Você sabe como montar uma carteira de alta performance

Você sabe como montar uma carteira de alta performance?

Ter uma carteira de alta performance é fundamental para ajudar a resistir às crises e oscilações do mercado.

Quem é investidor sabe que ter uma carteira de investimentos de alta performance é fundamental para resistir às crises e não sentir o impacto das oscilações do mercado financeiro. Mas como montar essa carteira de alta performance?

O segredo para conquistar isso é a diversificação. Isso mesmo! Mas se você pensa que basta apenas diversificar a carteira de investimentos com ativos tradicionais do mercado financeiro, a exemplo de ações, títulos de venda fixa, está enganado(a).

A chave está nos investimentos diretos em setores promissores da economia e com grandes chances de gerar renda, como o mercado imobiliário e o agronegócio, por exemplo, além dos ativos tradicionais e projetos que geram renda da economia real.

Para te ajudar nesse sentido, preparamos a seguir um passo a passo de como montar uma carteira de investimentos de alta performance.

Como montar uma carteira de investimentos desse tipo?

Confira as principais etapas de como montar uma carteira de investimentos de alta performance que te ajudará a ter retornos acima da média. Entre os principais passos, estão os seguintes: 

1º: Estabeleça prioridades

O primeiro ponto para montar uma carteira de investimentos é a definição clara dos objetivos de investimento. Isso deve levar em consideração metas de curto, médio e longo prazo.

Esse passo é de grande importância, antes mesmo da escolha dos ativos da carteira, pois fatores como volatilidade e rentabilidade apresentam variação a depender do perfil de risco de cada investimento, assim como do prazo.

Dessa forma, se a sua prioridade principal é ter uma alta rentabilidade, é preciso estar preparado para uma maior volatilidade, ou seja, um grau maior de risco e, até mesmo, para abrir mão da possibilidade de disponibilidade imediata dos recursos.

Para te ajudar a definir esses objetivos, apresentamos abaixo os mais comuns de investimentos:

  • Curto prazo: formar uma reserva de emergência;
  • Médio e longo prazo: diversificar fontes de renda;
  • Longo prazo: complementar a previdência.

Para uma reserva de investimento, por exemplo, a modalidade de investimento mais indicada é o Tesouro Selic. Entre suas principais vantagens estão a segurança, rentabilidade baixa, liquidez, baixa volatilidade e isenção de taxas até R$10.000.

Entretanto, se a Selic estiver abaixo da inflação, você pode perder poder aquisitivo. Sendo assim, uma dica é investir um pouco da reserva de emergência no Tesouro IPCA+ que vai te proteger da inflação e oferecer uma boa rentabilidade fixa.

Outras opções para reserva de emergência são os títulos privados com liquidez diária e protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), e até mesmo a poupança, que permite ter dinheiro de forma rápida.

2º: Escolha seu perfil de investidor

Com os objetivos e metas definidas, o próximo passo é definir o seu perfil de investidor: conservador, moderado ou arrojado.

Perfil conservador

Se você não quer ficar suscetível às oscilações do mercado, o seu perfil é conservador. Você deve buscar opções menos voláteis e seguras. Alguns dos principais ativos da carteira de um perfil conservador são:

  • Créditos de Depósito Bancário;
  • Títulos do Tesouro Direto;
  • Debêntures de empresas com boa classificação de risco ou incentivadas;
  • Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio.

Entretanto, se você acha que não se encaixa nesse perfil, listamos os outros a seguir!

Perfil moderado

Você se enquadra no perfil moderado se possui uma tolerância maior ao risco e quer opções de investimento com uma rentabilidade maior do que os índices de referência do mercado no médio prazo. 

Fundos de investimento, como renda fixa, fundos imobiliários e multimercado e, até mesmo, investimento direto em projetos da economia real são ótimas opções.

No caso dos investimentos diretos, chamados de investimentos alternativos, além da rentabilidade que pode superar os 20% ao ano, são menos voláteis, pois não possuem correlação com o mercado financeiro. 

São conhecidos como ativos reais, pois não são oferecidos por instituições do mercado tradicional. Nos investimentos alternativos, a exemplo do crowdfunding, você financia ou se torna sócio de projetos promissores, com ótimos resultados. 

Essa modalidade de investimento é ofertada por plataformas de financiamento regulamentadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Perfil arrojado

Por fim, se você não tem riscos, o seu perfil é arrojado. Nesse caso, boas opções de investimentos são os ativos internacionais, como ETFs ou fundos cambiais que invistam ao menos 80% da carteira em ativos relacionados a moedas estrangeiras.

Além disso, é possível citar também os fundos de investimentos, que são alternativas estratégicas e inteligentes para quem busca diversificar a carteira, e têm se tornado populares no mercado.

Os fundos de investimento, que são uma modalidade de investimento coletivo, possibilitam a diversificação da carteira por meio de diferentes ativos e de apenas uma aplicação.

Podemos destacar como fundos de investimentos mais usados por investidores comuns:

  • Fundos de investimento em ações;
  • Fundos de renda fixa;
  • Fundos de índice;
  • Fundos de investimento cambial;
  • Fundos multimercado.

Esses são os perfis investidores, cabe a você escolher o que melhor se encaixa no seu plano de vida e de investimento.

3º: Diversificar

Como citamos logo no início deste artigo, a diversificação é um dos aspectos mais importantes para que você tenha uma carteira de alta performance. Nesse sentido, os investimentos diretos na economia real não podem faltar.

Diferentemente dos “papéis”, que podem ser vendidos e comprados, os investimentos diretos são projetos promissores, nos mais diversos segmentos, que podem ser tirados do papel por meio do crowdfunding.

O crowdfunding ou financiamento coletivo consiste na união de pessoas para a concretização de projetos. Modalidade regulamentada pela CVM, proporciona benefícios para os investidores, que conseguem ter uma rentabilidade maior que as opções tradicionais do mercado.

Conclusão

Para ter projetos promissores e com ótimos resultados na sua carteira, é necessário buscar plataformas de investimento regulamentadas pela CVM, como a Bloxs, que possui experiência nessa modalidade e diversos projetos com ótimos resultados.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *