INDÚSTRIA 4.0: Quais os novos desafios para as empresas?

A indústria 4.0 se caracteriza como um conjunto de procedimentos que têm tecnologia de ponta, envolvidos.

A transformação digital atinge todos os setores de uma organização, que deve ser orientada e capacitada para agir de acordo com as mudanças dos paradigmas empresariais. Exemplos são a utilização de recursos de Big Data, robótica e automação de processos, como explicaremos durante o post!

De acordo com um levantamento feito pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), a estimativa anual de redução de custos industriais no Brasil, a partir da migração da indústria para o conceito 4.0, será de, no mínimo, R$ 73 bilhões/ano. 

Caminhamos para uma economia pautada nos ganhos de eficiência, redução nos custos de manutenção de máquinas e consumo de energia.  

Como chegamos até aqui?

A revolução industrial teve seu início em meados dos séculos 18 e 19, na Europa.  Antes, as produções eram feitas de forma artesanal, e a grande peculiaridade desta revolução foi a substituição do trabalho artesanal pelo uso de máquinas. 

Naquela época, a maioria dos produtores viviam no campo, produzindo seu próprio consumo.

Parte do processo da revolução industrial se concentrava nos países como a França e a Inglaterra que possuíam manufaturas. 

Explicando melhor: As manufaturas eram grandes galpões, chamados oficinas, onde diversos artesãos realizavam suas atividades de forma manual. Porém, eles eram subordinados ao proprietário do local.

Diversos fatores, incluindo Êxodo Rural, foram determinantes para o desenvolvimento da Revolução Industrial.

Etapas da Revolução Industrial: Um breve resumo

Você sabia que a Revolução Industrial foi dividida em três etapas?

Pois é! A primeira, que ocorreu no período de 1760 a 1860, ficou limitada à Inglaterra e o tipo de atividade predominante na época eram indústrias de tecidos de algodão. A ferramenta utilizada era o tear mecânico.

Já a segunda etapa, aconteceu em meados de 1860 a 1900, onde países como Alemanha, França, Rússia e Itália também se industrializaram. 

Nesta etapa, ocorreu a inclusão de materiais como aço, utilização da energia elétrica e combustíveis derivados do petróleo. Não podemos deixar de fora a invenção do motor a explosão, a locomotiva a vapor e o desenvolvimento de produtos químicos, que também foram determinantes para a 2ª Revolução Industrial.

Chegamos na terceira etapa da Revolução Industrial, em meados dos séculos 20 e 21, onde tecnologias como fax, computador, celular, entre outras, chegaram nas mãos dos homens!

O que é a Indústria 4.0?

Pois bem! Até agora, fizemos um apanhado geral das etapas da Revolução Industrial. Agora, vamos falar um pouco sobre a Indústria 4.0, ou, 4ª Revolução Industrial.

Estamos caminhando para a Indústria 4.0, onde as novas tecnologias são inseridas não só no ambiente profissional, como também na vida pessoal.  

Essa transformação é estimulada pelo uso de tecnologias de ponta, robôs, impressoras tridimensionais e inteligência artificial.  Saiba como as novas tecnologias podem ser aplicadas à sua empresa, clique aqui!

Antigamente, as empresas utilizavam da aquisição de maquinários para obter destaque e competitividade. 

Atualmente, todas elas precisam se adaptar à globalização e ao processo de transformação digital, para uma melhor gestão de tempo, recursos humanos e financeiros e, com isso, conseguir destacar-se no mercado.

Novo modelo de negócios: Entenda

Dentre os novos desafios, estão as mudanças no modelo de negócio das empresas. O novo modelo consiste em adotar estratégias para a prática de:

  • Análise de dados (Big Data) 
  • Utilização de softwares com simulação computacional;
  • Sistemas divididos em módulos;
  • Robótica; 
  • Impressão em 3D;
  • Integração da cadeia produtiva utilizando sistemas de gestão (como o ERP);
  • Utilização de cloud computing (computação em nuvem)
  • Internet das coisas ( IoT);
  • Cibersegurança e,
  • Utilização da realidade aumentada (VR).

As empresas, para fazerem parte da quarta revolução industrial, precisam incorporar estas práticas nos programas de gestão organizacional.

Desafios da Indústria 4.0

Bom, chegamos na fase mais avançada, porém, não menos fácil. A indústria 4.0, apesar de ter processos tecnológicos de ponta integrados e automatizados, traz dificuldades às empresas que precisam se adaptar. 

  • Mudança cultural da empresa;
  • Integração de processos;
  • Automação de procedimentos;
  • Treinamento e gestão de pessoas, além da aquisição de plataformas de softwares, fazem parte dos desafios enfrentados pelas organizações do século XXI. 
  • Investimento em telecomunicações e infraestrutura
  • Líderes e gestores precisam acompanhar as novas tendências de mercado, qualificando-se e adaptando-se às novas culturas organizacionais.

Visto algumas dificuldades, fica claro que o planejamento empresarial é de extrema importância para garantir o fluxo de informações e trabalho, combinado com o novo modelo industrial.

Indústria 4.0 no Brasil

Além da automação e autonomia de processos, implantados nas empresas, o desafio também está ligado ao treinamento de fornecedores que devem estar aptos para lidar com as novas tecnologias. 

Entre os setores que estão em desenvolvimento mais rápido, podemos citar o de bebidas e o automobilístico. Há de se convir que algumas empresas possuem maior facilidade na integração de novos processos tecnológicos do que outras. 

Isso quer dizer que os gestores das organizações precisam ter uma visão estratégica e analítica, para saber como agir e onde concentrar esforços para quebrar as barreiras que possam vir a existir.

As mudanças e evoluções tecnológicas trazem consigo uma preocupação que deve ser gerenciada com atenção, como a segurança dos dados envolvidos nas operações da organização, por exemplo. 

Em 2020, está previsto que a Lei Geral de Proteção de Dados entre em vigor, garantindo maio proteção dos dados dos usuários. Estratégias que visem o cumprimento da ética e segurança das informações devem ser integradas à transformação digital.

Os profissionais e colaboradores, também deverão acompanhar todo esse processo, sendo capacitados para operar com as novas tecnologias que vêm sendo implantadas no setor industrial. 

Quer saber como escolher uma plataforma para desenvolvimento de software? Clique aqui!

Podemos citar, entre os mecanismos tecnológicos implantados nas empresas atualmente, o uso de inteligência artificial, Big Data, automação de processos e utilização de robôs. A solução da nova era tecnológica está voltada a processos de automação, integração, criação de procedimentos e postos de trabalho.

Por hoje, finalizamos nosso post! Acompanhe-nos, pois sempre estaremos trazendo novidades e informações sobre a Indústria 4.0 para te deixar por dentro de tudo!

Este artigo foi originalmente produzido pela equipe do Cronapp, uma plataforma híbrida para a criação de softwares, que utiliza componentes práticos de desenvolvimento low-code e high-code, sem lock-in. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *