Como treinar a sua disciplina financeira

Disciplina financeira é algo que se desenvolve com o tempo.

Ninguém sabe imediatamente como lidar com seu próprio dinheiro, tanto que é normal cair em algumas ciladas e não conseguir entender porque não sobra nada no final do mês.

Segundo Natália Rodrigues, criadora do canal Nath Finanças, o que afasta as pessoas da educação e da organização financeira é “o modo de falar sobre o assunto. Temos pessoas na internet que tratam sobre isso, porém não há a devida visibilidade para indivíduos que são realmente da periferia e discutem esse tema”.

A YouTuber está certa. O que mais existe na internet são sites e canais de YouTube que focam no tema “como enriquecer”, mas sem necessariamente organizar seu dinheiro e economizar.

Além disso, uma pesquisa feita pelo SPC Brasil, em parceria com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), mostrou que quase 70% das pessoas não poupa nenhuma quantia de dinheiro. 

Seria isso resultado da desorganização em relação às suas rendas? Você faz ideia de como pode treinar sua disciplina financeira? Veja dicas que vão te ajudar:

Controle seus gastos

Confiar na memória não é a melhor forma de lidar com seu dinheiro. O ideal é anotar no papel tudo que está gastando. Para isso, existem aplicativos, planilhas e até um caderno. 

O mais importante é que você consiga enxergar para onde estão indo seus ganhos mensais. A própria Nath Finanças afirma: “não deixe de anotar seus gastos semanais/diários. Escolha um dia específico para organizar suas finanças, pois, isso faz diferença”.

Questione a urgência

Entender a real necessidade da compra de um produto ou serviço também é um treinamento para sua disciplina financeira. Para isso, além da pesquisa de preços, é preciso fazer algumas perguntas, como:

  • aquele produto/serviço fará diferença na sua vida?
  • você pode esperar mais um pouco para comprar?
  • o preço está abaixo do valor normal?
  • existe a chance de obter um desconto?
  • posso comprar à vista ou terei que parcelar?

Muitas vezes, com duas dessas perguntas respondidas, você consegue perceber que aquela compra é supérflua ou pode esperar mais um pouco.

Tente guardar dinheiro

O grande desafio está em poupar, mas não se preocupe: você não precisa começar com uma alta quantia. Nas palavras de Nath Finanças, “não fique triste se você não consegue guardar 30% da sua grana para investir. O importante é estudar, controlar sua grana e guarde o que puder, sem ficar frustrado”.

Planeje seus gastos

Planejamento é feito para qualquer compra, tanto as pequenas, quanto as grandes. A melhor maneira de se planejar é unir essa dica com a primeira. Assim, depois de entender para aonde vai o seu salário ou os ganhos do mês, já é possível decidir no que poderá gastar.

Do mesmo modo como ocorre com os gastos, você pode fazer isso de maneira simples, por meio de planilhas, aplicativos e até no próprio papel, caso busque por um método mais tradicional. 

Prefira comprar à vista

Compras parceladas costumam ser as maiores vilãs do orçamento, principalmente se tiverem juros. Opte por pagar à vista e aprenda a negociar descontos. Quando fizer uma compra de alto valor, você pode até parcelá-la, mas procure pela menor quantidade possível de parcelas.

Imagine que, no caso de compras com juros, quanto mais parcelas, mais altas serão as chances de você estar adquirindo um produto pelo preço de dois. 

Estude o assunto

Todas as pessoas precisam estudar sobre finanças, mesmo que não tenham o objetivo de se tornarem investidores. Por menor que seja seu conhecimento, ele já vai ajudar a manter as contas em dia e até começar uma reserva de emergência.

De acordo com a Nath Finanças, “leia livros, faça cursos e nunca deixe de estudar. Conhecimento é a chama da educação financeira”.

Texto: Gear Seo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *