Vantagens da tecnologia 4.0 para a indústria de fabricação de ar-condicionado

A tecnologia 4.0 chegou para ficar, e com a indústria de fabricação de ar-condicionado, não é diferente. 

Se a 10, 20 e 30 anos atrás, perdíamos bastante tempo cuidando de processos manualmente, hoje podemos automatizar muito do trabalho e garantir que a supervisão humana complete o ciclo da produção, garantindo altos níveis de qualidade e satisfação.

Convido você a conhecer essa novidade, que já não é tão recente assim, e entender como ela pode se encaixar à sua indústria, mesmo que ela não seja tão robusta. 

Afinal, o caminho para crescer e aumentar a produtividade começa com ações concretas hoje, e uma delas é justamente a inclusão na indústria 4.0.

Antes de entrarmos nos pormenores da fabricação de ar-condicionado, é preciso entender o que é a Indústria 4.0 e sua tecnologia. Vamos aprender?

O que é a tecnologia 4.0?

Essa história de tecnologia e indústria 4.0 não teve início com a fabricação de ar-condicionado. 

Na verdade, em 2011, na Alemanha, começou o burburinho a respeito do assunto, já que o governo alemão buscava criar estratégias com foco em soluções de tecnologia.

Dois anos depois, o relatório sobre o trabalho realizado foi divulgado e o termo ganhou o mundo. 

Com a publicação do livro “A Quarta Revolução Industrial”, o público-geral pôde finalmente conhecer mais a respeito do momento das indústrias no final da primeira década do século XXI.

Agora, isso se intensifica ainda mais. A interação entre homem e máquina está cada vez mais intuitiva e profunda, permitindo automatizar processos e controlar equipamentos com apenas alguns toques em uma tela. 

Se antes era preciso operar cada máquina individualmente, puxar alavancas, apertar botões e realizar algum esforço físico, o foco hoje está na inteligência.

A indústria 4.0 reduz a distância entre o homem e a máquina, facilitando o trabalho e aumentando a produtividade. Não é preciso ter um exército no chão de fábrica, operando equipamentos e correndo para lá e para cá para garantir a demanda diária. 

Basta acessar uma tela, conferir um dashboard e tomar algumas ações para manter o trabalho como se espera.

Qual é a aplicação da tecnologia 4.0 na indústria?

Falando em termos práticos, a tecnologia 4.0 foca em:

  •     Automação;
  •     Facilidade;
  •     Flexibilidade;
  •     Adaptação;
  •     Usabilidade;
  •     Experiência.

Contratar profissionais altamente experientes e com muito conhecimento a respeito do funcionamento de uma indústria é algo que pode sair bem caro. 

Se a indústria sofre com rotatividade de funcionários e quer manter seus melhores talentos, precisa investir em formas de aumentar a produtividade, tornar o trabalho mais dinâmico e menos cansativo. Quem já se adaptou a essa tendência está em vantagem.

Outro ponto importante: os técnicos e especialistas que acompanharam a evolução da indústria desde os anos 60 estão aposentados. A indústria deve saber lidar com as novas gerações, suas demandas, desejos e expectativas. 

São pessoas diferentes, que desejam fazer mais em menos tempo, sem abrir mão da qualidade e sem desempenhar um esforço homérico.

Alguns termos comuns dentro da indústria 4.0 são:

  •     Inteligência Artificial;
  •     Big Data;
  •     Internet das Coisas (IoT);
  •     HMI ou IMH;
  •     Machine Learning.

O segredo está nas telas, no software e na usabilidade das tecnologias. Uma estrutura menos robusta pode alcançar níveis maiores e mais satisfatórios de produtividade, sem que seja necessário uma expansão grandiosa ou mudança de local.

Claro, a tecnologia não faz milagres. Se você quer produzir mais, precisará de mais insumos e equipamentos. Mas, mesmo com o que você já tem, pode fazer mais e melhor.

Quais as vantagens da utilização de tecnologia 4.0 na fabricação de equipamentos de ar-condicionado?

Agora que você já está contextualizado, é hora de voltar à fabricação de ar-condicionado.

As indústrias que fabricam esse tipo de equipamento estão aproveitando a evolução da tecnologia para facilitar o trabalho, automatizar processos e conter desperdícios de recursos – humanos, financeiros e de matéria-prima.

A Internet das Coisas permite conectar uma gama de dispositivos, que podem ser controlados através de uma ou mais telas. Assim, o operador da tecnologia tem maior controle sobre a produção e a qualidade do trabalho como um todo. 

Veja que, apesar dos avanços tecnológicos, a presença humana ainda é fundamental para garantir os resultados esperados.

Com a adoção de novas tecnologias, é possível aumentar a taxa de sucesso e o nível de qualidade do trabalho. 

Com mais imersão e realidade aumentada, os colaboradores podem executar suas funções e praticar, reduzindo as chances de errar e causar algum prejuízo para a empresa. 

A geração de imagens produzidas no computador também facilita o acompanhamento dos projetos e a visualização de eventuais problemas e riscos, que podem ser mitigados e até eliminados. Parar a produção, é mais fácil e rápido.

A tecnologia pode, ainda, ser aplicada nos próprios produtos. 

Conforme ela avança, somos capazes de criar sistemas de refrigeração dinâmicos e inteligentes, que garantem a integridade de recursos-chave, como alimentos, vacinas e outros produtos que dependem da refrigeração. É algo que só traz benefícios

Quais empresas trabalham com a fabricação de equipamentos de ar-condicionado?

Muitas. Algumas já estão dando um show quando o assunto é automatização e produção inteligente, como é o caso da Tosi e da Wi2be

Com suas tecnologias, essas indústrias são capazes de fornecer equipamentos construídos sob medida para as mais diversas necessidades do mercado.

A Wi2Be, por exemplo, produz soluções que facilitam a comunicação entre tecnologias, seja através do rádio ou do Wi-Fi, o que torna o ambiente de trabalho mais conectado, imersivo e produtivo. 

Já a Tosi, produz sistemas de refrigeração para laboratórios, indústrias, escritórios e até ambientes domésticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *