Segurança

Saiba como garantir a segurança total de seu negócio

A segurança é um requisito muito valorizado por todas as pessoas, presente no instinto de sobrevivência o corpo e a mente tendem a procurar locais que apresentam menos risco a integridade da pessoa.

De forma consciente ou inconsciente o homem busca sempre por lugares, ambientes e pessoas que proporcionam segurança.

Sendo algo natural, a busca pela segurança está presente em todos os projetos e áreas da sociedade, atuando tanto na vida pessoal quanto profissional, muitos são os recursos investidos para que todos se sintam seguros dentro da sociedade.

Dentro das empresas isso não é diferente, as empresas investem tanto na segurança dos colaboradores quanto na segurança de seus produtos.

Dessa forma, elas investem na segurança do local para que não ocorram acidentes e invasões e também na segurança dos processos para que a saúde e bem-estar dos funcionários não sejam negligenciadas.

Como são muitos os objetos e processos necessários, abaixo há alguns dos procedimentos padrões que o negócio precisa realizar para ser seguro a todos.

Projetos contra incêndios

Uma das premissas para a abertura de uma empresa no Brasil é a vistoria do Corpo de Bombeiros, nesta inspeção o estabelecimento é analisado para verificar se ele atende as especificações vigentes por lei relacionadas a estruturas e equipamentos contra incêndios e também se o estabelecimento está condizente com as atividades que serão exercidas no local.

O projeto AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, é um documento obrigatório para toda edificação de uso coletivo, ou seja, todo negócio precisa de um para funcionamento regular.

Emitido pelo Corpo de Bombeiros, ele certifica que a construção possui todas as medidas técnicas estruturais necessárias para promover a segurança a todos que estão dentro e ao entorno do local.

O trabalho é realizado seguindo a legislação e alguns processos, demandas e revalidações, ou seja, são reavaliados periodicamente.

projeto corpo de bombeiros é obrigatório nos seguintes cenários:

  • Construção e reforma;
  • Mudança de ocupação ou uso;
  • Ampliação da área construída;
  • Regularização das edificações e áreas de risco;
  • Construções provisórias (circos e eventos);

Quando existirem ocupações que são mistas, ou seja, uma parte é residencial e outra comercial sem separação de compartimentos, aplica se as exigências da ocupação de maior risco.

O projeto de bombeiro é realizado em 09 etapas, nas quais contemplam o levantamento da área com as devidas alterações que serão necessárias, a execução e por fim a emissão do certificado assegurando o local e seu funcionamento regular.

Pontuando, as etapas são:

  1. Visita técnica (levantamento das informações);
  2. Orçamento;
  3. Projeto arquitetônico ou levantamento da área;
  4. Elaboração do projeto de incêndio;
  5. Implantação do projeto;
  6. Visita técnica;
  7. Encaminhamento do protocolo;
  8. Visita do corpo de bombeiros;
  9. Emissão do certificado.

Algo que é cobrado às estruturas são os equipamentos contra incêndio SP, ou seja, extintores corretos, mangueiras, alarmes sonoros e hidrantes todos estrategicamente posicionados para facilitarem o uso em situações emergenciais.

Além disso, é importante ter luzes de emergência e saídas de emergência sinalizadas, pois o processo de remoção das pessoas do local precisa ser organizado e seguro.

As demais exigências vão variar de acordo com a estrutura e a atividade exercida no local.

Trabalho em Alturas

A segurança do trabalho é responsável por avaliar e fiscalizar os processos e condições de trabalho de todos os colaboradores com o objetivo de realizar mudanças que os torne mais seguro e evite acidentes e doenças crônicas profissionais.

Alguns trabalhos demandas mais processos de segurança, como o trabalho em alturas, no qual os equipamentos de proteção individuais são essenciais, dentre eles há a cinta de ancoragem que é acoplada ao corpo do trabalhador e serve para sua ancoragem.

A ancoragem é o ponto seguro, resistente e estratégico, definido para instalação dos equipamentos adequados para manter a segurança da pessoa que precisa ficar em lugares altos.

Mantendo o colaborador estável, evitando as quedas e outros danos. A fita de ancoragem faz parte do sistema de cabos e fios que são utilizados na ancoragem que é ponto fixo na estrutura. Além desses equipamentos há o capacete, os óculos e as luvas.

É importante ressaltar que os equipamentos de segurança são produzidos de acordo com as normas que estabelecem padrões de segurança e qualidade aos produtos, além disso eles podem ser aplicados em outros cenários que apresentam risco à integridade física do trabalhador.

Investindo em todas as frentes de segurança o estabelecimento funcionará de forma regular, ou seja, de acordo com a lei e a produtividade, valor agregado a marca e qualidade do produto também serão melhores, por isso também é tão importante investir em segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *