Ter o chefe nas suas redes sociais é um erro? Descubra!

As competências profissionais são cruciais para um bom desempenho nas empresas, mas será que só elas são suficientes?

Cada vez mais as soft skills são valorizadas na escolha de profissionais e até mesmo seu comportamento na vida real e virtual podem interferir em seu trabalho.

As redes sociais são motivos de muitas dúvidas na relação profissional x pessoal e no limite de até onde a empresa pode ou deve se basear nela sobre seus profissionais.

E, se lidar com as pessoas do trabalho – especialmente os chefes – muitas vezes já não é tarefa fácil no escritório, será que essa relação precisa ir para a rede social?

Superiores e redes sociais

A relação líder e liderado é uma relação profissional e de dentro da empresa, mas que por vezes ultrapassa para a rede pessoal com “simples” pedidos de adicionar no Facebook ou seguir no Instagram, por exemplo.

Se no LinkedIn esse não é um problema, afinal, lá é a rede para os profissionais, ter o chefe em outras plataformas virtuais pode ser um problema?

Uma pesquisa da Randstad mostrou que 86% dos profissionais no país estão conectados com colegas de trabalho em redes sociais pessoais.

Quando falamos de chefe, porém, a conexão é um pouco mais tímida, existindo entre 58% dos participantes.

O Facebook e Instagram são redes que requerem mais intimidade e expõem mais as pessoas.

É claro que cada relação é uma e não existe ou errado para a lista de amigos nas redes, porém, a grande dica é evitar adicionar o chefe ou pessoas do trabalho com quem não exista uma relação próxima o suficiente fora do ambiente profissional.

Por outro lado, se é o chefe que pede para te adicionar na rede social, a situação é diferente. É claro que ninguém é obrigado a aceitar, porém, é possível que surjam perguntas ou comentários sobre a rede vindos do chefe.

Nesse caso, a sugestão é aceitar o convite e interagir pouco com o novo amigo.

Em alguns casos, pode ser até interessante tirar o chefe da sua lista de amigos que recebem suas publicações, por exemplo, assim não há comprometimento na relação pessoal x profissional.

Cuidados com as redes sociais

É claro que as redes sociais são ambientes pessoais, mesmo assim é preciso ter cuidados, especialmente se existem pessoas da empresa em sua rede.

Reunimos algumas dicas para que você olhe para suas redes sociais:

  • É interessante tomar cuidado ao falar mal de empresas, colegas, chefes e pessoas do ambiente, afinal, qualquer um pode ver o que é falado, certo?
  • Não divulgue informações sigilosas e mantenha dados e informações da empresa fora das redes.
  • Evite estar nos centros das grandes discussões nas redes e isso vale não apenas para a saúde profissional, mas também para a saúde mental.
  • Confira suas definições de privacidade. No Facebook ou nos stories do Instagram, por exemplo, é possível definir a lista de pessoas que vão receber suas publicações, portanto, é fácil retirar o chefe para evitar exposições da sua vida fora do escritório caso faça sentido para você.
  • Quando falamos em postagens, é comum que existam casos de pessoas que já foram demitidas por falas e posicionamentos na rede, certo? É claro que uma empresa não vai – ou não deveria – demitir um colaborador por simples memes de trabalho, mas lembre-se que posturas racistas, preconceituosas, intolerantes entre outras, são crimes e não opinião, portanto, na rede ou na vida, é preciso repensar sobre essas ações!
  • Não utilize a rede para bajular ou puxar saco dos chefes. Se isso já é ruim pessoalmente, imagine pelas redes?

Entenda sua posição na empresa e busque saber se existem regras ou direcionamentos para as redes sociais dos colaboradores.

Cada posição exige uma forma de agir na internet, mas lembre-se, a sua rede social pessoal é apenas sua e não se deve privar de viver nela por receios profissionais, certo?

Você tem seu chefe nas redes sociais? Como seus superiores lidam com a relação online no mundo do trabalho?

Fique atento às nossas dicas e não erre virtualmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *