Dicas para quem é ou quer se tornar um empreendedor

A crise econômica abalou diversos setores no país, sendo que, somente agora, a economia está começando a dar sinais de uma possível recuperação.

Com muita gente desempregada, inclusive mão de obra qualificada, surge o desafio de como se destacar no mercado e como empreender.

Por isso, se você já tem um negócio ou deseja se tornar um empreendedor, este artigo trouxe dicas para você. Confira.

Utilize a tecnologia para alavancar seu negócio

Sem investir em tecnologia é praticamente impossível que um negócio dê certo. Isso, porque o cliente está cada vez mais exigente, e os processos de produção desempenhados em seu negócio precisam oferecer qualidade.

É por isso que um Sistema de automação comercial pode te ajudar. Você sabe o que é isso? Não se preocupe que vamos te ajudar.

Um sistema automatizado traz vários benefícios para o seu negócio, por exemplo, proporciona a redução dos custos, contribui para otimização do tempo em um serviço, agrega mais valor a um determinado produto, aumenta a credibilidade em relação à marca, assim como a confiança do cliente, além de reduzir riscos de acidentes no local de trabalho.

Isso, porque o sistema automatizado é o processo em que as máquinas são responsáveis pela realização das tarefas.

Isso traz maior precisão ao processo e garante maior segurança e agilidade, o que é fundamental, visto que tempo é dinheiro.

O mais interessante em relação a esse sistema é que ele pode ser incorporado em diversos locais e tipos de negócio diferenciados.

Ou seja, tanto a indústria como um comércio podem analisar qual é o melhor sistema automatizado para o seu negócio, com o objetivo de reforçar ainda mais a qualidade do serviço realizado.

A automatização pode auxiliar em diversos processos, como é o caso do estoque.

Ter um Sistema de estoque bem consolidado e efetivo ajuda a reduzir os gastos e custos da empresa por causa do desperdício do material ou até mesmo, evitar a sua falta no mercado.

O estoque é um dos elementos fundamentais no trabalho com comercialização de produtos ao cliente. Por isso, é importante ter um sistema que realize:

  • Controle das peças;
  • Controle de entrada e saída de carga;
  • Envio de relatórios efetivos;
  • Indicativos de falhas ou irregularidades;
  • Menores índices de falhas técnicas.

Outro elemento interessante, dependendo do segmento, é sobre o checkout mercado, que pode ajudar a controlar a entrada e a saída de pessoas ao estabelecimento.

Uniforme dos funcionários: a personalização que sua empresa merece

Uma fábrica de uniformes pode te ajudar a alavancar seu negócio. Sabe como?

A personalização é uma chave importante para o seu negócio por agregar maior visibilidade do cliente e trazer maior seriedade ao que você faz.

Dentro dos processos de automação que citamos acima, buscar um sistema para loja de roupas é fundamental tanto para os funcionários como para quem trabalha com a comercialização desse bem.

A qualidade do produto aumenta a responsabilidade social e, ainda, o controle do material que está sendo comercializado.

E a pessoa que empreende individualmente?

Atualmente, por causa da crise econômica, muitas pessoas estão desempregadas. Apesar disso, muitas têm potencial criativo muito bom e merecem destaque.

Como uma forma de driblar a crise e continuar contribuindo para a previdência privada, além de ter uma renda, muitas pessoas têm apostado em ser um empreendedor individual.

Isso pode ser feito por meio de um site do Governo Federal, em que a pessoa tem a oportunidade de se tornar um microempreendedor individual (MEI).

Com isso, a pessoa obtém um cadastro como se fosse realmente uma empresa (também conhecido como CNPJ) e assinala as atividades que ela pretende realizar.

Lá, existe uma vasta opção desde digitador, motorista por aplicativo, artesão, carpinteiro, comerciante dos seus produtos ou de outros, doceiro, editor de jornais, eletricista, fabricante de embalagens, dentre outras opções.

Ou seja, realmente a pessoa pode realizar suas atividades sem ser considerada como um trabalho informal e sim, legalizado, como uma empresa que desempenha e entrega um material com qualidade ao cliente.

Todo mês, o MEI pode emitir nota para pagamento, além de emitir um boleto em que a taxa para ser MEI é cobrada.

Porém, a taxa é baixa e serve como uma contribuição da pessoa ao INSS (serviço nacional que trabalha com a previdência privada no Brasil).

Para ser MEI, as regras são poucas, não exigindo uma escolaridade específica.

A única questão é o fato de poder contratar somente um funcionário e a respeito do que a MEI pode receber.

No Brasil, ao longo dos 12 meses do ano, uma pessoa que é MEI pode faturar apenas uma quantidade específica.

Mais que isso, ele já pode ser considerada um empresário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *