Áreas que estão em alta no mundo dos negócios

O mundo do empreendedorismo é sempre cheio de novidades. Por isso, acompanhar as tendências e manter uma criatividade é fundamental.

Já pensou nas possibilidades que um curso para estilista pode despertar? Pois é. Considerando que a moda é um mercado com alta rotatividade, certificações como a dos estilistas podem abrir caminhos para que as pessoas possam empreender nessa área.

Da mesma forma, há pessoas que investem no mercado de equipamentos médicos e industriais e continuam em alta.

Independente do segmento, é interessante contar com processos de mentoria a as estrategias de marketing certas para montar e acompanhar um negócio a longo prazo.

Se você tem alguma ideia e deseja tirar do papel, continue lendo este artigo e confira algumas áreas que estão em alta e dicas para seu negócio prosperar.

O mercado da moda x curso para estilista

No cenário mundial, o mercado da moda é um dos mais diversos e cheios de possibilidade no mundo dos negócios.

Da indústria tradicional da moda à alternativas sustentáveis e marcas originais, cada vez mais as pessoas apostam neste ramo para empreender. Um curso para estilista, por exemplo, pode ser uma ótima alternativa para quem gosta da área e pensa em empreender.

Geralmente esse curso é voltado à criação do design das peças e também conta com aulas de costura. Ou seja: um prato cheio para marcas independentes e cheias de vida que querem uma chance no mercado.

Se você gosta da ideia, saiba que além dessa ser uma área que envolve criatividade, meio ambiente e produção para pessoas, as estimativas econômicas do setor estão em alta.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecções (ABIT), essa área é a segunda maior na geração de empregos do Brasil.

Não é à toa que até 2025, a estimativa é que 300 mil novos empregos sejam gerados. Se a criatividade é um motor forte para esse tipo de negócio, as estrategias de marketing estão aí para valorizar as produções.

A criação do conceito da marca, o investimento inicial em divulgação e o público-alvo que se deseja atingir são aspectos importantes a se considerar.

Mas, independente disso, algumas dicas gerais podem te ajudar a pensar no futuro do seu negócio. São elas:

  • Fotografia especializada de looks;

  • Divulgação nas redes sociais;

  • Criação de peças exclusivas;

  • Propagação do conceito da marca;

  • Inspirações originais.

Todos esses detalhes não precisam estar presentes só na confecção de itens como as roupas, mas também podem ser propagados para as embalagens e outros detalhes. O importante é ter uma estratégia inicial de negócio bem definida para que a criatividade comece a fluir.

Embalagem antiestática

Ideal para aplicações em componentes eletrônicos sensíveis e eletrostáticos, a Embalagem antiestática é um item que não só é um nicho de mercado mas que também tem muitas utilidades.

Na prática, as embalagens são usadas para proteção de componentes eletrônicos sensíveis e elas são chamadas de antiestáticas por ter a capacidade de prevenção contra a eletricidade gerada ou atrito causado.

Na prática, a Embalagem antiestática metalizada possui camadas com excelente capacidade de proteção e de blindagem e podem ser fabricadas de acordo com a necessidade de cada cliente.

Segurança do trabalho: itens para conhecer

Os negócios voltados para soluções práticas como as indústrias também estão em alta. Para proteção dos ouvidos em situações de barulho, por exemplo, o protetor auditivo tipo concha é um equipamento muito requisitado.

Na prática, o destaque desse protetor é uma estrutura reforçada e resistente a longo prazo. Não é à toa que esse protetor é composto por almofadas de espuma e possui uma haste de plástico que sela as conchas e sustenta essa parte do protetor.

Além dos protetores, há outros itens que podem ser muito usados nessa área. Para a sinalização da segurança, por exemplo, placas, portas de segurança e outros equipamentos de segurança são uma necessidade.

Todos esses itens podem e devem ser adquiridos em conformidade com a Norma Reguladora (NR 26), da Associação Brasileira de Normas Técnicas. Na prática, essa norma padroniza as cores para a sinalização de segurança no trabalho e determina a obrigatoriedade de informar os riscos que existem no local de trabalho.

Agora que você sabe um pouco mais sobre o funcionamento dessas áreas, que tal se inspirar e pensar no seu negócio? Analisar as possíveis estrategias de marketing é um bom começo para tudo isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *