Sonha em ser um piloto? Então saiba tudo sobre esse universo aqui!

Comandar uma moderna aeronave, viajar pelo mundo, conhecer diversos países. Este é o sonho de muitas pessoas que querem ser piloto de avião.

Para quem quer fazer parte deste grupo, precisa saber que alguns cursos são necessários.

Para tornar-se piloto comercial, por exemplo, é essencial ser piloto privado, primeiramente.

Mas, todo esforço é válido, para conseguir a profissão almejada. Continue lendo o artigo e saiba quais são os passos para se tornar um piloto.

Piloto privado

Como já mencionado, quem quer tornar-se piloto comercial, precisa ser, primeiramente um piloto privado.

Mas, como seguir a carreira? Bem, é necessário que você se matricule em escola de pilotagem, com curso homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Para matricular-se é necessário ter no mínimo 18 anos de idade, ter concluído o ensino médio, além de realizar o exame médico de segunda classe, o CMA.

O exame deve ser feito em alguma clínica homologada pela ANAC ou em um hospital da aeronáutica.

Feito isso, o aluno passa a ter o curso teórico para piloto privado, iniciando o contato com os regulamentos de tráfego aéreo.

O curso, leva em média quatro meses, quando o futuro piloto, deverá então, passar por uma avaliação pela banca da ANAC.

Em caso de ter aproveitamento de 70%, poderá dar início ao curso de pilotagem, fazendo as 40 horas de voo, sendo que três delas precisam ser durante o período noturno.

Apesar de ser exigido ao menos 40 horas, tudo vai depender da aprendizagem do aluno. Algumas pessoas podem necessitar de mais tempo.

A conclusão desta etapa dependerá das condições climáticas e da disponibilidade do aluno, como também de aeronaves.

Ao término do curso técnico, o aluno recebe, então, o Certificado de Capacidade Técnica.

Em caso de ser aprovado pela banca da ANAC, o aluno poderá realizar o voo de check, se aprovado, poderá assim, pilotar aviões monomotores em condições visuais.

No entanto, sendo piloto privado, não poderá exercer atividade remunerada na aviação. Desta forma, caso pretenda seguir carreira, é preciso fazer o curso de piloto comercial.

Piloto comercial

Para exercer a pilotagem profissional, é necessário, então, que o aluno tenha mais de 18 anos, ensino médio completo, certificado de avaliação física de primeira classe e o certificado de habilitação técnica de piloto privado.

Assim, o aluno segue para a aula teórica, que, da mesma forma que as aulas de piloto privado, tem duração média de quatro meses, sendo necessário também um índice de 70% de aproveitamento pela banca da ANAC.

Agora, a escola de pilotagem avião, encaminha o aluno para as horas de voo, que devem juntamente com as horas de voo de piloto particular, conter, entre outras, as seguintes atividades:

  • 5 horas de voo por instrumentos;
  • 5 horas de voo em simulador;
  • 5 horas de voo noturno;
  • 70 horas com voo visual, rota e local.

Ao concluir as horas de voo, o profissional deve ser checado por pessoa homologada pela ANAC. Em caso de aprovação, estará apto para ser piloto comercial.

Mas, quem realmente quer seguir esta carreira, precisa saber que os esforços não acabam aqui. É essencial estar sempre atualizado, e se necessário, realizar cursos, sempre que possível.

Caso queira fazer linhas internacionais, saber o idioma inglês é essencial. Não fique restrito ao curso de pilotagem de avião.

A língua universal irá lhe ajudar a comunicar-se com outras pessoas e também a entender muitos conteúdos da área, pois, geralmente, possuem materiais no idioma.

Outra dica, é aproveitar as oportunidades que aparecerem. Mesmo, que não seja em uma companhia aérea que você tanto quer, é preciso começar por algum lugar. Assim, não perca oportunidades.

Além disso, conheça pessoas da área. Este quesito é muito importante para quem quer crescer profissionalmente, lembre-se que você poderá assim, ser indicado para alguma vaga.

Desta forma, é importante que você entenda que a pilotagem profissional de aeronaves, é algo que vai muito além do curso e das horas de prática de voo. É necessário estar atento para atualizar-se sempre.

Pois, com certeza, as companhias aéreas irão dar preferência para pessoas que são realmente devotadas a profissão, que gostam do que fazem e por isso trabalham da melhor maneira, garantindo cuidados que auxiliam, inclusive, na segurança dos passageiros.

E não esqueça, ao matricular-se, veja se a escola é homologada pela ANAC, assim, você não corre risco de perder tempo ou dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *