Crescimento do e-commerce na pandemia e o papel do marketing digital

A pandemia de Covid-19 e a necessidade de isolamento social fez com que várias empresas de diferentes portes entrassem no universo online, com abertura de e-commerce para continuarem vendendo.

Essa explosão no número de lojas virtuais aumentou expressivamente a concorrência no segmento, fazendo com que empresas busquem formas de se destacar e atrair mais clientes. 

Entre as principais, destaque para o marketing digital, que se tornou aliado de e-commerces, podendo alcançar melhores resultados de captação de clientes e vendas.

Aqui, falamos mais sobre o crescimento do e-commerce no país, qual a tendência para o segmento e qual o papel do marketing digital. Acompanhe!

E-commerce cresceu mais do que o esperado durante a pandemia

A pandemia de Covid-19 deu um impulso surpreendente ao comércio eletrônico, acelerando um processo de crescimento que vinha sendo previsto para os próximos anos.

De acordo com o relatório Webshoppers da Ebit/Nielsen e Bexs Banc, em 2020, ano pandêmico, as vendas em e-commerce cresceram 41%, alcançando um faturamento de R$ 87,4 bilhões.

E tudo indica que essa preferência pela compra online veio para ficar. Segundo a consultoria Nielsen, a previsão é de que o segmento de e-commerce continue crescendo no Brasil, registrando uma alta de 26% em 2021. Esse percentual é alto, considerando que já se parte de um número elevado em comparação a 2020.

Esse crescimento considerável pode se dar por conta de diferentes fatores, como o ingresso de novos consumidores no universo das compras online, bem como a comodidade de fazer aquisições pela internet e de receber o produto em casa.

Há, ainda, outro fator muito importante: mesmo com o crescimento, o setor de e-commerces no Brasil ainda é pequeno. Em um relatório da XP Investimentos divulgado em fevereiro de 2021, o percentual de vendas do comércio eletrônico no país cresceu 6% em 2019 e tinha uma projeção de cerca de 9% em 2020. 

Para comparação, a taxa de países como a China e Reino Unido era de 35% e 22% respectivamente e no período pré-pandemia. Portanto, ainda há espaço para crescimento do segmento no Brasil.

Omnichannel como tendência

Na fase de crescimento do e-commerce, uma tendência se mostrou forte e continuará presente nos próximos anos, o omnichannel. Trata-se da junção de canais de atendimento da empresa, integrando a experiência do cliente em meios digitais e físicos.

Um caso típico de omnichannel é o da empresa que possibilita que o cliente compre online, mas retire o produto na loja, reduzindo custos com frete e acelerando o acesso à mercadoria. A ideia é atender bem o cliente onde quer que ele esteja, transformando sua experiência.

Além de garantir uma melhor experiência para o cliente, o omnichannel também é relevante para a empresa, uma vez que consegue reduzir custos, sobretudo em operações de logística.

Legado da pandemia para o e-commerce

Segundo a Abcomm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), entre abril e setembro de 2020 foram criadas 150 mil lojas virtuais no país, número que supera em 10 vezes a previsão total para o ano, que foi realizada antes da pandemia.

O legado da pandemia para o segmento é justamente esse, o da entrada de muitas empresas que se o mundo estivesse em condições normais nem ao menos dariam importância para o setor de compras online neste momento.

Estar online e vender no segmento se tornou quase que uma obrigação para conseguir manter o negócio, abrindo mais oportunidades para a empresa. Mas, não é só isso: a venda por e-commerce também trouxe um modelo novo de concorrência para o setor, com disputa de espaço e visibilidade para conseguir atrair clientes e gerar mais vendas.

Marketing digital como diferencial

O marketing digital se destacou como uma das ferramentas mais poderosas para a empresa e seu e-commerce se diferenciar. Mas, o que é marketing digital? Trata-se de um conjunto de atividades executadas online para atrair clientes e novos negócios, criar e nutrir relacionamentos, bem como criar e desenvolver uma identidade de marca com a qual os clientes e consumidores em potencial se identifiquem.

Dentro do marketing digital existem estratégias extremamente eficazes quando bem executadas, ajudando a atrair resultados em curto, médio e longo prazos. Conheça, a seguir, algumas das principais e como elas podem ajudar seu e-commerce:

Inbound marketing

O inbound marketing é uma das principais ferramentas de marketing digital para potencializar os resultados de sua loja virtual. Trata-se do marketing de atração, que tem como foco fazer com que sua empresa, produtos, serviços e/ou e-commerce sejam encontrados pelo cliente.

A principal forma de fazer o cliente chegar até sua loja virtual é por meio do conteúdo que entende e supre suas dores e necessidades. É o caso de um conteúdo que ajuda a esclarecer uma dúvida ou resolver um problema.

Basta se lembrar que todas as vezes que alguém tem alguma dúvida ou problema que não sabe como resolver essa pessoa recorre à internet. Se seu conteúdo aparecer para ela, as chances de captá-la e gerar vendas no futuro serão maiores.

Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo anda lado a lado com o inbound marketing, sendo partes que se complementam. Suas principais funções são atrair e converter, bem como criar e manter um relacionamento de confiança com a audiência.

Além disso, o marketing de conteúdo também traz benefícios que fazem a diferença, como a criação de autoridade, visibilidade e reconhecimento e educação do mercado. A venda acaba sendo um resultado natural de uma estratégia de marketing de conteúdo bem estruturada e bem-sucedida.

Para trabalhar com o marketing de conteúdo, a empresa pode utilizar diferentes canais, como o blog e redes sociais, com o objetivo de captar mais clientes e trazê-los para seu e-commerce para gerar vendas.

SEO

O SEO é o Search Engine Optimization, que significa otimização para motores de busca. Sua finalidade é garantir o melhor ranqueamento possível em páginas de resultado de busca no Google, sempre de maneira orgânica, ou seja, sem pagar.

Isso é muito importante, porque normalmente o usuário de motores de busca clica nos primeiros resultados da página. Se seu e-commerce, produto ou conteúdo aparecer em uma dessas posições, a chance de ter mais visitas e captar clientes é muito maior.

O SEO para e-commerce pode ser trabalhado na própria página (SEO on page), com otimização de título, meta description, uso de heading tags, linkagem interna, entre outros, garantindo uma correta indexação por motores de busca. Além disso, também há uma melhora da experiência do usuário.

Outra forma de trabalhar o SEO é o SEO off page, com melhora do tempo de carregamento do site, links externos que apontam seu site como referência e relevante, entre outras maneiras.

Um detalhe importante: estratégias de inbound marketing para e-commerces bem estruturadas envolvem a combinação de diferentes técnicas, como o SEO, que é utilizado para otimizar o conteúdo, aumentando as chances de que seja encontrado por seu público-alvo.

Ads

A estratégia de Ads tem como foco o anúncio pago em determinados canais, como em motores de busca e redes sociais. É o caso dos links patrocinados no Google, o famoso Google Ads, e do Facebook Ads.

Um dos principais diferenciais dos anúncios pagos é que eles trazem resultados em curto prazo, sendo uma alternativa interessante para a loja de e-commerce que deseja realizar mais vendas ou ter maior visibilidade rapidamente.

Mas, trata-se de uma alternativa paga, o que significa que precisa ter um orçamento maior para implementação de ações, principalmente em relação a outras estratégias de marketing digital.

No entanto, é importante reforçar que o custo em Ads é muito menor que o que se tem ao investir em mídias offline, como compra de espaços em TV, publicações impressas ou rádio. Por isso, compensa o investimento, além de oferecer outros diferenciais importantes, como a possibilidade de segmentação, maior assertividade e mensuração de dados.

Uma recomendação comum ao e-commerce para trazer resultados em curto, médio e longo prazos é combinar anúncios com demais estratégias de marketing digital, como o inbound marketing e SEO.

Como implementar o marketing digital em seu e-commerce?

Quer implementar o marketing digital para e-commerce, mas não sabe por onde começar? Na realidade, essa é uma tarefa que envolve diferentes etapas, como um planejamento, definição de ferramentas e estratégias a serem utilizadas, bem como da persona.

Há, ainda, a necessidade de criação de conteúdo, otimização de e-commerce e conteúdo, além da criação da campanha de Ads, o que exige que a empresa tenha conhecimento e/ou profissionais especializados em estratégias de marketing digital para e-commerce, o que nem sempre acontece.

Este é o seu caso? Então, uma solução altamente eficaz é contratar uma agência de marketing digital, que conta com profissionais capacitados e certificados para lhe atender, identificar suas necessidades e objetivos, assim como traçar um plano de ação e fazer uma gestão de marketing digital para e-commerce que lhe ajude a atingir resultados e retorno expressivos.

A Muito Mais Digital, agência de marketing digital, tem uma equipe altamente qualificada para lhe atender e implementar estratégias de marketing digital de excelência, com foco em resultados. Entre em contato conosco e tenha o suporte de especialistas para fazer seu e-commerce se destacar e ter melhores resultados. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *