Por que um logotipo é importante para o seu negócio?

O logotipo é a imagem de um conceito, o símbolo responsável pela apresentação da marca ou do negócio. Aparece principalmente nas peças gráficas de uma empresa e é formado por dois elementos principais: o ícone e a tipografia (fonte).

Por ser, na maioria das vezes, o primeiro elemento visual que o consumidor tem contato, a primeira impressão sobre o seu negócio, é muito importante que o recurso seja usado estrategicamente.

Neste artigo, separamos as principais características de um bom logotipo e explicamos a importância deste instrumento do marketing para o bem-estar de sua empresa.

Sobre a identidade visual da marca

Imagine que você possua uma empresa recém-criada no setor imobiliário e que precisa de uma boa identidade visual para o site de venda e aluguel de imóveis.

Neste momento é importante que você defina a mensagem que espera transmitir, selecionando elementos visuais que dialoguem com o setor de imóveis e com o público que deseja impactar.

Em vista disso, seja qual for o seu negócio, busque alinhar o branding com as características visuais da empresa, processo que abrange também a criação do logotipo. 

Há empresas, porém, que optam por investir apenas na criação do logotipo, o que pode precarizar o diálogo com os consumidores, que acabam por não conhecer a marca.

Na prática, um bom projeto visual combina o logo com as diversas peças de comunicação veiculadas no site, nas redes sociais, nos produtos, nos uniformes e na frota (se houver).

Por fim, um bom branding informa ao cliente qual é a missão da empresa, o quão formal será o diálogo, sua personalidade, valores, persona etc.

Sobre a escolha de um profissional qualificado

Não é uma boa ideia entregar o principal elemento visual de sua empresa nas mãos de um amador. Isso pode sugerir que você não acredita ou não prioriza a construção de uma imagem sólida para o seu negócio.

Você também pode se perguntar: minha empresa está apenas começando e preciso poupar dinheiro, posso projetar o meu próprio logotipo? 

Essa não é uma boa saída. Imagine que em alguns meses você perceba que o símbolo não representa sua marca da melhor maneira, mas sabe que alterá-lo confundirá seus clientes.

É possível, ainda, que o consumidor que interagiu com o logotipo anterior deduza que a empresa não existe mais, ou que mudou de administração. 

Lembre-se: o valor de marca pode superar até o patrimônio de uma empresa, tamanha a importância dos elementos visuais.

A Nike, por exemplo, é campeã entre as marcas de vestuário mais valiosas do mundo, avaliada em US$ 47,4 bilhões (2019), segundo o ranking da BrandZ.

Sobre o desenvolvimento do seu logotipo

O simples pode ser memorável

Como não desejar uma porção de batatas-fritas ao se deparar com aquele “M” amarelo na fachada do McDonald’s?

Em primeiro lugar, olhe ao redor e observe o caráter estético das embalagens que você utiliza todos os dias. Perceba como a grande maioria mantém uma certa simplicidade e não precisa de muitos elementos para passar a mensagem.

Em vista disso, ao criar o seu logotipo, é importante que você se concentre na principal mensagem que deseja entregar ao público-alvo de sua empresa. Mas, ainda que simples e objetivo, ele precisa ser memorável.

Lembre-se que um logo pode ser adaptado para diferentes formatos, como banners, outdoors e sites. Pode aparecer até no produto em si, como fazem as principais marcas de calçados e vestuário.

Não basta ser durável, precisa ser adaptável

Uma das marcas mais influentes do mercado também possui um dos logotipos mais antigos da história: a Coca-Cola desenvolveu o seu primeiro símbolo no final do século XIX, em 1887.

Mesmo que ele tenha passado por algumas transformações, desde sua primeira versão registrada o logotipo da marca mantém seu estilo cursivo e repleto de fluidez. O vermelho, no entanto, só foi incorporado em meados dos anos 1940.

Note que, mesmo evoluindo e adquirindo novas informações, o logo resistiu ao tempo. Isso porque teve a capacidade de se adaptar e acompanhar as mudanças externas, o que também explica a necessidade de se desenvolver um projeto mais simples. 

Pergunte-se, portanto, se ele funcionará em diferentes veículos, se pode ser estampado em dimensões diferentes, se pode ter uma versão em preto e branco etc. 

Simplicidade não é ausência de cor

Quer cor, mas não sabe por onde começar? Saiba mais sobre a psicologia das cores, conceito que acredita que o comportamento do homem pode ser determinado pelas cores ao seu redor.

Entre as sensações acromáticas, destacam-se as variações de cinza, que costumam denotar sensações de seriedade e sabedoria, e o branco, que denota sensações de limpeza ou pureza.

Já entre as sensações cromáticas, causadas por todas as outras cores do espectro solar, destacam-se o azul, o verde e o amarelo, símbolos da tranquilidade, do bem-estar e do conforto, respectivamente.

No entanto, o conceito explica que as tonalidades podem estar associadas a ideias opostas, uma vez que dependem do contexto a que estão inseridas. Por isso, você deve considerar, além dos significados das cores, a mensagem que a empresa deseja passar. 

Há, ainda, outro elemento a ser considerado durante o processo de criação do seu logotipo: a tipografia. 

Fontes com serifas (traços no fim das hastes das letras) são mais associadas às empresas clássicas, com um tom mais sério. Em contrapartida, as fontes sem serifas são geralmente mais descontraídas e divertidas.

Pronto, agora você já sabe o que deve e o que não deve fazer ao planejar o seu primeiro logotipo. Inicie por uma pesquisa e anote suas ideias, mas não esqueça de procurar por um profissional qualificado!

Texto: Portal Ei Imóvel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *