3 dicas para tornar a sua empresa mais segura

O sonho de todo empreendedor é aumentar a produtividade e diminuir a rotatividade da equipe, certo? Para isso, é preciso gerar uma única ação: a saúde e segurança no trabalho. 

A cada dia, as empresas têm a oportunidade de fazer diferente. Por isso, um dos temas que ganhou muita relevância nos últimos anos foi a segurança do trabalho.  

Embora as empresas contem com sistemas automatizados, acidentes ocupacionais são comuns de acontecer, causando milhares de mortes em todo Brasil.

Para se ter ideia, somente em 2016 a Previdência Social registrou mais de 710 mil acidentes no ambiente de trabalho no país. Dentro deste número, cerca de 2,8 mil resultaram em morte, 15 mil sequelas permanentes e vários dias de trabalho perdidos. 

Além disso, vale ressaltar que a organização pode sofrer com indenizações – dependendo da seriedade do acidente -, processos judiciais, despesas hospitalares e, ainda, ter que contratar outro funcionário, aumentando, assim, a rotatividade da equipe.

Por isso, se você tem um comércio, empresa de construção civil, indústria de válvula de retenção, entre outros, nós elaboramos este artigo para te mostrar como é possível tornar a sua empresa mais segura. Confira!

1. Invista em equipamentos de proteção 

É simples, mas não custa lembrar. Os colaboradores devem receber do empregador todos os dispositivos e acessórios necessários para realizarem as suas atividades. 

Os equipamentos de proteção individual (EPI’s) diminuem os riscos de acidentes e são determinados por lei. A organização tem a responsabilidade de fornecer os equipamentos sem nenhum custo adicional e, ainda, elaborar um treinamento sobre seu uso e cuidados. 

Dentre os equipamentos que formam os EPI’s, podemos destacar os mais importantes para a empresa:

  • Luvas; 
  • Capacetes; 
  • Ocólus de proteção e viseira;
  • Trava-quedas (em caso de trabalho nas alturas, como alpinismo industrial); 
  • Luvas e mangotes; 
  • Sapatos, botas e botinas; 
  • Abafadores de ruídos. 

Vale ressaltar que é de responsabilidade do trabalhador cuidar do equipamento e relatar qualquer falha que houver. 

2. Forneça os EPC’s

Ainda sobre a proteção do colaborador, os equipamentos de proteção coletiva (EPC’s) são dispositivos utilizados no ambiente de trabalho para proteger a equipe de possíveis riscos existentes no processo empresarial.

Estes podem ser montagem, construção, instalação, operação, limpeza, manutenção, entre outros. 

Dentre os dispositivos constituídos pelos EPC’s, podemos citar: cones e faixas de segurança, equipamentos para câmaras frias, sensores de presença, alarme e sinais luminosos, bloqueios de disjuntores, entre outros.

Esses equipamentos devem ser implementados em qualquer ambiente virtual. Isso porque os EPC’s estão ligados a atitudes dos trabalhadores no exercício das atividades.

3. Cuide do ambiente de trabalho

É fundamental que o ambiente de trabalho esteja adequado com as atividades a serem realizadas. Ocorrências envolvendo acidentes e inundações é mais comum do que você imagina. 

Caso o espaço seja completamente fechado, o ambiente deve ser constituído por produtos não inflamáveis, além de contar com um espaço para a passagem do ar. 

Agora que você já conhece essas dicas para tornar a sua empresa mais segura, o que acha de segui-las e ter sucesso? 

Gostou do post? Conta pra gente!

 

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *