Guias profissionais e de papel: tudo que você precisa saber

Viagens costumam produzir momentos inesquecíveis, alguns dos quais só conseguimos lembrar com saudade e boas risadas posteriormente, compartilhando-os com amigos e familiares.

As viagens acompanham a humanidade desde seus primórdios, servindo como uma aprendizagem para nos adaptarmos a diferentes lugares e culturas, lidando com imprevistos.

Nas últimas décadas, o desenvolvimento dos meios de comunicação proporcionou uma explosão de informações em escala global, incluindo as do setor turístico. O que conhecer em determinado lugar, quais são os custos médios de permanecer ali e o que é valorizado ou mal visto em determinada cultura são alguns dados que foram sendo popularizados por materiais como guias, livros e sites.

Ainda existem os guias profissionais de turismo. Além de conhecer os principais lugares a visitar e os melhores trajetos, no caso de trilhas em regiões com natureza, eles são fundamentais por trazerem detalhes da região, que só são percebidos por quem tem mais intimidade com ela. Confira mais sobre guias profissionais e de papel antes de comprar sua passagem na Saritur.

Guias de papel

É fato que os aparelhos digitais ocupam um espaço cada vez maior e mais importante no mundo. Contudo, ainda existem viajantes que não abdicam de carregar um pequeno livro, contendo comentários e dicas do lugar a ser conhecido.

Para escolher um guia de papel adequado, é preciso avaliar como será a sua viagem e os principais objetivos dela. Se você vai passar poucos dias em uma localidade, é mais proveitoso escolher um exemplar que traga informações mais resumidas e rápidas, como aqueles produzidos por jornais ou no formato de bolso, mais práticos e leves de carregar.

Outra pergunta importante é o que você mais deseja conhecer e fazer naquele lugar. Se o principal objetivo é ter um contato mais profundo com a natureza, permanecendo longe de internet e celular, vale investir em livros que tragam informações sobre as melhores praias, cachoeiras, trilhas e serras, como chegar até elas e quais são as opções de hospedagem na área.

Se a sua viagem tem um objetivo mais cultural, invista em guias que tragam informações detalhadas sobre este aspecto do lugar, incluindo museus, bares, teatros, cinemas e festas tradicionais. Para quem gosta de saber fatos históricos, vale comprar livros de estudiosos que tragam mais informações sobre isso. 

Para quem viaja com filhos ou crianças, existem guias com dicas de passeios para fazer com eles, além de sugestões de alguns requisitos para viajar, como documentação, reserva e roteiro de atividades.

Guias profissionais 

Profissionais que atuam como guias também fazem a diferença na hora de preparar uma viagem. Especialmente, em cidades marcadas por um turismo histórico, como Tiradentes, Ouro Preto, Porto Seguro, Roma, Olinda e Salvador, é fundamental contar com pessoas que tragam informações corretas e diferentes sobre os lugares, que já são minimamente conhecidos pelos visitantes.

Antes de tudo, verifique se o passeio que você deseja exige a companhia obrigatória de um guia, como ocorre em praias na ilha de Fernando de Noronha. Na hora de escolher um profissional, verifique se ele é credenciado e tem experiência no trajeto, sobretudo, se for feito em trilhas e deslocamentos no interior da natureza. 

Além disso, veja se o local onde ele trabalha é confiável, possui boas referências e faz passeios no estilo em que você procura. Outra dica boa é escolher guias que foram indicados por pessoas próximas e fazer uma breve pesquisa de preços antes de contratá-lo, para evitar pagar valores abusivos ou baratos demais, em comparação aos outros.

Outro fator importante, principalmente, para quem está em uma viagem internacional, é contratar um guia que fale a sua língua ou algum idioma em comum com você. Isso é ainda mais válido em lugares cujo idioma você desconhece.

Texto: Gear Seo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *