Marketing Digital para Advogados: 7 dicas para a área jurídica

Entenda a importância que o Marketing digital tem para a área jurídica e como advogados podem usar a internet para conseguir novos clientes sem ir contra as regras de divulgação determinadas pelo conselho de classe.

A internet criou uma nova forma de relacionamento entre clientes e empresas. Pela facilidade de acesso à informação, as pessoas tendem primeiro a ir na internet para pesquisar e se informar, para depois escolher a empresa ou profissional que estará contratando.

Esta cultura pode ser vista em diversas áreas, como turismo, onde as pessoas se informam sobre seus destinos para depois escolher como e quando vão.

Na área de consumo, onde as pessoas pesquisam primeiro, se informam, comparam, assistem demonstrações, lêem depoimentos, para só depois decidir pela compra.

Na área jurídica não é diferente. Segundo informações da ABA Journal, site estrangeiro especializado em conteúdo jurídico, 33% dos clientes iniciam a busca por um advogado usando plataformas online. 

Antes de entrar nas 7 dicas para a área jurídica, é importante entender um conceito que pode ser fundamental para você decidir onde irá centralizar sua energia. Vamos separar de 2 maneiras a relação entre cliente e empresa.

A primeira é quando o cliente precisa de algo e vai no Google procurar, ou qualquer outra plataforma de busca. Quando a pessoa já sabe o que quer e ela precisa se informar, o meio mais procurado é o Google ou Youtube!

A segunda é quando o cliente se relaciona com a marca, empresa ou profissional pelas redes sociais, pois existe algum interesse em comum, mas naquele momento, em grande parte das vezes, ainda não há a necessidade de usar os serviços destes.

Neste caso a pessoa pode não estar interessada diretamente sobre aquele assunto naquele momento, mas sabe que um dia pode precisar, e por este motivo cria um vínculo com a marca para acompanhar seus conteúdos.

Desta forma, o advogado deve estar atento para entender qual meio pode ser mais eficiente para divulgar seu trabalho e onde ele deverá direcionar sua energia.

Vamos então para as 7 dicas de marketing digital para advogados.

#1 Tenha um WebSite

Um website é o cartão de visita do advogado, é por ele que você mostra quem você é, o que faz e, principalmente, cria o ambiente ideal para ser encontrado nas buscas da internet. Se você acessar o site do registro.br poderá escolher o nome para seu website e depois poderá escolher uma empresa para criar seu website, de forma profissional e, preferencialmente utilizando WordPress.

Particularmente não recomendo criar sites gratuitos, pois isso é uma técnica que as empresas usam para captação de clientes. Futuramente você acabará pagando por ele ao precisar de mais recursos. Além disso, um site exige um conhecimento técnico para que todos os recursos possíveis sejam aproveitados ao máximo.

Você deixaria sua empresa ser administrada por um profissional que não cobra nada? Não existe almoço grátis.

#2 Tenha um Blog

Ao criar um blog, você está ajudando o Google a mapear seu site e diferenciá-los dos demais. Se todos os sites forem iguais, como o Google vai definir a ordem deles? 

Justamente o blog tem essa função. No blog você deve falar sobre sua área de atuação, explicar sobre situações que seus clientes podem estar passando, ter um linguagem simples e de fácil entendimento do seu cliente.

Lembre-se, você deve escrever para seu cliente e não para fazer bonito para outros advogados. 

#3 Use o Whatsapp Business

O Whatsapp criou uma versão destinada a empresário. Com o uso do whatsapp business você pode classificar suas conversas através de etiquetas coloridas, facilitando o filtro de mensagens. 

Você pode por exemplo criar etiquetas para conversas de clientes, outra etiqueta para potenciais clientes que você está negociando, ou etiquetas para identificar outros colegas advogados. Assim você tem uma comunicação mais assertiva. 

Além disso, o Whatsapp business permite a criação de respostas automáticas, evitando que você tenha que ficar redigindo longos textos repetidas vezes.

#4 Defina um nicho de mercado

Entrar em um mercado concorrido não é simples, mas quando você se especializa em uma determinada área você acaba sendo reconhecido por uma especialidade e isso pode facilitar a formação da sua autoridade naquele assunto.

Quando você fala de tudo para todos, seu posicionamento no Google pode ser prejudicado, pois estará concorrendo com centenas de outras empresas. Quando você se especializa em uma área e começa a gerar conteúdo especializado, a chance de você ser encontrado no Google aumenta, isso é o efeito da cauda longa.

#5 Saiba quais são suas hashtags

Um erro muito comum dos advogados é no uso das hashtags. Ao postar nas redes sociais, o advogado deve usar hashtags que sejam utilizadas por seus clientes, e não por outros advogados.

Por exemplo, ao usar a hashtag  #advogado ou #direito, você só estará aparecendo para pessoas que seguem essas hashtags e que provavelmente serão outros advogados.

Qual hashtag seu cliente usa? Justamente, não é uma tarefa fácil, mas quem souber identificar isso e aparecer no feed do cliente tem maiores chances de aumentar a visibilidade do perfil para o cliente certo.

#6 Faça posts que geram curiosidade

Em vez de você criar um post no blog falando sobre seus serviços, você deve gerar conteúdos que seu cliente realmente esteja procurando. As pessoas vão no google buscar informações, procuram esclarecer dúvidas, comparar produtos ou serviços. Elas querem se informar.

Quando você gera um conteúdo que realmente tem alinhamento com o que seu cliente está procurando, a chance de você ser encontrado é muito maior.

Um exemplo na área jurídica é você tratar diretamente de problemas que seus clientes estão buscando. Caso você seja um advogado especializado na área tributária por exemplo, você deve se colocar no lugar do seu cliente e escrever conteúdos que eles estariam buscando, para esclarecer dúvidas antes de ter pensado em contratar um advogado.

Desta forma, você cria um conteúdo relevante, fala sobre um assunto especializado e se posiciona como uma autoridade no assunto.

#7 Crie parcerias com outros sites

O algoritmo do Google leva em consideração diversos fatores para mapear um site, e um deles está relacionado com os links que apontam para seu site. É como se fosse uma recomendação.

Por isso é importante ter seu link divulgado em outros sites. Caso você tenha uma artigo ou uma entrevista publicada em algum site, reforce o interesse em ter seu link publicado também, apontando para seu site.

Espero que estas dicas ajudem!

Forte abraço.

Prof. Msc Gustavo Gonzalez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *