6 mitos ou verdades sobre ar-condicionado automotivo

Quem nunca escutou alguma coisa sobre o ar-condicionado automotivo e se perguntou se aquilo era realmente verdade ou não passava de um mito? 

Na verdade, sempre ouvimos várias coisas sobre peças automotivas do carro e muitas das vezes não sabemos se aquilo é real ou não.

Portanto, neste artigo iremos focar nos seguintes mitos ou verdades:

  • O ar-condicionado gasta mais combustível?
  • O gás do ar-condicionado pode ficar velho?
  • O mau cheiro do ar-condicionado só sai com ajuda profissional?
  • Ele fértil para o surgimento de fungos, bactérias e germes?
  • Ligar ele uma vez por semana auxilia na circulação do gás e do óleo?
  • Desligar ele antes de chegar no destino evita fungos?

Tudo isso com o objetivo de te ajudar a saber o que é realmente verdade e o que não é.

O Ar-condicionado automotivo

A busca por carros com ar-condicionado aumentou muito nos últimos anos, principalmente em cidades quentes. 

No entanto, com essa demanda de procura também surgiram as dúvidas, por exemplo, em quais circunstância o ar-condicionado pode fazer mal à saúde?

E já respondendo essa pergunta, ele não faz mal se a manutenção e troca de filtro estiverem em dia.

1- O ar-condicionado gasta mais combustível?

Verdade, porém, temos que considerar algumas questões aerodinâmicas, que envolvem algumas variantes. 

Ele gasta mais combustível, no entanto, o que determina não é o botão de liga/desliga.

Por exemplo, se o ar-condicionado estiver ligado com as janelas abertas, o consumo vai aumentar. 

Porém, não é só isso, quando o carro ultrapassa 80 km/h, por causa da pressão do vento, o motor precisará de mais velocidade, com isso, o consumo também aumenta. 

Um detalhe: se as janelas estiverem abertas, mesmo com o ar-condicionado desligado, o consumo também aumenta.

2- O gás do ar-condicionado pode ficar velho?

Mito, o gás do ar-condicionado não fica velho.

Essa questão foi levantada porque algumas pessoas comparam o gás do ar-condicionado automotivo com o gás de cozinha.

Porém, não é verdade que sejam iguais. O gás do automotivo não acaba, por isso não tem a necessidade de economizá-lo. E também ele não pode ficar velho.

O que pode acontecer são problemas com vazamento, isso com qualquer tipo de ar-condicionado, seja residencial ou automotivo, devido à compressão e expansão de um gás refrigerante.

No caso de vazamento, é necessário o conserto ou repor o gás. E para prevenir esse tipo de acontecimento, é importante fazer manutenções e revisões periódicas. 

O gás pode não ficar velho, mas as peças automotivas sim.

3- O mau cheiro do ar-condicionado só sai com ajuda profissional?

Mito, o mau cheiro do ar-condicionado pode sair com você mesmo ou um profissional fazendo a limpeza.

Se for você, opte por produtos de qualidade e confiáveis, você pode encontrar no mercado mesmo. São fáceis de usar e muito eficientes na limpeza. 

Sempre leia o rótulo do produto, lá terá instruções de como realizar a limpeza, geralmente são bem simples, mas não deixe de ler.

Mas, caso prefira contratar um profissional, ele irá realizar a limpeza por meio de uma máquina, que dependendo do caso, irá dispensar o uso de produtos químicos, o que é ótimo, pois é um acessório automotivo que afeta diretamente o sistema respiratório.

4- Ele pode ser fértil para o surgimento de fungos, bactérias e germes?

Verdade! É realmente muito importante limpar o ar-condicionado, pois ele pode sim trazer algumas doenças através de fungos, bactérias e germes.

Muitas pessoas só fazem a limpeza do ar-condicionado do carro quando ele está exalando odores estranhos, porém, isso contribui muito para o acúmulo de germes, bactérias e fungos. 

A falta de higienização desse acessório pode causar doenças respiratórias e prejudicar a saúde.

É só pensar logicamente, o ar-condicionado automotivo filtra o ar dos carros, então tudo que houver no carro irá para o filtro, como mofo, fungos, odores de cigarro, comida, pelos do bichinho de estimação e outras partículas. 

Tudo isso vai para o filtro, ou seja, a falta de limpeza será um terreno fértil para o surgimento desses organismos.

5- Ligar uma vez por semana auxilia na circulação do gás e do óleo?

Verdade! Principalmente, nas épocas mais frias, ligar o ar-condicionado pelo menos uma vez por semana durante uns dez ou quinze minutos pode evitar o ressecamento das mangueiras, dos ventiladores e dos selos de borracha.

Além disso, faz com que o compressor permaneça lubrificado.

6- Desligar ele antes de chegar no destino evita fungos?

Sim, esse ponto é verdade mesmo que alguns achem que seja um mito. 

Desligar o ar-condicionado do carro antes de chegar no local e deixar apenas no modelo de ventilação pode ajudar a evitar a proliferação de fungos.

Visto que isso ajuda a secar a umidade do sistema que pode gerar fungos e bactérias no filtro, que oferecem riscos à saúde.

Contudo, mesmo com mitos e verdades esse recurso não deixa de ser um facilitador na vida de quem precisa passar muito tempo no veículo e não quer sofrer com as mudanças climáticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *