Como criar um infoproduto e começar a ganhar dinheiro na internet?

Você sabe o que é e como criar um infoproduto? Desde já saiba que essa estratégia pode ser uma alternativa muito lucrativa para seus negócios online!

Como a internet é um ambiente muito propício para a troca de experiências, muita gente paga para aprender coisas novas. E o infoproduto é justamente isso: o ato de “vender a sua sabedoria” no ambiente digital.

Ou seja, você pode produzir conteúdos e comercializá-los online – e ainda contribuir para aumentar o conhecimento das pessoas que comprarem o seu infoproduto. Quer saber detalhes? Continue com a gente, porque hoje você entenderá:

  • O que é um infoproduto;
  • Quais as vantagens dessa estratégia;
  • 5 passos para aprender como criar um infoproduto;
  • Entre outros pontos.

Boa leitura!

O que é um infoproduto?

Nada mais é que um produto digital – isto é, um material que você produz (geralmente ensinando a fazer determinada coisa) e depois vende a outras pessoas diretamente pela internet. 

Se nós pensarmos enquanto consumidores, é como entrar num e-commerce e escolher ali o que comprar. Só que, em vez de adquirir um produto físico, a pessoa leva um conteúdo digital.

E isso está em alta! O processo de compra e venda pela internet ganhou cerca de 5,7 milhões de consumidores durante os primeiros meses da pandemia – segundo a Neotrust/Compre&Confie.

Os infoprodutos podem ser criados em diversos formatos, mas os mais comuns são:

  • Cursos em vídeos (gravados ou em tempo real);
  • Vídeos com tutoriais (ou workshops) – nos quais é possível ensinar qualquer coisa;
  • Podcasts e audiobooks;
  • Ebooks, cartilhas e apostilas;
  • Webinars.

Continue a leitura e entenda outros pontos importantes e necessários acerca do tema principal.

Quais as vantagens dessa estratégia?

A estratégia pode oferecer diversos benefícios, sendo que entre os principais podemos citar alguns que mais se destacam, sendo eles:

O custo é acessível

O infoproduto é barato para você, produtor, já que não traz custos adicionais (como estoque e transporte). Também é muito vantajoso para o seu consumidor, que, além de não pagar frete, pode acessar o conteúdo imediatamente após a compra.

É fácil produzir

Qualquer que seja o formato do infoproduto, existem ferramentas digitais que facilitam bastante a produção. Por exemplo, se você resolver lançar um curso e hospedar as aulas em algum lugar da internet, só precisará de:

  • Equipamentos de gravação (câmera, microfone e cenário);
  • Um software de edição de vídeos;
  • Uma plataforma de hospedagem – que ajuda na gestão financeira do seu negócio;
  • Entre outros itens.

Siga a leitura e saiba mais vantagens.

O alcance é muito amplo

A escalabilidade é outra palavra-chave dos infoprodutos, pois com eles é possível alcançar mais gente sem que isso represente um custo extra para você.

Pegando novamente o exemplo dos cursos, imagine que você produza uma série com 15 módulos e depois venda esse conteúdo para seus alunos. Não importa se a quantidade de clientes é de 1 ou 1000 – o “trabalho” ao criar o infoproduto é um só.

Então, como criar um infoproduto? Passo a passo!

Para criar infoprodutos de qualidade, alguns pontos precisam de mais atenção e de mais cuidado. Desse modo, entenda como deve ser feito o trabalho como um todo:

1. Defina o tema do negócio

Para entender como criar um infoproduto, o primeiro passo é identificar no que você é bom – e se gostaria de transformar essa paixão em um negócio.

Por exemplo, você tem formação em língua inglesa e deseja dar aulas de idiomas? Ou, quem sabe, seja apaixonado por música e queira ensinar outras pessoas a tocarem um instrumento? Talvez você prepare drinks e possa levar esse conhecimento adiante!

Enfim, além de ser uma boa forma de ganhar dinheiro fazendo o que gosta, definir o tema do seu infoproduto é a base para criar um planejamento de negócio. E isso nos leva ao próximo tópico!

2. Estude seus clientes e concorrentes

Após definir o tema, é preciso entender sobre o segmento. Com uma pesquisa de mercado (que pode ser feita por você mesmo, por meio de várias ferramentas gratuitas), dá para entender não apenas sobre os gostos do seu consumidor, mas quem são, de fato, seus concorrentes.

Para conhecer seu público-alvo, você pode procurar pelo tema do seu infoproduto no Ubersuggest – uma tecnologia de análise de palavras-chave. Isso pode servir como um belo insight para saber se as pessoas pagariam ou não para receber o seu conteúdo!

Quer ver como funciona? Se você definiu que dará aulas de bateria, por exemplo, pode fazer uma rápida busca pelos termos “aula de bateria”:

Veja que, no intervalo de um mês, houve 5.400 buscas pelo tema (no Google e em outros mecanismos de pesquisa) – o que significa que bastante gente se interessa em ter aulas de bateria.

Entretanto, esse não deve ser o único indicativo para o seu negócio. Afinal, esse alto número também pode mostrar que muitos professores de bateria já estão fornecendo aulas – ou seja, o segmento está de certa forma saturado.

Por isso é tão importante avaliar os concorrentes! Algumas ferramentas online, como a StartupBase, reúnem empresas de diversos segmentos – o que pode ajudar nas suas buscas.

Você também consegue pesquisar diretamente no Google e nas redes sociais – que são boas fontes para consultar produtos, número de seguidores e até mesmo avaliações positivas e negativas.

3. Crie um propósito para agregar valor

Agora que você já definiu o tema do seu infoproduto e pesquisou bastante sobre o mercado, é hora de criar um propósito. Para entender o que é isso, procure se perguntar: para que o meu negócio existe? 

A resposta é justamente o que te guiará sempre, inclusive na hora de vender o conteúdo para seus clientes. Afinal de contas, um propósito realmente forte é o que fará o consumidor optar pelo seu infoproduto em vez de um concorrente.

4. Produza o conteúdo e invista na estrutura

Depois, é hora de definir o formato do infoproduto. Você gosta de escrever? Que tal, então, partir para os conteúdos em forma de ebook? Prefere se comunicar verbalmente? Talvez a modalidade de vídeos seja a melhor (ou, ainda, a de podcasts).

O legal dos infoprodutos é que eles não precisam necessariamente seguir um único formato. Nada impede que você lance um curso em vídeos e também disponibilize materiais adicionais em ebook, por exemplo.

Bom, após produzir o conteúdo, é importante saber onde disponibilizá-los para, efetivamente, vendê-los.

plataformas digitais que oferecem um sistema de loja virtual disponível 24h (com carrinho de compras e formas de pagamento), onde o cliente pode selecionar e comprar o conteúdo com bastante facilidade. 

5. Divulgue na internet

Para finalizar as dicas de como criar um infoproduto, vamos falar da divulgação. Afinal, se você já produziu um conteúdo maravilhoso, é hora de fazer com que as pessoas conheçam o seu trabalho.

Hoje, o marketing digital é muito acessível e traz ótimo retorno sobre o investimento, já que dá para acompanhar as campanhas em tempo real e fazer correções, caso necessário. Sem contar que o valor pago é mais em conta do que as mídias tradicionais!

Se você optar por dar aulas em vídeo e hospedá-las em uma plataforma, pode divulgar criando posts nas redes sociais – que devem direcionar o usuário para a página do seu curso.

O Gerenciador de Anúncios do Facebook é uma das ferramentas para fazer essa gestão. Lá, é possível definir a verba e o período do anúncio, além de escolher a idade, a região geográfica e os interesses do seu público. 

Quer saber mais? Assista a esse vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=hbKXQgWjxt8

Outras opções de investimentos são os posts e stories patrocinados no Instagram, o anúncio de palavras-chave nas pesquisas do Google e a propaganda nos vídeos do YouTube.

Gostou de entender como criar um infoproduto?

Então é hora de colocar os 5 passos em prática! Esperamos que esta matéria tenha te ajudado a ver como o infoproduto pode ser uma alternativa bem lucrativa para você. Boa produção e boas vendas!

Este conteúdo foi escrito pela equipe da EAD Plataforma, uma plataforma online de ensino a distância que te permite criar e vender cursos na internet. Simples, intuitiva e com preço acessível, a EAD Plataforma atua no mercado desde 2014 e já conta com mais de 1200 clientes. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *