5 tendências para o varejo do futuro

O modo de comprar no varejo na próxima década será bem mais funcional e interativo.

Fazer vendas on-line será muito mais fácil e vantajoso para todos os lojistas. Os varejistas devem apostar em um serviço personalizado e na implementação de novas tecnologias para continuar atraindo consumidores. 

A busca pela fidelização de clientes irá impulsionar o uso de ferramentas para otimizar a experiência dos consumidores. Abaixo, vamos mostrar uma lista com algumas tendências do varejo para 2020, confira.

Compras sustentáveis 

Os consumidores devem buscar comprar produtos e serviços de empresas que assumam publicamente as suas responsabilidades sociais, ecológicas e econômicas. A nova geração de clientes é bastante exigente, preocupando-se em impedir ações maléficas nas relações de trabalho e no meio ambiente. 

Além do setor de alimentos, o consumo sustentável deve intensificar-se em 2020, popularizando-se. Os varejistas devem estar prontos para suprir uma forte demanda por produtos e serviços sustentáveis. Essa é, com certeza, a garantia de muitas vendas e novos clientes fidelizados no varejo. 

O levantamento In Brands We Trust, de 2019, realizado pela Edelman, mostra que as empresas de todo o mundo devem adotar e cobrar uma postura firme de seus fornecedores e parceiros em relação ao impacto ambiental e social de seus produtos e serviços. 

Criação colaborativa

Cada vez mais os consumidores devem assumir um papel de responsabilidade com os produtos e os serviços que consomem. Além de comprar e exigir posicionamento das empresas, os clientes devem participar, cada vez mais, da criação e da elaboração de novos produtos. 

Este é um desejo da maioria dos consumidores. Assim, as empresas devem apostar nisso para vender mais nos próximos anos. O app Studio Connect, da Target, por exemplo, já permite a participação de clientes na criação de produtos. 

Outro exemplo é o cartão Credicard Beta, em que usuários convidados poderão testar funcionalidades de uma versão de avaliação, dando sugestões e opiniões. A própria Credicard já ressaltou que a versão final do cartão levará em conta as opiniões da comunidade Beta.

Carteiras digitais 

As carteiras digitais devem se tornar uma realidade no varejo nos próximos anos. Em 2020, diversas redes de supermercados, farmácias e empresas de outros segmentos estão começando a aceitar o pagamento de compras por meio de softwares como o Pic Pay. 

Por serem mais práticas e seguras, a tendência é que, nos próximos anos, as carteiras digitais possam praticamente acabar com a necessidade do uso de cartões físicos para realizar compras. 

Aliada a outras tecnologias, como o uso de QR Code e a NFC (pagamento por aproximação), as carteiras digitais devem se tornar verdadeiras febres nas vendas do varejo. 

Biometria 

O uso de biometria também será cada vez mais comum para fazer compras nos próximos anos. Com a aposentadoria de cartões de crédito e débito, além da disseminação do uso de carteiras digitais, utilizar a biometria de mão ou digital se tornará uma realidade. 

Isso não será tão difícil de acontecer, já que o grande público utiliza habitualmente a biometria para acesso bancário em caixas eletrônicos. O recurso é mais uma tecnologia que deve facilitar as compras, trazendo mais segurança contra fraudes e agilizando o atendimento. 

Open banking 

O open banking vai democratizar de vez o setor financeiro. O desenvolvimento de novos produtos, feitos 100% por varejistas, deve criar novas fintechs no mercado. Com elas, as empresas devem ter mais poder sobre os clientes, já que terão acesso aos dados e ao histórico de crédito dos consumidores. 

A adoção do open banking será decisiva para a criação de mais produtos e serviços personalizados, que possam atender as necessidades dos clientes em diversos segmentos de mercado. 

Texto: Gear Seo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *