também são uma forma de aparecer para o seu público e chamar mais atenção. Eles podem ser realizados no Google, Facebook, Instagram ou Youtube, para aumentar a visibilidade do seu negócio. 

Por meio de campanhas pagas, é possível fazer com que o anúncio apareça para o potencial cliente no momento em que ele está apenas interessado pelo seu produto ou por um produto semelhante. Ao ver o anúncio e clicar, ele será direcionado para sua página, por isso, ter uma boa estratégia, páginas otimizadas e conteúdos relevantes é importante para a eficiência do seu anúncio. 

A dica é fazer uma campanha híbrida, com marketing de conteúdo e tráfego pago.

Para tornar este processo mais fácil, eficaz e para que tudo seja realizado com qualidade, o indicado é contratar uma agência de marketing com profissionais experientes.

Limites do marketing digital no cenário hospitalar

O marketing médico é bastante eficiente e pode ajudar a empresa da área da saúde a conquistar seu espaço no mercado. No entanto, deve-se agir com cautela pois, como determina o CFM (Conselho Federal de Medicina) este marketing possui limites. O recomendado é que os conteúdos não se assemelhem a publicidade tradicional com um tom de comercial e de venda. O órgão diz que isso leva a desinformação e possíveis divulgações enganosas. Além de que, não comprir com tais medidas pode ser prejudicial para quem realiza o marketing,  podendo acarretar problemas com o órgão regulamentador.

Para te ajudar a trabalhar com gestão de marketing hospitalar e uma divulgação adequada, listamos alguns dos principais limites e permissões estabelecidos pelo CFM. Confira: 

  • O órgão estimula a produção e uso de conteúdo informativo, seja no formato de vídeos, posts para redes sociais ou blogs. 
  • É permitido que profissionais da saúde façam entrevistas para meios de comunicação variados, incluindo televisão, jornal e internet. Tudo sempre com intuito de informar e orientar a população.
  • A publicação de selfies por parte dos médicos são proibidas e não devem ser publicadas nem mesmo com autorização do paciente. A regulamentação do CFM leva em consideração a proteção da privacidade e o anonimato inerentes ao ato médico. Portanto, nada de selfies.
  • Médicos ou estabelecimentos de assistência médica não podem publicar imagens de “antes e depois”.
  • Ao falar sobre consultas e procedimentos especialistas, nunca garanta resultados. Isso é considerado propaganda enganosa. Informe as possibilidades e que cada organismo reage de uma forma ao que está sendo mostrado. 
  • O CFM proíbe a divulgação de preços de procedimentos ou modalidades aceitas de pagamento/parcelamento. Além disso, também são vetadas concessões de descontos como forma de estabelecer diferenciais na qualidade do serviço.

Seguindo esses passos básicos já é possível iniciar suas estratégias de marketing digital. Lembre-se que essa área é bastante delicada e precisa de muita atenção aos detalhes. Caso ache necessário, procure uma consultoria de marketing digital como a BDDB.ag para auxiliar.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da BDDB.ag, Agência de Branding e Design. Empresa que busca cativar o seus públicos alvo através de cor, forma, cheiro, gosto e experimentações que estimulam todos os sentidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *