Veja 4 lugares para conhecer a história e a beleza da cultura nordestina

A cultura nordestina possui características próprias herdadas da interação entre os colonizadores portugueses, os índios e os negros.

E, na região Nordeste, há locais que a representam tão bem que é possível aprender sobre elas, como o Pelourinho, em Salvador (BA). Para os adeptos das belas e confortáveis viagens de ônibus, a Rodoviária de Salvador possui diversas companhias que oferecem rotas para as principais cidades da região mais feliz do Brasil.

É importante ressaltar que a cultura representa uma espécie de teia que abriga costumes, artes, conhecimentos, cultos religiosos, crenças, literatura popular, hábitos e danças de determinados grupos. A cultura do Nordeste, em específico, compreende os seguintes estados: Piauí, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Ceará, Bahia, Sergipe e Alagoas. 

Características da cultura nordestina

A cultura nordestina é bem diversificada e bastante rica, sobretudo pelo fato de conter elementos oriundos dos três principais povos participantes do processo de construção da identidade cultural, social e política brasileira, mencionados acima. 

Esses elementos culturais estão presentes na música, nas festas populares, nas manifestações religiosas e na culinária. Além disso, a diversidade da cultura nordestina também está diretamente relacionada ao tamanho geográfico da região (1.554.000 km² ocupados pelos 9 estados do Nordeste)

E, embora possuam costumes e manifestações culturais particulares, não há como negar que os 9 estados da região Nordeste têm diversas características em comum. Ao contemplar as manifestações culturais que mais se destacam quando o assunto é a região, fica claro como a religiosidade percorre a produção artesanal, a culinária e até mesmo os festejos.

Ademais, a cultura do Nordeste desempenha um papel tão importante que já foi reconhecida pela ONU que, por meio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), concedeu o título de Patrimônio Imaterial da Humanidade à capoeira e ao frevo.

4 lugares que representam a cultura da região Nordeste

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a cultura nordestina, confira 4 locais onde é possível aprender mais sobre ela.

Porto Seguro (BA)

O município de Porto Seguro, localizado no Sul da Bahia, é um ótimo destino para quem procura agitação. Além disso, a cidade também possui muitas belezas naturais e, entre elas, podemos destacar as belas praias. A Passarela do Descobrimento, por exemplo, oferece bastante entretenimento e é o lugar perfeito para apreciar as feiras, as lojas de artesanatos e a culinária regional.

Caruaru (PE)

A cidade de Caruaru está situada no estado de Pernambuco e é considerada a capital do forró, sendo palco de uma das principais festas de São João. E o que não falta em Caruaru são sugestões do que fazer por lá. O Museu do Barro Espaço Zé Caboclo, por exemplo, reflete muito da cultura regional, pois conta com salas que expõem peças em barro da arte simbólica e quadros. O Polo Cultural Estação Ferroviária é outro lugar bastante interessante, pois possui um espaço gastronômico e é palco para vários shows artísticos. 

Maceió (AL)

A capital de Alagoas é um dos destinos mais procurados pelos turistas. Maceió é capaz de encantar qualquer um com suas belas praias de águas cristalinas, piscinas naturais e uma orla urbana fantástica. O município ainda conta com diversos pontos turísticos, mas para ter contato com a cultura nordestina, a recomendação é visitar o Museu da Imagem e do Som, pois ele preserva as expressões artísticas e culturais do estado por meio de registros multimídia.

Salvador (BA)

Por fim, Salvador abriga o Espaço Pierre Verger (Museu da Fotografia da Bahia), que possui imagens que impressionam qualquer um. Essas imagens mostram a Bahia por diferentes ângulos, retratando a diversidade cultural dessa terra encantadora tudo isso aliado a projeções, mapas interativos e realidade virtual. O projeto é dedicado ao reconhecimento, divulgação e valorização da fotografia baiana e conta com o trabalho de mais de 60 fotógrafos baianos, além de uma exposição virtual da herança do fotógrafo e etnólogo francês Pierre Verger.

Texto: Gear Seo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *