Conhecendo mais sobre a segurança no trabalho

Após anos sem nenhuma especificação ou apoio aos trabalhadores que necessitavam de maiores cuidados por conta de seus trabalhos e cargos de riscos e diversos acidentes e mortes, a indústria começou a repensar formas de como melhorar essa qualidade de vida dos funcionários no trabalho.

E assim, ao passar do tempo, com pesquisas e planejamentos, surgiu uma nova área, que iniciou sua atuação no ramo da segurança. Empresas de consultoria em segurança do trabalho começaram a surgir e os empregados começaram a conquistar direitos e exigências específicas que antes não tinham por conta da falta de normas.

Mas, o que é especificamente, a empresa de consultoria em segurança do trabalho?

Uma empresa de consultoria em segurança do trabalho é basicamente a solução de vários problemas implicados em trabalhos perigosos.

Sua contratação atua principalmente no auxílio às empresas que devem se enquadrar na implementação e cumprimento de normas de segurança, assim como manda o Ministério do Trabalho (MTE).

Devem buscar e obter resultados que sejam positivos em relação a diminuição e/ou neutralização de riscos de vida e doenças nos processos de produção de mão de obra.

Esses processos de melhoria ainda estão em desenvolvimento nas empresas de nosso país, que estão buscando diversificar e acertar no implemento das normas obrigatórias, principalmente por causa das fiscalizações que o MTE tem realizado para verificar as condições de demandas de trabalho.

Esse processo pode-se dizer natural do ser humano. A busca de inovações e exigências para melhorias trabalhistas e pessoais é algo oriundo do ser humano. E, como isso acontece diariamente na vida, não seria diferente em uma área tão importante como essa atualmente.

Com o aumento do nível de requisitos, algumas normas começaram a ser criadas para que todos os trabalhadores tivessem os mesmos direitos e oportunidades de segurança em seu trabalho. A partir daí, foi criado o sistema nomeado e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual).

Entendendo melhor o EPIs

Os equipamentos de proteção individual se tornaram um conjunto de medidas de segurança para priorizar a proteção de cada indivíduo que irá ocupar-se no local em que correrá riscos.

Esse sistema básico de materiais de segurança foi criado para que cada funcionário, porte todos os equipamentos de segurança contra quedas e acidentes em seu local de trabalho, da cabeça aos pés.

Os materiais devem ser fornecidos pela empresa que o colaborador é contratado, assim como cursos e treinamentos de como deverão ser utilizados. O EPIs possuem uma lista completa, mas nem todos têm a necessidade que usar tudo o que é pedido.

Quais equipamentos estão inseridos na lista dos EPIs?

  • Vestimentas de corpo inteiro;
  • Luvas de proteção;
  • Máscaras;
  • Capacete;
  • Botas entre outros.

Especificação de alguns itens importantes dos equipamentos de segurança

Luva de aço: as luvas de proteção epi são fabricadas com linhas de aço inoxidável e não possuem costura. Com isso, a penetração de objetos cortantes evita cortes de materiais extremamente afiados.

Esse material costuma ser usado em açougues por conta do corte de carne, em construções para manuseio de materiais pontiagudos e cortantes, indústrias pesqueiras, segmentos alimentícios, entre outros setores.

Corda de sisal: o Sisal é uma planta que pode ser retirada para a produção de diversos materiais como tequila, remédios, tapetes e ter utilidade em empresas para cargas pesadas.

Esse material tem uso de diversos segmentos da indústria por ser altamente resiste. Você pode pesquisar corda de sisal onde comprar e ter na sua própria casa para construção de balanços ou caso necessite dela para fins de construção

Bota: assim como no protocolo, a bota epi é diferenciada para seu uso. Ela é resistente, sua fabricação é composta por uma biqueira produzida em chapa de carbono e tem acabamento eletrostático.

Esses materiais fazem com que ela seja altamente resistente a contra grandes impactos, objetos perfurantes, produtos químicos ácidos quem corroem materiais e evita diversos escorregões que podem ser fatais.

Laborar com o capital humano é repleto de diversos detalhes mínimos que devem ser respeitados e seguidos para preservar o maior patrimônio que a empresa possui: o trabalhador. Sem trabalho não há produção, e sem produção não há indústria e comércio que se sustente.

Com respeito ao seu funcionário e cumprimento de normatizações regulamentadoras do MTE, seu ambiente de trabalha ficará mais seguro e funcional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *