Administração de clínicas: ferramentas indispensáveis para uma boa gestão

Fazer uma correta administração de clínicas é fundamental para os profissionais que querem ter seu próprio negócio. E, nesse contexto, nos referimos tanto à preocupação com a oferta de um atendimento humanizado aos pacientes, quanto à garantia da lucratividade do negócio.

Conhecer as principais ferramentas que garantem que isso seja feito é essencial. Afinal, somente assim você conseguirá ter uma clínica rentável e que passe uma boa imagem para seu público, composto não só por pacientes. Atrair outros profissionais, como médicos, pode ser o passo para uma parceria em que ele inclusive indique pessoas para tratamentos em sua clínica.

Então, pensando em ajudar você a aprimorar seu negócio, listamos uma série de tópicos contendo algumas das ferramentas que devem fazer parte do seu dia a dia. Confira a seguir.

Ferramentas para agendamento

Para agendar consultas e procedimentos na clínica sem que ocorram erros é indicado que você tenha uma ferramenta de agendamento digital. Existem softwares que contam com esse serviço, facilitando esse trabalho em seu consultório.

Ao fazer as marcações em agendas de papel, é comum que ocorram erros como o esquecimento de desmarcar algum procedimento e agendar duas consultas no mesmo horário, etc. Isso não acontece com um software de gestão, pois o sistema emite avisos quando um erro do tipo é cometido.

Prontuário eletrônico

Se você ainda tem aqueles fichários enormes em sua clínica, precisa repensar a maneira como organiza os prontuários de seus pacientes. Afinal, os prontuários eletrônicos são uma opção muito mais prática e econômica.

Por meio do armazenamento de dados em nuvem, você registra em um único sistema todos os dados de um paciente, por exemplo, os medicamentos a que ele é alérgico, seu tipo sanguíneo, a idade, os problemas de saúde, entre outros. Assim, é possível consultar as informações antes do atendimento, que se tornará mais rápido e eficaz, já que estará focado realmente no que o paciente necessita naquele momento.

Gestão financeira

Muitos profissionais da área da saúde que administram seu próprio negócio, tais como fisioterapeutas, fonoaudiólogos ou odontólogos, cometem um erro em comum: não fazer corretamente a gestão financeira do estabelecimento.

Entre as falhas mais cometidas está a não separação das finanças pessoais com as finanças da clínica, de modo que, muitas vezes, o dinheiro do caixa é retirado para o pagamento de um objeto de uso pessoal, por exemplo.

Para que isso não ocorra, ter um sistema de gestão financeira com o fluxo de caixa bem organizado e com todas as receitas e despesas organizados por categorias, torna mais fácil o controle do dinheiro que entra e sai da clínica, facilitando assim a identificação de possíveis gargalos.

Automação de serviços

Alguns serviços podem ser automatizados nos consultórios e clínicas. Trata-se de uma maneira de utilizar a informática para otimizar rotinas e conquistar mais agilidade e qualidade na execução de tarefas.

Os prontuários e o fluxo de caixa eletrônicos, anteriormente citados, são exemplos de serviços automatizados. Além disso, o uso de pulseiras com códigos de barras que permitam a identificação de dados de um paciente também é algo relevante e que pode ser implantado dentro desse segmento.

E então, gostou de saber um pouco mais sobre as ferramentas indispensáveis para a administração de clínicas? Para você se aprofundar mais no assunto, recomendamos a leitura do artigo “Ferramentas de gestão para consultórios: 5 coisas para avaliar antes de contratar”. Temos certeza de que será um artigo útil.

Texto: Blog do Shosp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *