O papel do corretor de imóveis como a verdadeira ponte entre a imobiliária e o cliente

A profissão de corretor de imóveis é uma função muito valorizada em uma imobiliária, afinal ele é o responsável por criar a ponte entre esse estabelecimento e o possível cliente. 

Portanto, o nosso objetivo é demonstrar esse cenário do marketing imobiliário e como o corretor é imprescindível.

A priori, é de suma importância destacar que, por mais que sejam muito parecidos, a consultoria e a corretagem imobiliária são dois tipos de funções a serem exercidas, contudo elas são complementares entre si e podem se unir a fim de otimizar o trabalho.

O consultor imobiliário presta ao possível comprador ou cliente no geral um serviço com base nas informações mais relevantes, acerca de investimentos para realizar no setor imobiliário.

Além dos financiamentos possíveis e a rentabilidade de um determinado patrimônio.

Já o corretor, por outro lado, considera todos os tipos de operações que ocorrem em uma transação imobiliária, que se baseia na visita do imóvel e no devido acompanhamento desse cliente até a conclusão do negócio.

Por meio das palestras imobiliárias o corretor poderá encontrar diversas dicas para aumentar as vendas de forma eficiente. 

No caso, o corretor está responsável por informar ao cliente as escrituras, contratos que estão por vir na transação, documentos envolvidos nesse negócio e as certidões.

Entretanto, ressalta-se que os dois profissionais, tanto o corretor como o consultor imobiliário, devem realizar os cursos precisos à área, além do registro no CRECI (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis).

No dia a dia, é muito comum ver corretores que se comportam como consultores, até para dar orientações acerca do financiamento ou investimentos de caráter imobiliário, claro quando apresentar os conhecimentos necessários para esse tipo de serviço.

Vemos que, atualmente, a tendência é que essas duas funções se diferenciem cada vez mais, até para criar mais oportunidades para emprego no mercado de trabalho do Brasil, que é tão volátil e instável.

Existe uma maneira correta de escolher um corretor?

Antes de escolher um corretor (ou qualquer prestador de serviços), você analisa diversos fatores, mas de fato você só vai descobrir se ele é um bom profissional na prática.

Muitas pessoas acreditam que o que deve ser feito é uma busca por sua reputação, e sim essa prática pode até ser interessante, mas nem sempre comentários anteriores deste profissional podem ser bons.

Todo mundo, ao menos uma vez na vida, faz um comentário pessoal sobre o trabalho alheio, e nem sempre levamos em consideração o esforço dessa pessoa, e só nos preocupamos com a nossa opinião pessoal.

Ao contratar um corretor de imóveis você terá a sua experiência única e pessoal com esse profissional, então livre-se de comentários alheios, e faça a sua própria análise.

Se você procurou por comentários antes do seu encontro, com certeza isso vai te “contaminar” e essa experiência não será tão interessante.

O que recomendamos mesmo é que você busque a capacitação feita por esse corretor e se ele possui registro regular no CRECI.

Qual a importância do corretor de imóveis?

As atribuições elencadas ao corretor de imóveis ainda não são tão conhecidas, e por isso vemos que tantas pessoas o desvalorizam.

No entanto, entre sua importância estão as seguintes competências:

  • Divulgação dos imóveis;
  • Avaliar o valor real do imóvel;
  • Avaliar qual o atual estado desse imóvel;
  • Conferir a documentação solicitada;
  • Diminuir a exposição do cliente.

Isto posto, entenda cada uma dessas vertentes detalhadamente nos tópicos abaixo.

Divulgação dos imóveis

O corretor é o responsável por divulgar os imóveis disponíveis na imobiliária em que trabalha, utilizando recursos que são conhecidos por todos ou pela maioria das pessoas. 

Dessa forma, a sua renda está presente justamente na comissão das vendas ou de aluguéis.

Avaliar o valor real do imóvel

Como o corretor possui uma bagagem de experiência e técnica, ele consegue avaliar o valor real do imóvel, de forma a cobrar o mais justo com base nas características do referido imóvel.

Nessa fase da compra de um imóvel, vemos que o comprador possui a garantia de não adquirir um imóvel superfaturado, e o vendedor também receberá o valor pelo qual o seu imóvel apresenta.

Avaliar qual o atual estado desse imóvel

O corretor também apresenta o encargo de avaliar o estado atual do imóvel a ser transacionado, afinal ele conhece bastante técnica sobre isso.

O corretor analisará os componentes presentes na estrutura do imóvel (desde a pintura até portas ou janela, incluindo instalações elétricas), identificando o que pode ser resolvido, antes de realizar essa transação imobiliária.

Isso é uma forma de o comprador já comprar ou alugar o imóvel sabendo o que precisa ser ajustado, ciente de todos os problemas.

Conferir a documentação solicitada

Se engana quem pensa que essa fase não exige técnica, até porque esse é o ponto de partida da transação imobiliária.

Como essa atribuição exige técnica, por conferir todos os pontos necessários para a compra ou venda do imóvel, o corretor precisa estar encarregado dessa função, garantindo uma transação completamente tranquila e segura.

Diminuir a exposição do cliente

O corretor lida com todas as negociações exigidas nesse processo de compra ou venda do imóvel. Além de realizar as visitas do imóvel, diminuindo a exposição do cliente ao processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *