O que é e-commerce?

Em tempos de crise, os consumidores, de modo geral, assumem uma postura mais estratégica: seu objetivo é que o dinheiro investido em uma mercadoria traga o maior retorno possível.

Isso vale para tudo, desde equipamentos eletronicos pequenos, como um smartphone, até compras mais complexas, como uma casa ou um veículo.

Para os comerciantes, isso significa que eles devem se adaptar a esse perfil de compra, que busca qualidade a um preço tão baixo quanto possível. Isso, porém, é um desafio: não é porque o consumidor pretende pagar menos que os custos operacionais do estabelecimento caem.

Contudo, há uma maneira de se obter esse equilíbrio: usar um site de vendas, mais conhecido sobre e-Commerce. Aprenda, neste post, algumas informações importantes a respeito desse tipo de loja e como abrir um negócio do tipo:

O que é um e-Commerce?

Como o próprio nome diz, um e-Commerce nada mais é do que uma página da internet usada para vendas. Versáteis, essas plataformas podem ser usadas para comercializar os mais diversos produtos e serviços, tais como:

  • Roupas;

  • Eletrônicos;

  • Viagens;

  • Artigos para a casa (mobília e eletrodomésticos).

Munida de uma estrutura de segurança robusta, é possível que, em uma loja online o cliente possa escolher o que quer adquirir, definir o endereço onde ele quer que a mercadoria seja entregue e inclusive realizar o pagamento, tudo de forma a proteger os seus dados.

Quais as vantagens de se abrir um e-Commerce?

Os setores de comércio e serviços são os carros-chefes da economia brasileira. Apesar de o avanço da tecnologia ter favorecido a criação de uma rede de comércio eletrônico, ainda há muitos estabelecimentos físicos espalhados pelo país. Por conta disso, há quem pense que investir na rede não vale a pena.

Isso, entretanto, não procede: ano após ano, esse tipo de estabelecimento bate recordes de vendas, principalmente em datas festivas. O principal motivo por trás disso é o preço mais baixo, que costuma vir acompanhado de condições de pagamento mais flexíveis, com prazos de parcelamento mais longo: isso permite que a compra de produtos mais caros caiba no orçamento mais confortavelmente.

Porém, não é só isso: comprar desta maneira permite que o consumidor compare preços, condições de pagamento e opiniões de outros compradores sem sair de casa, diretamente do computador ou do smartphone. Deste modo, não é preciso gastar tempo ou dinheiro com deslocamentos até lojas físicas.

Como montar um e-Commerce?

Por mais que montar um e-Commerce seja uma empreitada que tende a dar um bom retorno financeiro, é preciso considerar que trata-se de um projeto que pode levar alguns meses para ser concluído. Confira, a seguir, algumas etapas da criação de uma loja virtual:

  1. Defina o que vender

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, criar um site não é o primeiro passo na abertura de um e-Commerce. Pelo contrário: é preciso fazer um planejamento meticuloso antes de chegar a esta etapa.

Portanto, o primeiro passo é definir o que será vendido. Nesse momento, é preciso considerar que, quando mais amplo o portfólio de produtos que o negócio oferece, mais complexa será a logística.

Da mesma maneira, é preciso considerar a concorrência: muitas vezes, o segmento pretendido está saturado, o que reduz consideravelmente as chances de sucesso do negócio.

  1. Escolha um sistema de cobrança

Crédito, débito, boleto, transferência, etc. Existem diversas maneiras para que o cliente de um e-Commerce faça o seu pagamento – o que, por sinal, é um dos atrativos de tais plataformas.

Se, por um lado, oferecer diversas opções de pagamento é algo positivo para o cliente, por outro isso exige um preparo mais robusto por parte do estabelecimento.

Afinal, há diversos sistemas de cobrança disponíveis no mercado, que variam em termos de cobrança de comissão, velocidade, confiabilidade, etc. Portanto, é fundamental planejar e pesquisar a respeito do assunto.

  1. Defina a logística

Estoque próprio ou terceirizado? Envio pelos Correios ou com uma transportadora privada? Haverá a possibilidade do cliente retirar o produto adquirido em uma loja física?

Definir tudo isso também é fundamental para o processo de e-Commerce: processos de logística bem desenhados costumam funcionar melhor do que aqueles feitos no improviso.

Dessa maneira, o cliente recebe seus produtos em dia, o que aumenta as chances de que ele compre do estabelecimento em questão novamente.

  1. Crie um site

Depois de um minucioso planejamento, chega a fase final do processo: a elaboração do site. Vale ressaltar que ela deve ser feita sempre por um profissional, que a tornará mais amigável para os visitantes, bem como segura, para que eles possam fornecer seus dados sem maiores preocupações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *