Como elaborar um bom plano de negócios baseado em pesquisa de mercado

Quando se fala em empreendedorismo, pensa-se automaticamente em planejamento, e planejamento é sinônimo de plano de negócios. Qualquer tipo de empresa só sai do papel se ela possui um bom direcionamento em relação aos objetivos e os caminhos que serão percorridos. 

É no plano de negócios onde se analisa a viabilidade do negócio, o mercado em que se quer atuar, as estratégias e oportunidades existentes. 

Neste artigo, vamos falar sobre como funciona a dinâmica do planejamento para uma empresa, com base em pesquisas de mercado. Vamos lá?!

Para começo de conversa, o que é um plano de negócios?

O plano de negócios é um documento onde você descreve os objetivos, as estratégias e planos da sua empresa, além de conter todas as informações básicas sobre o que será feito inicialmente, e qual será o plano de ação de curto e longo prazo para seu negócio. 

Além disso, você deve explorar as questões relacionadas às estratégias por trás do seu empreendimento de forma consistente e objetiva, deixando claro o seu propósito em relação ao futuro da empresa. 

Incluindo a pesquisa de mercado no plano de negócios 

O processo de tirar uma ideia do papel e transformá-la em uma empresa, é de fato uma viagem, e o mapa é o plano de negócios. 

E durante sua elaboração, as pesquisas de mercado são muito importantes para se obter informações sobre o cenário em que você pretende inserir sua empresa.

A pesquisa de mercado pode ser considerada a primeira etapa do plano de negócio, pois é a responsável pela avaliação do potencial do empreendimento após a definição do público-alvo.

Durante esta etapa, você deve se perguntar se existe uma necessidade real que o seu negócio possa suprir, se há pessoas que necessitam do que você estará ofertando (produto ou serviço) e a concorrência que será enfrentada. 

Investigue também a opinião dos consumidores, faça um bom benchmarking e deixe todas essas informações registradas no plano de negócios.

Também é importante buscar informações detalhadas sobre quem é o seu cliente, onde ele está, se é pessoa física ou jurídica, como ele se comporta e o que está procurando no mercado. 

Para levantar essas informações, elabore questionários, entrevistas, e converse com clientes em potencial, além de fazer uma análise do público da concorrência. 

Todas essas informações traçam um panorama do mercado e são um indicador que mostra se a empresa está indo pelo caminho certo para conquistar os futuros clientes. 

Por meio dos resultados, é possível estabelecer as ações de promoção e marketing para que o seu negócio conquiste espaço entre os consumidores.

A importância da continuidade

Existem muitos outros detalhes que permeiam um plano de negócios e que fazem toda a diferença para o sucesso do seu negócio, como por exemplo o direcionamento operacional. 

É nele onde você descreve como a empresa será estruturada, a localização, instalação física e equipamentos, bem como as estimativas sobre a capacidade produtiva, quantos clientes você conseguirá atender por mês, de quantos funcionários irá dispor e quais as tarefas de cada um. 

Porém, de nada adianta um plano bem feito se não é dada continuidade no que você se propôs a fazer inicialmente. 

Você deve criar o hábito de continuar planejando o passo a passo da gestão da empresa, mesmo que tudo comece a dar certo de cara. 

Todos os dados do plano de negócios, os objetivos gerais da empresa, estratégias e posicionamento, devem ser atualizados, revistos e otimizados de acordo com o “andar” da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *