Empreendedorismo 2020: O que esperar?

Depois de uma recessão que o país viveu nos últimos tempos, a perspectiva para 2020 é de que o crescimento econômico retorne de forma gradual e sustentável. Por esse motivo, se você está pensando em empreender, a sua oportunidade é agora! 

Para isso, você precisa elaborar um bom plano de negócios e começar o ano com o pé direito. 

Ao longo do artigo, vamos abordar o cenário para o empreendedorismo, além das tendências e de como você pode elaborar um plano de negócios completo. Vamos lá?

O que esperar do empreendedorismo em 2020?

Segundo o relatório Crescimento da Economia Brasileira do BNDES, em 2015 e 2016, a queda da economia foi de 3,5%.

Já em 2017, o aumento de 1% no PIB colocou o país de volta nos trilhos do crescimento, o que também ocorreu em 2018.

Nesse sentido, a previsão da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia é de que em 2020 a economia cresça em 2,32%. 

Ou seja, com a queda da inflação, juros mais baixos, expansão do crédito e retorno da confiança para o empresário, cria-se um cenário favorável para quem quer empreender no país.

Por conta das medidas aprovadas pelo governo, a Nova Previdência (PEC 6/2019) e a MP da Liberdade Econômica (convertida na Lei 13.874/2019), o caminho é de produtividade e crescimento sustentável, principalmente para os pequenos negócios.

Mesmo sendo ótimas notícias, é importante lembrar que ainda será um crescimento gradual. Então, você deve aproveitar o cenário que estará mais favorável, porém, com determinada cautela.

 

Tendências de negócios para 2020

Agora que você já sabe o cenário, que tal saber quais serão os modelos de negócios que vão bombar no ano que vem? 

Anote as tendências para que surja uma ideia bem bacana para você abrir o seu próprio negócio.

  1. Jovens empreendedores

Você sabia que 1 em cada 3 empresários pensam em ter uma empresa antes de completar 18 anos? 

Mais ainda, 80% dos empreendedores de até 24 anos já possuem independência financeira.

Esses dados foram publicados em janeiro de 2019 pelo Sebrae, que realizou um estudo com as empresas brasileiras.

Outro dado interessante é que um terço dos jovens buscam capacitação antes de colocar suas ideias em prática, o que dá mais segurança para o empreendedor. 

Então, se você ainda é jovem, não se limite por conta da idade e comece a sua jornada buscando por conhecimento e elabore um plano de negócios bem sólido.

  1. Crescimento dos Microempreendedores Individuais (MEIs)

De acordo com as estatísticas do Portal do Empreendedor, os MEIs formalizados no Brasil passaram de 6,5 milhões em 2016 para 9,2 milhões em 2019.

Esse salto se deu por conta do aumento do desemprego, além disso, os profissionais que estavam na informalidade conseguiram CNPJ por conta do programa e suas facilidades.

Motivados pela busca da independência, mais de 51% dos MEIs deixaram seus empregos para empreender em 2019 e esse número deve aumentar no próximo ano.

  1. Startups

O Brasil registrou uma média de 12.729 startups em 387 cidades, segundo o levantamento feito pela Startup Base da Abstartups, que promete impulsionar ainda mais a inovação no país em 2020. 

Isso porque, os investimento em tais empresas cresceram 51% este ano e espera-se que investimentos do exterior também apostem nessas empresas.

Outra novidade é que em 2020 uma regulamentação das startups seja apresentado pelo governo, assegurando a formalização e criando um ambiente seguro, tanto para quem está em uma, como para os investidores.

Como elaborar plano de negócios para 2020?

Sabendo do cenário promissor para o próximo ano, além das tendências que estão por vir, que tal embarcar nesta oportunidade e saber como elaborar um bom plano de negócios para tirar sua ideia do papel? 

  1. Faça uma pesquisa de mercado

Pegue a visão geral do mercado brasileiro e agora foque na sua cidade, para saber em qual região você pode atuar e em qual segmento você deve apostar. Busque referências em outras partes do país e analise a concorrência na sua cidade.

Também é extremamente importante ficar atento aos hábitos de consumo da sua cidade, para ver se o seu negócio terá público-alvo suficiente. 

  1. Identifique oportunidades

Agora que você tem o panorama geral e local, você deve achar brechas no mercado para atuar e trazer inovação para o segmento escolhido. 

Não pense que inovar precisa ser algo muito elaborado, mas sim que atenda as necessidades do consumidor, de uma forma diferenciada.

  1. Agora você está pronto para elaborar o seu plano de negócios

Para isso, você precisa responder algumas questões, como:

  • O seu produto ou serviço soluciona o problema do consumidor?
  • Qual o seu público-alvo? Quais seus hábitos e necessidades?
  • Como é a jornada de compra dessas pessoas?
  • Qual o preço ideal do produto? (leve em conta os custos e o lucro  desejado);
  • Como você vai divulgar o seu produto?
  • Como o seu produto ou serviço vai chegar até o consumidor?
  • Qual o investimento necessário para abrir o seu negócio? 
  • Quem serão seus fornecedores? E transportadores?

Vale destacar que, com relação ao investimento necessário, é preciso calcular o capital de giro para os primeiros meses, para ter uma base de quanto você deve vender para recuperar o dinheiro investido.

Isso é só o começo para que você elabore um plano de negócios concreto para o seu empreendimento. Gostou das nossas dicas? Aplique isso no seu plano e comece o novo ano com tudo! 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do Mais empresas, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

2 comentários em “Empreendedorismo 2020: O que esperar?”

  1. Ótimo conteúdo. Com certeza o mercado de microempreendedores individuais cresce a cada dia. Com o avanço da tecnologia as pessoas estão vendo que não existe só o emprego em CLT, mas existe muitas maneiras de se ganhar dinheiro sendo dono do seu próprio negócio, mesmo que um negócio pequeno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *