Cartão de Crédito: Aprenda a administrar os gastos!

O Cartão de Crédito é um importante aliado do brasileiro. Afinal, podemos usá-lo de inúmeras maneiras. Mas, e quando o amigo se torna vilão?

Muita gente sonha em ter um bom limite no cartão de crédito. E não é para menos, pois com um cartão é possível comprar produtos mais caros de forma parcelada e assim realizar sonhos antigos.

Aquela geladeira, um sofá, a televisão ultrapassada. Enfim, comprar produtos caros, tornaram-se mais fáceis para quem possui um bom limite no cartão. Mas, e quando chega a fatura? Esse é um problema que acaba tirando o sono de muita gente.

Cartão de crédito, de aliado a inimigo

Usar o cartão é bom, mas se mal conduzido pode transformar a nossa vida em um verdadeiro inferno astral. E não é para menos, pois os juros são bastante agressivos, podendo nos colocar em um endividamento sem fim.

Por essa razão, é imprescindível saber controlar as despesas. O primeiro passo portanto é não menosprezar nem R$ 1,00 dos gastos mensais. Explico.

Imagine que você ganha R$ 2 mil. Está precisando trocar a televisão, o sofá e a geladeira. Agora vamos imaginar que você foi até uma loja e comprou uma televisão parceladamente, e o valor da parcela ficou em R$ 300,00.

Sendo assim, você achou que não ficou caro e decidiu também comprar um sofá e uma geladeira, pois estava ansioso para trocar logo esses itens em casa. Cada qual gerou mais uma parcela de R$ 350,00 reais.

Note que a somatória das três parcelas atingiu o valor de R$ 1 mil, ou seja, 50% do seu salário. Aí, no mês seguinte, no momento de pagar, houve um imprevisto com o motor do carro. E agora?

Reparou que várias parcelas pequenas podem ser corrosivas no orçamento mensal? Essa é uma das principais razões que faz muita gente se endividar no cartão. Pois a solução que encontram é pagar o mínimo da fatura.

Evite pagar o mínimo da fatura, ou terá complicações

Um dos maiores problemas que leva muita gente ao endividamento no cartão de crédito é o pagamento mínimo da fatura. Isso precisa ser evitado a todo custo. Pois, os juros nesse caso chegam a beirar os 13% mensais.

É preferível, portanto, fazer um planejamento e optar pelo parcelamento da fatura, embora essa também não seja uma das melhores alternativas, visto que os juros do parcelamento apesar de inferiores também são bastante corrosivos.

O ideal é procurar controlar os gastos. Seja através de um software, seja através de uma planilha em Excel. Atualmente, os aplicativos das operadoras de cartão são bastante intuitivos o que possibilita ao cliente melhorar esse controle.

Todavia, é importante ressaltar que ao realizar um controle de gastos é crucial deixar um espaço para imprevistos. Pois um pneu pode furar, o carro pode ter que ir para oficina, enfim, há uma série de coisas que podem acontecer durante o mês.

Administrando os gastos no cartão de crédito

Conforme antecipamos, atualmente algumas administradoras de cartão oferecem um aplicativo intuitivo onde é possível acompanhar e controlar os gastos mensais.

Fora isso, é importante que você desenvolva um controle de todas suas entradas e saídas durante o mês. Faça uma previsão dos gastos fixos como aluguel, água, telefone, internet, prestação de carros, entre outros.

Subtraindo a despesa fixa da receita, você saberá o quanto irá sobrar no mês. Desse valor, sempre procure gastar no máximo 80% a 90%, pois como dissemos, imprevistos não tem hora para acontecer.

Um outro ponto importante é evitar compras por impulso. Muitas vezes é nesse momento que acabamos gastando mais do que podemos, e comprometemos nossa renda futura. Por isso, todo gasto precisa ser racionalmente pensado.

Também é fundamental somente contar com receitas fixas futuras. Isso quer dizer, que contar com um dinheiro extra que vai entrar, com possíveis ganhos que podem ocorrer é bastante perigoso.

Desse modo, com bastante critério é possível transformar o cartão em um importante aliado no mês. Pois, como vimos o problema não está no cartão de crédito em si como muitos acreditam, mas sim na maneira como ele é utilizado.

Nesse sentido, procurar administrar os gastos no cartão de crédito de forma consciente é um passo para evitar grandes endividamentos que podem comprometer inclusive a tranquilidade financeira de uma pessoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *