reforma

5 Dicas Essenciais Para a Sua Reforma Residencial

Se você pretende investir em uma reforma residencial em breve, é de suma importância que você leve em consideração as dicas que separamos neste artigo.

E sabe por quê? Porque uma reforma desse tipo precisa ser bem pensada e planejada. Caso contrário, problemas, imprevistos, atrasos, desperdícios e gastos extras poderão surgir – o que, claro, ninguém quer.

Por isso, é essencial que antes de dar início a sua reforma residencial, você se atente às seguintes dicas:

Reforma residencial: 5 dicas essenciais

Dica 1: planejamento

Como dissemos no início, uma reforma residencial precisa ser bem planejada.

Então, antes de sair comprando os materiais e/ou contratando profissionais para a obra, é fundamental se planejar.

E para isso, você precisa dar atenção a três aspectos:

  1. Estabelecer o que realmente vai ser feito;
  2. Pesquisar todos os gastos envolvidos e estabelecer um orçamento adequado, um teto máximo para a obra não sair do controle;
  3. E criar um cronograma – de preferência junto com o profissional ou a equipe que vai trabalhar na reforma – afinal, a obra precisa de uma data para começar e de uma data para terminar.

Observação: para estabelecer o orçamento, além de pesquisar quais são os custos, é essencial anotá-los em uma planilha, em um aplicativo ou em um papel para ter uma noção mais clara e realista da quantia que você precisará desembolsar.

Dica 2: etapas

Tentar “ganhar tempo” fazendo diferentes reformas tudo de uma só vez, pode ser uma péssima escolha. Isso porque, uma pode atrapalhar ou afetar a outra, gerando assim atrasos, gastos não planejados, desperdícios e estresse.

Por isso, a segunda dica para você é: faça a sua reforma residencial em etapas, uma coisa de cada vez. 

Assim, será muito fácil de organizar e acompanhar o andamento de cada obra, fora que o transtorno será menor, visto que o trabalho ficará concentrado em um cômodo de cada vez.

Então, em vez de começar com obras no quarto, no banheiro e na cozinha, comece, primeiro, com a reforma no quarto, depois que terminada, parta para o banheiro e, por fim, vá para a cozinha.

Imagina ter que lidar com todas as reformas juntas? Além de sair mais caro, provavelmente acabaria afetando a sua saúde mental, pois obras/reformas não são lá as coisas mais tranquilas e agradáveis do mundo.

Dica 3: mão de obra 

Outra dica essencial para a sua reforma residencial, é se atentar a mão de obra, afinal, você precisa escolher profissionais qualificados, que, de fato, vão fazer um bom trabalho e atender às suas expectativas.

Sendo assim, é de suma importância que você pesquise bastante, peça referências/indicações e escolha os profissionais com critério, não só olhando para o preço que cobram.

E essa escolha se torna ainda mais relevante, se a sua reforma envolver reparos na infraestrutura, por exemplo, na parte estrutural, elétrica e/ou hidráulica da casa, ou do apartamento, afinal, esses tipos de reforma não podem ser feitos por qualquer pessoa. 

Então, por exemplo, se a sua residência está precisando de uma reforma ou manutenção na parte elétrica, é fundamental que você encontre um profissional habilitado para executar esse tipo de serviço.

Assim, ele poderá fazer todas as análises e verificações necessárias, elaborar o laudo elétrico para demonstrar que as instalações estão em conformidade com as normas e legislações vigentes, bem como utilizar os materiais e equipamentos adequados para realizar o serviço.

Dica 4: materiais

Assim como a mão de obra, os materiais escolhidos para a sua reforma precisam ser de qualidade.

Sabe a famosa frase “o barato pode sair caro”? Pois então, se você não quer passar por isso, é de suma importância que você escolha, com muito cuidado, os materiais que serão utilizados na obra.

Se você olhar apenas o preço, o resultado pode não sair como o esperado, você pode correr riscos em relação à proteção e segurança, e talvez você tenha que trocar os materiais em pouco tempo ou fazer uma outra reforma.

Portanto, se você não quer passar por essas situações, não escolha qualquer material para a sua reforma residencial – é claro que você não precisa comprar só das marcas mais caras, porém, é importante avaliar tudo com muito cuidado e pedir indicações, de modo a encontrar bons custo-benefício.

E para isso, você pode, ou melhor, deve utilizar a internet, afinal, com alguns cliques você consegue acessar diferentes lojas, comparar preços e verificar comentários de pessoas que já adquiriram os materiais que você está buscando.

Dica 5: imprevistos

Mesmo que você faça um excelente planejamento e siga à risca todas as dicas anteriores, infelizmente imprevistos podem acontecer em sua reforma.

Às vezes, pode ser algo pequeno, que pode ser resolvido rapidamente e sem comprometer tanto o seu orçamento. 

Contudo, há problemas que podem ser maiores e lhe gerar grandes dores de cabeça, bem como gastos além do esperado.

Por isso, a quinta e última dica para a sua reforma residencial é: esteja preparado para imprevistos e ciente de que eles podem acontecer.

Dessa forma, você não será pego de surpresa e nem terá a sua obra prejudicada!

Já pensou ter que interromper uma obra no meio do caminho, por conta de algum imprevisto que você não sabe o que fazer ou como lidar? Não seria nada agradável, não é mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *