Como evitar erros comuns na hora de comprar uma Smart TV

Os novos tempos estão nos apresentando aparelhos cada vez mais tecnológicos. Dessa forma, estamos crescentemente incluindo novos gadgets no nosso dia a dia.

Eles nos ajudam na nossa rotina, seja aprimorando tarefas ou, até mesmo, servindo como entretenimento.

Nesse segundo caso, quem domina a discussão são as smart TVs. Muito além de um televisor convencional, esse modelo aumenta a nossa experiência na hora de assistir a uma simples novela ou conectar serviços de streaming via Wi-Fi.

No entanto, existem alguns erros comuns na hora de adquirir o eletrônico, seja por falta de informação ou má-fé dos vendedores. Quer saber quais são os principais equívocos e como evitá-los? Basta seguir com a leitura!

Preste atenção em todo o serviço oferecido

A mesma atenção que damos quando compramos um carro ou um apartamento deve ser dada ao adquirirmos uma smart TV. Afinal, esse não é um investimento barato, portanto, desperdiçar dinheiro está fora de cogitação.

Existem versões mais simples e de marcas pouco conhecidas do grande público. Caso você se interesse por um desses modelos, não deixe de conferir todo o serviço que vem junto à caixa: desde o controle remoto até às opções de canais ou streamings. Outra dica é perguntar para amigos próximos, que já compraram a TV, para averiguar se o investimento vale a pena ou não.

Foque no sistema operacional da smart TV

Você sabia que, assim como os smartphones, as smart TVs também possuem um sistema operacional? Muitas delas, inclusive, funcionam por meio do sistema Android, famoso por estar nos aparelhos do Google.

Ainda puxando a dica das versões mais baratas, os sistemas operacionais delas também costumam ser desconhecidos. Aliás, muitos citam ser superiores aos famosos, oferecidos por grandes marcas, como Samsung e LG, mas é preciso ter cautela.

Antes mesmo de adquirir uma smart TV, faça um teste para saber como o sistema operacional funciona e quais são as suas especialidades extras. Também confira se ele é muito lento. Esse conhecimento prévio evitará futuras decepções.

Confira os pixels por polegada

Os pixels por polegada de uma smart TV dizem qual é a qualidade de imagem da tela. A regra é: quanto mais pixels, melhor. Por exemplo, uma TV 4K UHD possui a resolução de 3840 x 2160 pixels (8,3 megapixels), ou seja, um número muito elevado.

Ao contrário do que muitos pensam, a largura da TV não acompanha proporcionalmente os pixels. Assim, uma smart TV de 30” pode ser UHD, enquanto uma de 50” pode ser apenas HD, o que, no geral, faz com que a qualidade seja afetada.

Assim, é imprescindível atestar quantos pixels por polegada um determinado modelo possui. Caso a TV em HD já seja suficiente para você, compre aquele que oferece essa qualidade, mas não aceite menos, pois, a experiência fica completamente comprometida.

Veja se todas as conectividades atendem às suas necessidades

Muito além do famoso Wi-Fi, as smart TVs podem oferecer outras conectividades. A primeira é a entrada HDMI. Você sabe para o que ela serve? Ela é fundamental para espelhar o conteúdo de um notebook e/ou computador na tela do seu televisor.

Outra opção são as entradas para pen-drives. Muitos possuem o costume de guardar arquivos nesses pequenos gadgets, então, optam por adquirir uma smart TV com essa conectividade. Caso uma entrada para pen-drive não seja suficiente, considere comprar aquelas que possuem várias.

Não compre uma TV desproporcional para o espaço

A última dica é mais prática, mas totalmente importante. Quando vemos as telas das smart TVs nas lojas, ficamos maravilhados. Quanto maior, mais atraente, não é mesmo?

No entanto, é preciso ter cuidado. É fundamental que a smart TV seja proporcional ao tamanho do cômodo no qual será instalada. O motivo para evitar esse erro é, principalmente, não cansar a visão, que pode ficar comprometida após horas de exibição.

Texto: Gear Seo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *