Business Model Canvas o que é e como aplicar

Business Model Canvas: o que é e como aplicar

Uma mente criativa é responsável por gerar novas ideias. E essas ideias precisam sair do papel. Quem atua no mundo corporativo sabe o quão complicado é executar uma estratégia. Foi com o intuito de minimizar o risco e traçar um caminho viável, que surgiu o Business Model Canvas.

Então, neste artigo você vai percorrer a jornada para sair do brainstorming e partir para a ação, com uma ferramenta prática e útil, que pode te ajudar em diversos momentos dentro da sua empresa.

Desenvolver a ideia e executar o planejamento é algo que demanda tempo, disposição física e mental. Para ganhar nesses quesitos, com praticidade, o ideal é optar pela construção de um plano de negócios.

Para garantir que as suas ideias se transformem em projetos de sucesso, você deve ter uma visão ampla, abrangente e detalhada do mercado, bem como dos seus produtos, serviços e da cartela de clientes que fazem parte da sua empresa e anotá-las no Modelo Canvas para visualizar essas características.

O que é o Business Model Canvas?

Também conhecido como Modelo de Negócio Canvas, o Business Model Canvas é uma ferramenta visual estratégica para direcionar equipes, empreendedores ou qualquer pessoa que queira estabelecer uma nova ideia.

Este processo foi criado pelo suíço Alexander Osterwalder. Empreendedor, palestrante, consultor e teórico da administração, ele acreditava que era necessário ter uma forma visual para esboçar projetos, pois no momento em que se começa a desenhar o modelo é que as discussões se tornam claras.

A partir de um mapa visual pré-formatado, ele dá suporte necessário para relacionar todos os pontos básicos de uma empresa, como clientes, oferta, infraestrutura e viabilidade financeira. De modo geral, ele é um resumo das definições-chave de um projeto.

Como funciona esse modelo?

Modelo de Negócio Canvas

O quadro de modelo de negócio Canvas é organizado em blocos para ser preenchido, apresentando nove fatores-chave de um empreendimento: 

  1. Parcerias-chave;
  2. Atividades-chave;
  3. Recursos-chave;
  4. Proposta de valor;
  5. Relacionamento;
  6. Canais;
  7. Segmentos de clientes;
  8. Estrutura de custos;
  9. Fontes de renda. 

Abaixo, conheça cada um:

1. Parcerias-chave 

Este bloco representa os parceiros/fornecedores que fazem parte da empresa. É necessário definir com clareza quais companhias gostaria de contratar como parceiras, pois elas são essenciais para oferecer um produto ou serviço atraente aos consumidores finais.

2. Atividades-chave

Diz respeito ao que a empresa faz, ou melhor, às principais tarefas que serão exercidas para entregar o que foi combinado com o cliente. 

Exemplificando, uma agência de marketing pode inserir: desenvolvimento de tráfego pago, conteúdo para redes sociais, criação de sites ou landing pages.

3. Recursos-chave

Relaciona-se com tudo que é preciso para entregar o que foi prometido ao cliente. Por exemplo, matéria-prima, cursos profissionalizantes ou equipe qualificada.

4. Proposta de valor

A proposta de valor vai além do produto. Neste bloco, é interessante que você defina os benefícios que pretende entregar com seu produto e o diferencial que você oferece para que as pessoas se interessem por seu produto.

5. Relacionamento

Com este bloco, o objetivo é definir como a empresa vai conquistar e manter um bom relacionamento com os seus clientes. Pode ser por meio do atendimento presencial, ou digital, por exemplo.

6. Canais

De modo geral, este item vai determinar como seus produtos e serviços serão vendidos, podendo ser por meio do atendimento presencial, atacado, varejo ou site de vendas, por exemplo.

7. Segmentos de clientes

Este bloco representa o público-alvo. Para preenchê-lo, você deve responder questões relacionadas às características dos clientes: se são pessoas físicas ou jurídicas, idade, classe social e por aí vai.

8. Estrutura de custos

Este bloco é caracterizado pela representação de todos os custos diretos e indiretos para manter o negócio ativo.

9. Fontes de renda

As fontes de receita representam o dinheiro gerado a partir de cada segmento de clientes. Para calcular a receita, os custos devem ser subtraídos da renda para gerar o lucro.

A importância de ter o modelo na sua empresa

Quando você preenche esse modelo com todas as informações, você ganha os seguintes benefícios:

  • Agiliza o processo estratégico;
  • Uma ferramenta simples e de fácil compreensão;
  • Visualização estratégica visando aumentar a competitividade;
  • Organização para a empresa;
  • Estabelece objetivos;
  • Estimula a criatividade e novas ideias;
  • Simplifica processos.

Ademais, é importante esse modelo ser incluído na rotina da sua empresa porque mostra de forma visual como funciona os processos, facilitando a definição de ideias e organizações das ações.

Os empreendimentos que são iniciantes podem utilizar para segmentar os clientes e propor valores específicos para cada um.

Já para as empresas consolidadas, a ferramenta ajuda na avaliação de desempenho do negócio, pois dá informações de forma bastante clara sobre diversos aspectos da organização.

Dicas de como e quando utilizar o Business Model Canvas

A melhor maneira de preencher ou desenhar em uma cartolina o Business Model Canvas, é imprimir o “quadro” e usar o post-its e anotações para preencher os nove blocos.

Vale lembrar que todo o processo de criação do quadro de negócios, é mais interessante e criativo se for feito em equipe para traçar estratégias em conjunto. Assim, surgem mais ideias para analisar cada um dos elementos, e o resultado final pode ser ainda melhor.

Lembre-se que, apesar de ser uma técnica simples, é necessário conhecer minuciosamente o seu negócio. Sendo assim, antes de preencher o Canvas, tire um tempinho para pesquisar e refletir sobre os principais pontos que serão tratados. 

Além disso, busque referências em outras empresas do mesmo segmento para aprimorar as ideias.

Como planejar sua estratégia de marketing?

Depois de conhecer essa ferramenta, o modelo Business Model Canvas é ainda mais indicado para estruturar suas estratégias de marketing digital em agências ou desenvolver ações para os clientes.

O emprego correto do Business Model Canvas facilita a concepção de novos projetos, produtos, sistemas e serviços. Quando você desenha esse modelo, você ganha mais credibilidade para apresentá-lo em uma reunião.

A etapa do planejamento é o que realmente define as ações que você vai realizar como parte de um plano estratégico. Portanto, não pode ser esquecida, mas sim estruturada e muito bem pensada. Aplique as ideias e aumente seus resultados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *