Quais são os documentos necessários para o processo de cidadania italiana?

Uma das maiores dúvidas de quem está em busca de dar entrada no processo de cidadania italiana é sobre os documentos necessários para isso.

Muitas pessoas acabam tendo seus processos atrasados, justamente, por não saberem quais documentos devem ter em mãos e, então, acabam esquecendo algum.

Sendo assim, torna-se de suma importância que você saiba tudo não só sobre a documentação em si, mas também em relação a tradução oficial que precisa ser feita.

Portanto, para você que deseja conhecer tudo em relação a esse assunto, não deixe de acompanhar esse artigo até o final. Boa leitura!

Cidadania Italiana: formas existentes

Há duas formas principais para quem deseja pedir a cidadania italiana, que é por meio do jus sanguinis –  ou por laços sanguíneos -, ou pelo casamento.

Sendo assim, dependendo do tipo de cidadania que você terá direito, há uma diferença nos tipos de documentos que serão exigidos.

Desse modo, é de suma importância que você se atente a essa distinção, para não correr o risco de que seu processo venha a ser atrasado ou mesmo excluído.

Após conhecer os documentos que cada tipo de processo de cidadania exige, você verá a importância de fazer a tradução juramentada e o apostilamento de Haia.

Documentos necessários para o processo de cidadania italiana

Primeiramente, mostraremos quais são aqueles documentos necessários para pedir a cidadania italiana por via sanguínea ou por ascendência, e depois por casamento. 

Vamos lá:

Documentos exigidos para dupla cidadania por jus sanguini

Um filho, neto ou bisneto de italianos possui o direito a pedir a cidadania italiana, então a quantidade de documentos dependerá do grau de ascendência sanguíneo.

Entretanto, de um modo geral, são pedidos os seguintes documentos para esse tipo de cidadania:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Óbito (se houver);
  • Certidão de Casamento;
  • Certidão de Naturalização. 

Assim, para cada caso poderão ser pedidos pelo consulado os documentos do ascendente italiano, que permite a dupla cidadania.

Por exemplo, você terá que apresentar sua certidão de nascimento e de casamento, caso seja casado.

Além disso, caso seja filho de italiano, deverá apresentar a certidão de nascimento, de casamento e de óbito (caso a pessoa seja falecida) do seu pai ou da sua mãe.

Já em uma hipótese de você ser bisneto de italiano, precisará mostrar a certidão de nascimento ou de batismo, diretamente da Itália, a de casamento ou matrimônio, brasileira ou italiana, certidão de óbito e de naturalização.

Documentos exigidos para a dupla cidadania italiana

Caso você seja casado ou casada com uma pessoa de nacionalidade italiana, há outros documentos que são exigidos para a dupla cidadania.

São eles:

  • Certidão de nascimento, que seja uma 2ª via recente;
  • Certidão de casamento original;
  • Comprovante de residência;
  • Certidão original de antecedentes criminais da Polícia Federal Brasileira;
  • Certidão de antecedentes criminais dos países que viveu após os 14 anos.

A tradução juramentada dos documentos para cidadania italiana

Agora que você viu quais são os documentos necessários para cada tipo de processo de cidadania italiana, é hora de ver a necessidade da tradução juramentada.

A tradução juramentada nada mais é do que aquela realizada por um profissional qualificado para tal, que é o tradutor juramentado.

Esse profissional, para poder fazer uma tradução oficial, precisa ser concursado e registrado na Junta Comercial do estado em que trabalha.

A tradução do tipo juramentada é aquela que atesta a veracidade e a autenticidade dos documentos, afirmando que o que foi vertido de um idioma para outro é totalmente real e que não houve alterações.

Diferentemente da tradução da simples, que é aquela que pode ser feita por qualquer pessoa com domínio de um idioma sobre um livro ou um texto específico, por exemplo.

Além da tradução oficial feita por um tradutor, os documentos precisam também passar pelo apostilamento de Haia. No próximo tópico, você ficará sabendo o que isso significa!

Apostilamento de Haia

A apostila de Haia, para quem não conhece, é um certificado utilizado para autenticar um documento público sobre sua origem e sua autenticidade.

Pode-se dizer que o apostila de Haia é uma espécie de reconhecimento de firma do documento, ou seja, ele é reconhecido pelas autoridades competentes.

Esse reconhecimento é feito por meio da colocação de um carimbo ou de um selo no documento, que passa a valer de forma oficial.

A Convenção de Haia foi um tratado assinado por diversos países, que a partir de então puderam emitir esse tipo de atestado, que facilita bastante o processo burocrático.

O preço pago para autenticar um documento com o apostilamento de Haia varia de estado para estado, mas a média nacional é de R$ 75,00.

Conclusão

Como você viu, para quem vai fazer o pedido de cidadania italiana, é de suma importância conhecer os principais documentos que são exigidos para o processo.

Isso evita problemas futuros, como a necessidade de ter que reenviar um documento que faltou ou mesmo ter que fazer uma nova requisição do pedido.

Neste texto, você ainda pôde ver informações importantes acerca da autenticidade dos documentos e das traduções pelas quais eles precisam passar.

Gostou do artigo de hoje sobre quais são os documentos necessários para o processo de cidadania italiana? 

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possamos ajudá-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *