Passo a passo para organizar o prazo processual

Quem não é da área, pode até não saber, porém, um dos maiores medos do advogado é perder um prazo processual. Para evitar essa situação, a melhor solução é criar uma rotina confiável de acompanhamento de prazos.  

Dessa forma, o acompanhamento de prazos processuais é a maneira mais segura para evitar que o advogado perca um prazo e esteja sempre em dia com as suas obrigações processuais.

Pensando nisso, nós elaboramos esse passo a passo para você conseguir acompanhar os prazos processuais corretamente. Confira!

1º Passo: Esteja de olho nos sites dos Tribunais

Os locais mais seguros para verificar alguma alteração nos prazos processuais são os sites dos Tribunais. Isso porque neles estão as informações sobre mudanças no expediente e modificações nos prazos, permitindo que você se atualize com base na fonte oficial.

Para evitar riscos de perder prazos processuais, o ideal é que você entre, frequentemente, nos sites dos Tribunais, nos Diários de Justiça e nas Portarias e Provimentos. Com isso, você se sentirá muito mais seguro e mais tranquilo.

2º Passo: Simule seus prazos em ferramentas 

Nós sabemos que, embora seja importante, os advogados, muitas vezes, não têm tempo hábil suficiente para entrar nos sites dos Tribunais, bem como para avaliar e controlar todos os prazos.

Assim, para facilitar a conferência, existem ferramentas confiáveis para te ajudar na árdua tarefa de contar os seus prazos processuais, por exemplo, existem calculadoras de prazos processuais confiáveis para essa função e você poderá simular os prazos de acordo com:

  • CPC/15;
  • CPC;
  • CPP;
  • CLT;
  • JEC.

Além dos pontos citados, alguns outros também são de extrema valia. Siga na leitura!

3º Passo: Utilize ferramentas para acompanhamento 

Além de manter a rotina de simular seus prazos, é recomendável acompanhar as mudanças que podem ocorrer.

Por isso, existem ferramentas que te ajudam a acompanhar e que notificam sobre possíveis mudanças que possam ter alterado o seu prazo processual, como assistentes virtuais que te auxiliam no acompanhamento de prazos.

4º Passo: Crie uma agenda de prazos

Muitos advogados já têm o costume de ter uma agenda de seus prazos processuais, e isso é uma prática muito útil para a organização. Você pode fazer isso de forma virtual (existem diversas ferramentas para isso) ou no papel mesmo.

Para que a agenda cumpra o seu objetivo, é necessário que o advogado verifique constantemente os sites dos Tribunais, atualizando-se conforme as mudanças e, claro, os prazos.

Além disso, para facilitar ainda mais, existem ferramentas de Cálculo de Prazos que podem ser sincronizadas com as suas agendas digitais. 

Você se sente seguro ao acompanhar seus prazos?

A tarefa de contar e acompanhar prazos processuais exige um esforço considerável do advogado, principalmente para manter tudo organizado e dentro dos conformes, ou seja, evitando futuras dores de cabeça.

Entretanto, como foi visto, existem formas para simplificar o acompanhamento dos prazos processuais, por exemplo, a utilização de uma boa e completa calculadora de Prazos Processuais.

Não tem segredo: o ideal é manter a organização constante para a verificação dos prazos nos sites dos Tribunais e em possíveis ferramentas. Assim, você se sentirá bem mais seguro e terá mais tranquilidade no seu trabalho. 

 

Esse texto foi produzido pela equipe da Legalcloud, a criadora da Calculadora de Prazos Processuais utilizada por mais de 150.000 profissionais do Direito do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *