Gato com diarreia: causas e tratamentos

Os gatos são considerados animais extremamente higiênicos e carregam essa fama principalmente por conta de alguns hábitos, como o banho que fazem em si diariamente usando a própria lambida.

Até mesmo no quesito evacuação eles podem ser considerados “limpinhos”, já que enterram as próprias fezes e não gostam de usar uma caixa de areia suja. O problema é quando você percebe que esse padrão não está normal.

Se o bichano apresenta diarreia, por exemplo, é hora de buscar ajuda em uma clínica veterinária. Apesar de ser algo passível de acontecer, quando qualquer ser vivo apresenta esse sintoma, significa que algo em seu organismo não vai bem e, por isso mesmo, o melhor é verificar a situação com um médico veterinário.

Porque meu gato está com diarreia?

É preciso dizer, em primeiro lugar, que a diarreia é uma espécie de resposta natural do organismo seja ele de um ser humano, de um cachorro ou mesmo de um gato —, que visa proteger o sistema gastrointestinal de vírus, bactérias ou mesmo um alimento estragado.

Agora que você já sabe isso, fica mais fácil entender a situação caso o seu bichano apresente esse quadro. Além das fezes com uma textura mais líquida ou pastosa e com uma cor diferente, o comportamento do animal tende a mudar repentinamente caso ele esteja sofrendo com algum incômodo gástrico.

A higiene, que lhe é tão característica, passa a ser deixada em segundo plano e o animal pode ficar com um semblante de descuido, podendo até mesmo apresentar mau cheiro algo bastante incomum entre gatos saudáveis e bem cuidados.

Além disso, é comum que o animal fique mais prostrado e, em casos mais graves, apresente quadros febris, perda de peso e de apetite. Se a diarreia for acompanhada de vômito ou, ainda, se esses outros sintomas se mantiverem por mais de 10 dias seguidos, é sinal de risco.

Por isso mesmo, seja em uma situação menos ou mais grave, o ideal é procurar de imediato ajuda de um médico veterinário, já que ele saberá fazer um diagnóstico mais preciso, bem como indicar o tratamento mais adequado para o seu pet.

Principais causas

Bactérias

O contato do organismo de um animal com alguns tipos de bactérias pode ocasionar problemas gastrointestinais como a diarreia. As mais comuns são Salmonella, Escherischia coli e Campylobacter.

Vírus

Já os vírus são ainda mais perigosos para os gatos, pois alguns deles podem trazer consequências fatais para o animal. São elas: Coronavirose, Astrovirus, Rotavirus, Panleucopenia e a Leucemia Felina (FeLV).

Parasitas

Outra possibilidade para a diarreia é a presença de parasitas no organismo do animal. Os mais comuns são vermes como Giardia, Coccidia e Toxoplasma (causador da Toxoplasmose).

Doença inflamatória intestinal

Um problema mais grave é a chamada doença inflamatória intestinal. Trata-se de uma doença crônica, infelizmente muito comum em gatos e acompanhada de episódios de vômitos. O tratamento veterinário é imprescindível nesses casos. 

Envenenamento

Outro motivo para um quadro de diarreia pode ser o envenenamento do gato, seja pela ingestão de venenos para outros animais (como ratos) ou até mesmo um envenenamento proposital (sim, infelizmente isso pode acontecer). É uma situação comum em bichanos muito curiosos e que têm fácil acesso à rua.

Infecção alimentar

Sabe quando você come algo estragado e seu corpo reage, causando diarreia? Isso também pode acontecer com os felinos domésticos, principalmente se eles têm fácil acesso à rua e a ambientes infecciosos, como latas de lixo.

Mudança alimentar

Existe ainda uma razão que, à primeira vista, pode parecer bastante inusitada, mas que, sim, pode causar diarreia: a mudança na alimentação do felino por alimentos mais naturais. Pela menor quantidade de fibra, esse tipo de alimento pode mudar a consistência das fezes do animal, mas é algo normal e passageiro.

Seja qual for a situação, o mais indicado é levar o bicho ao veterinário. Se o caso for mais grave, medicamentos podem ser prescritos pelo profissional. Além disso, é fundamental oferecer água fresca e limpa, além de uma alimentação adequada (isso serve para casos leves e graves).

Texto: Gear Seo 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *