familiares

Primeira infância: período de formação dos laços familiares

A chegada de um bebê muda a rotina de toda uma família, desde a vida dos pais, que estão ansiosos para conhecer o novo membro da família, quanto de avós, tios, familiares próximos e amigos que sempre dão suporte e ajuda, nos momentos mais necessários.

Visitas a médicos, para a realização do pré-natal, contagem dos dias para o nascimento, os preparativos para o hospital e a acomodação de novos móveis e roupas para o bebê demandam tempo e escolhas acertadas, para garantir a segurança e o conforto em um lar que será repleto de amor e carinho.

Para isso, é preciso encontrar lojas especializadas, que vendem os produtos adequados para cada momento, a partir da chegada do neném, com roupas com tecido antialérgico, tanto para dias quentes quanto para os dias frios.

Tudo preparado para a chegada do bebê

Os pais devem estar atentos quanto ao período de gravidez, para segurança da mamãe e da criança. Por isso, quando chega a hora de partir para o hospital, é preciso estar com o kit bolsa maternidade pronto.

É importante ressaltar que a mala do bebê deve ser individual, com todas as roupinhas lavadas, para evitar qualquer tipo de contaminação.

A mamãe deve ter sua mala com:

  • Produtos de higiene e pijama;
  • Itens para o pós-parto como absorventes noturnos;
  • Sutiãs apropriados para amamentação.;
  • Calçados de borracha, para evitar acidentes.

Geralmente, os hospitais passam uma lista do que pode e o que não pode entrar no quarto da mamãe, afinal, se trata de um espaço que deve ser totalmente higienizado, pois o bebê não chega ao mundo imunizado.

Um local que ajuda muito nestas horas, também, é a loja de roupa infantil, que pode indicar quais as vestimentas mais adequadas após o nascimento, já que a equipe de enfermagem precisa vestir o bebê após todos os procedimentos médicos.

Além da primeira troca, o número de roupas dependerá de quantos dias a nova família ficará na maternidade, que pode variar de dois a três dias, normalmente.

A estação do ano também influenciará na escolher as roupas que serão levadas na mala, já que o calor ou o frio são determinantes para decidir se é necessário uma manta leve ou um cobertor para maior proteção, além dos casaquinhos e macacões, muito úteis para o momento da troca de fraldas.

Personalização de roupas deixa tudo mais pessoal

Tanto para o uso na maternidade quanto em casa, os pais do novo bebê podem mandar criar roupas especiais, produzindo um enxoval infantil personalizado, com formas abstratas, animais, personagens infantis de histórias em quadrinhos, livros, filmes e desenhos animados.

Isso torna tudo mais lúdico, com o sonho se tornando realidade, pelo menos para os pais, que podem registrar todos os momentos com fotos e filmagens, acompanhando o crescimento, mês a mês, e enquanto for possível.

Esse tipo de personalização também facilita para a ida a visitas pediátricas, garantindo que nenhum dos acessórios para bebe seja confundido com de outros pacientes mirins.

Até mesmo para o encaminhamento para o berçário ou a creche, mamadeira, chupeta e roupas personalizadas ajudam as cuidadoras, na hora do banho e das refeições.

Local deve preservar segurança infantil

Chega o momento mais difícil, após o nascimento de um filho, que é a hora de voltar à rotina de trabalho.

Para os pais, é preciso escolher um ambiente com profissionais preparados tecnicamente, com capacidade de atender à toda necessidade de carinho e cuidado que um filho ou uma filha precisa.

Seguindo a legislação trabalhista nacional, as mães têm o direito de ficar em casa até os primeiros quatro meses a partir do nascimento dos filhos.

A partir deste momento, se não houver a possibilidade de um suporte por parte de amigos ou familiares, é preciso encontrar um local que atenda as crianças, como o berçário de 0 a 1 ano, em que muitos pais confiam a guarda do rebento, por um período do dia.

Como são bebês, o ambiente deve ser calmo e seguro, com cuidadores responsáveis, móveis confortáveis e iluminação apropriada para que possam dormir a maior parte do tempo. Quando estão acordados, as crianças dessa idade devem ser estimuladas, com brinquedos coloridos.

Vários lugares também empregam a musicoterapia, elevando a classe do berçario e creche para um novo patamar, já que as funções cognitivas das crianças são estimuladas de uma forma diferente, implementando novas formas pedagógicas de aprendizado desde os primeiros meses de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *