Dúvidas sobre as lojas de peças para tratores

Em meio ao complexo contexto econômico pelo qual o Brasil passa, há um setor que tem se mostrado próspero: o agronegócio.

Presente em praticamente todos os estados brasileiros, ele é responsável por gerar emprego e renda tanto em localidades interioranas quanto em grandes centros urbanos, tanto por meio de exportações quanto na satisfação das necessidades internas.

Um dos principais motivos por trás do aumento de produtividade é a venda de implementos agrícolas e de equipamentos usados para automatizar tanto as tarefas do campo em si quando as atividades que lhe dão apoio.

Tudo isso reduz as perdas nesse segmento, fazendo com que ele seja mais lucrativo.

Por conta disso, cada vez mais empreendedores da área têm investido na compra de maquinário agrícola, principalmente, tratores.

Deste modo, também há um aumento na demanda de peças para tais itens, já que, à medida que eles são usados, é preciso trocar seus componentes.

Assim, abrir uma loja que venda tais produtos é uma boa opção para quem sonha em ter seu próprio negócio.

Quer aprender mais sobre isso? Então continue lendo e confira algumas dicas para abrir sua loja de peças para tratores e ter sucesso nesse projeto.

  1. Ofereça peças para os equipamentos mais populares

Quando se trata de um trator 4×4, existem vários modelos desse equipamento no mercado brasileiro, sejam eles produzidos nacionalmente ou importados de outros países.

Entretanto, alguns são mais populares do que outros, seja por conta do valor, do consumo de combustível ou mesmo devido à sua vida útil.

Por esse motivo, antes de abrir o seu estabelecimento, é preciso pesquisar a respeito de quais são os modelos mais populares no mercado, de modo que o seu portfólio de produtos seja construído com base neles.

Afinal de contas, uma mangueira de sucção que seja usada em uma marca obscura, provavelmente, será muito mais difícil de ser vendida, ocupando espaço em seu estoque e, consequentemente, dando prejuízo.

  1. Escolha um bom ponto para sua loja

Não importa o ramo, contar com um bom ponto de funcionamento para o seu negócio é decisivo para o seu sucesso.

Afinal, se ele estiver em uma rua afastada, ou mesmo perigosa, isso desmotivará o público a visitá-lo, e, consequentemente, haverá perda de vendas.

Para evitar que isso aconteça, recomenda-se contratar um corretor de imóveis que seja especializado em encontrar locais de funcionamento para empresas. Entre os fatores que devem ser analisados ao escolher seu espaço, estão:

  • Facilidade de acesso;

  • Segurança do local;

  • Presença de estabelecimentos semelhantes nas imediações;

  • Presença de estacionamento e/ou transporte público.

Do mesmo modo, é fundamental que o valor do aluguel do local escolhido seja compatível com o seu orçamento. Do contrário, você entrará no mercado já endividado, o que não é bom para suas chances de sucesso.

  1. Mantenha sua equipe motivada

Não é preciso ser especialista em gestão de empresas para saber que um estabelecimento não tem muitas chances de dar certo se ele não contar com uma equipe de pessoas qualificadas e motivadas.

Portanto, além de fazer a seleção de funcionários com cuidado, é fundamental pensar em maneiras de mantê-los engajados com os objetivos do negócio.

A boa notícia é que existem diversas opções no mercado para quem pretende investir nisso.

Por exemplo: é possível oferecer uma cesta de natal para funcionários no fim de ano, criar parcerias com outras empresas para que sua equipe tenha descontos nelas e oferecer serviços como plano de saúde ou mesmo convênio com academias.

Vale ressaltar que, independentemente da solução escolhida, é fundamental pesquisar muito para encontrar a melhor maneira de proporcioná-la.

Do mesmo modo, é preciso fazer uma pesquisa de preços, já que itens como a cesta básica valor pode variar consideravelmente entre um local e outro.

  1. Faça parcerias com outras empresas

Por último, mas não menos importante, é interessante considerar a criação de parcerias com outras empresas para angariar mais clientes.

Além de não exigir nenhum gasto, trata-se de uma estratégia que é boa para ambas as partes, o que, por sua vez, ajuda a melhorar suas chances de sucesso.

Por exemplo: digamos que haja uma loja de venda de maquinas nas proximidades, e que um dos produtos comercializados por ela sejam os tratores agrícolas, é possível dar descontos aos clientes dela, e vice-versa.

Assim, ambos os estabelecimentos conquistam um público cativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *